E3 2017: Sonic Forces é o retorno triunfal do porco espinho

Quando saiu o primeiro trailer de Sonic Forces, ainda sem nome na época, todos falaram: É o Sonic Generations 2! Ao chegar no stand da SEGA e desenrolar um horário para jogarmos essa belezinha, fomos colocados para a área da imprensa e esperamos nossa vez para jogar. Ao jogar Sonic Forces, fiz a seguinte pergunta: Porque não chamaram ele de Generations 2? E digamos que o rapaz da Sega concordou comigo na hora…

Pois bem, a demo disponibilizada tinha uma fase do Sonic novo, uma do Sonic clássico e uma terceira com o heróis que você constrói, no caso era o lobo. Caso você já tenha jogado o Generations 1, posso dizer que é uma evolução do primeiro e que ele está muito bom, mas caso não o tenha jogado, venha ver o que achei.

Antes de mais nada, vamos as diferenças visíveis:

1 – Se lembra quando você morria e as moedas se espalhavam para você pega-las? Um tipo de segunda ou até terceira chance? Pois bem, a mamata acabou… Caso você perca as moedas, você perderá todas elas. Isso da um novo sentimento e estratégia ao jogo. Além disso, você passará a valorizar mais as moedas e sua vida. O lema terá que ser mudado de “Gotta go fast” para “Gotta go not that fast”.

2 – É indiscutível que o jogo está mais bonito. Nada como uma nova geração para fazer nossos olhos brilharem com a quantidade de explosões e uma bela iluminação, certo? E tudo isso a alta velocidade.

3 – O pulo está diferente. Tendo em vista que não existe mais a mamata das moedas extras, o jogo se tornou mais cadenciado e técnico. E isso reflete diretamente no pulo que está menos fluido e mais preciso. Isso não necessariamente é algo ruim, mas é algo a se acostumar.

sonic forces

Agora vamos a demo em si. Na fase do Sonic novo temos que correr em alta velocidade na nova Green Hill Zone que bota uma cidade dominada por robôs no meio da clássica fase da floresta. A ambientação está sublime juntamente com seu game design. Assim como em Sonic Generations, Sonic Forces mescla ambientes/movimentação 3D com momentos de plataforma 2D. Já na parte do Sonic clássico, há pouco o que falar. Como podem ver no vídeo, tivemos que lutar contra um chefão que foi relativamente tranquilo. Porém, tivemos que ficar atento a nova mecânica das moedas pegando poucas por vez.

Por fim podemos falar dos novos heróis, nesse caso o lobo. Antes de iniciar a fase podemos escolher uma arma para ele. Na demo tínhamos disponível uma arma de fogo e uma elétrica, escolhi a de fogo. A mecânica em si é a mesma do novo Sonic, porém, com algumas diferenças. A primeira grande diferença é que você não pode pular em cima dos inimigos (loucura não acham?!). Para suprimir essa falha, você deve usar a arma escolhida. No meu caso, eu era a morte advinda de um raio infinito de fogo (quase as chamas negras infernais do Hiei). E complementando, a fase era completamente diferente com novos desafios e inimigos.

O que pude perceber é que Sonic Forces será melhor e maior do que Sonic Generations e agora contaremos com 3 atos em cada mundo. Curiosamente ele será um jogo mais difícil e técnico e os novos personagens são divertidos (pelo menos foi o que senti através dessa demo).

Sonic Forces será lançado para PS4, Xbox One, PC e Nintendo Switch ainda em 2017.

Mostrar mais

Leonardo Coimbra

Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.
Botão Voltar ao topo
Fechar