Análise: Super Dungeon Bros traz um rock nostálgico e desafinado

Com o passar dos anos algumas empresas estão voltando a dar importância ao jogos com multiplayer local. Para quem é um pouco mais velho, a nostalgia bate forte quando você lembra dos amigos no sofá disputando partidas ou jogando cooperativamente para te ajudar a zerar determinado jogo e as vezes cair na porrada porque fez merda e fodeu tudo.

super-dungeon-bros-meet-the-bros

Com a temática voltada para o mundo do rock, Super Dungeon Bros se inicia mostrando um grupo de amigos que tem uma banda e foram convocados para um mundo fantasioso para derrotar ondas de inimigos em uma ambientação criada de forma aleatória. Ou seja, esquece a história e bora sair levando geral na porrada até chegar no final e enfrentar um chefão, certo? Nem tanto.

Chegar no final é uma coisa complicada. O jogo parece ter sido programado para 4 pessoas e nada menos que 4 pessoas! O número de inimigos e dificuldade das fases não se altera de acordo com o número de jogadores presentes no momento (como é em Diablo 3 e tanto outros jogos). Com isso, o game acaba tropeçando no seu próprio objetivo, já que hoje em dia é raro você ter 3 amigos que jogam BEM na sua casa. Não adianta ter 3 pessoas que jogam video-game eventualmente, o jogo exige uma habilidade acima do casual.

sdb

Os controles são simples e descomplicados, o que ajuda os novatos e traz uma certa mecânica ao jogo. Os personagens podem ser customizados depois de algum progresso, mas são muito parecidos, alterando basicamente apenas as cores de cada um.

Os amigos podem te ressucitar mas se você jogar sozinho simplesmente morre, o que demonstra o que foi falado antes: O jogo não foi pensado no single player.

O ambiente online existe mas vem com dificuldades, já que não é facil achar jogadores e quando você consegue, a comunicação não funciona na rapidez que deveria. Os acontecimentos são rápidos, armadilhas aparecem frequentemente, e um atraso na conversa pode ser fatal no desenrolar do jogo.

Super-Dungeon-Bros-early-screens-20

Visual vs Preço

O visual de Super Dungeon Bros é tão simples quanto os controles, os inimígos não se alteram muito. O que demonstra uma falta de criatividade por parte da React Games. A queda de framerates não atrapalha e só acontece quando temos realmente muitos inimigos na tela. Junte isso ao fato do jogo estar sendo comercializado por mais de R$100,00 (no lançamento R$170,00) e vamos para nossa conclusão.

Rock desafinado

Super Dungeon Bros tropeça feio em sua primeira versão. Eu, particularmente, fico triste com isso já que sou um adorador do estilo e torço muito para que o cooperativo local consiga seu lugar ao sol novamente.

O jogo está totalmente traduzido para o português do Brasil e com uma dublagem bem legal. Esse é um verdadeiro ponto positivo.

Super Dungeon Bros começa divertido e desafiador porém se torna frustrante rapidamente. Jogar com amigos, se eles forem viciados igual a você, pode até ser proveitoso, mas vocês terão que se reunir no mesmo lugar, pois o ambiente online simplesmente não condiz com a proposta rápida e com alto nível de dificuldade que o jogo traz.

Se você gosta de grandes desafios e tem amigos masoquistas igual a você, a dica é esperar uma promoção.

notas

 

 

Publicado
Gamer há tanto tempo que usa consoles como referência cronológica para lembranças de sua vida. Amante de Mega Man, Resident Evil e Warcraft. Se gaba por ter zerado Battletoads aos 9 anos mas abandonou Bloodborne com 26.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *