Preview: Brawlout é uma boa opção para os fãs de Smash Bros, mas falta conteúdo

O primeiro Super Smash Bros foi lançado para Nintendo 64 e foi um sucesso imediato. Desde então, a franquia ficou mais forte a cada lançamento e muitas empresas queriam abocanhar uma parte desse estilo único de luta. Porém, cada lançamento era uma nova falha, até hoje.

O estúdio Angry Mob Games já lançou seu Beta/Early Access na Steam a módicos R$36,99, e pretende lançar a versão final para PS4 e Xbox One. Se vale gastar ou não esse dinheiro nesse jogo, varia de pessoa para pessoa. Acho que se você curte jogo de luta, em especial no estilo Smash Bros, vale a pena sim (tendo ciência que está em early access). Caso você seja um curioso ou prefira uma experiencia mais completa, é preferível esperar.

E porque eu já comecei com o veredito? É muito simples, o jogo está muito bonito e funciona muito bem. Na minha opinião ele transcreve muito bem o sentimento de jogar um Smash Bros, porém, ele ainda está muito cru. Até o momento Brawlout conta apenas com 6 lutadores e 5 campos de batalha (o qual um está bugado). As mecânicas são as mesmas de seu jogo inspirador com pulo duplo, um botão de ataque normal e um especial. Dependendo da direção do analógico, ele pode fazer um ataque diferente.

As diferenças de sua fonte inspiradora são duas: A primeira é que não existe agarrão/defesa, mas sim um dodge/rolamento que pode fazer no meio da luta. A outra novidade é uma barra de energia que cresce com os ataques normais. Essa energia é necessária para fazer os ataques especiais ou então um super ataque.

O problema é que para por ai. Encontrei problemas severos na partida online e a única que consegui jogar foi com um amigo, porém a 5 fps a partida. Devemos lembrar que o jogo se encontra em early access e ele ainda “não foi lançado”, logo é normal achar problemas. Muitas das opções do single player estão indisponíveis e futuramente teremos um modo história e mais.

Brawlout tem muito potencial, mas hoje ele se encontra muito incompleto. É necessário adicionar muito mais conteúdo e estabilidade online para que possa ser um grande jogo nesse estilo de luta. O que foi apresentado eu gostei muito, mas acaba deixando o gostinho de quero mais.

Publicado
Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.