Análise: Mario + Rabbids Kingdom Battle é mais uma obra prima para Nintendo Switch

Uma das maiores surpresas para mim durante a E3 2017 foi o anúncio de que os mundos do clássico personagem da Nintendo, Mario, e dos loucos Rabbids da Ubisoft se juntariam em um novo jogo. A apresentação, em que Yves Guillemot, presidente da Ubisoft, e Shigeru Miyamoto, criador de Mario, surgiram juntos foi incrível por si só. Contudo, o que mais me chamou atenção foi o fato de que o jogo teria uma mecânica de combate tático em turnos bem aos moldes do aclamado X-COM, da 2K Games. Fã que sou da série, fiquei simplesmente embasbacado com a possibilidade de jogar em qualquer lugar um título que tivesse uma jogabilidade parecida. Mario + Rabbids Kingdom Battle traz tudo que existe de melhor no gênero de combate tático e consegue usufruir de todo o poder do Nintendo Switch para proporcionar uma experiência única. O porquê de toda essa banca você pode ler na nossa análise abaixo:

Coelhos travestidos de princesas, encanadores e dinossauros

Primeiramente, faz-se necessário delinear no que consiste Mario + Rabbids Kingdom Battle. Não à toa o jogo foi anunciado durante a conferência da Ubisoft na E3 2017. Diferentemente do que muitos pensam, o título foi desenvolvido totalmente pela Ubisoft em seus estúdios de Paris e Milão, sendo somente licenciado pela Nintendo para que o mundo de Mario pudesse ser usado como base para um jogo em conjunto com os Rabbids.

21125614_10207450222691991_394886999563734662_o

O coelho tá fritando loucão

A história de Mario + Rabbids Kingdom Battle é bem direta. Durante um experimento, os irreverentes Rabbids descobrem um capacete que os permite viajar para outros universos. Após um momento de euforia por conta da descoberta, os coelhos loucos da Ubisoft acabam acidentalmente criando um portal para o Reino do Cogumelo, gerando caos no universo de Mario e seus amigos. Para acabar com a força misteriosa proveniente do portal, os Rabbids e Mario resolvem se juntar para ir atrás do coelho que roubou o capacete. Contudo, a tarefa acaba se demonstrando uma aventura épica, com inúmeros inimigos, monstros e chefões pelo caminho. Cabe ao jogador, em posse de Mario e mais dois aliados, montar estratégias e percorrer todos os capítulos dos quatro mundos disponíveis durante o jogo.

A história, apesar de simples, é suficiente para ser o gatilho de boas risadas, além de encaixar bem em cada momento do jogo. Por toda a trama, as características dos universos de Mario e dos Rabbids podem ser muito bem notadas e diferenciadas. Tudo parece ter sido feito com o maior carinho possível para que o jogador perceba que está jogando um jogo com o humor irreverente dos Rabbids e o carisma de Mario e seus amigos.

21199803_10207450218611889_8116920074631949647_o

“Você provavelmente não sabe ainda, Mario, mas o bagulho tá doido”

Combate tático portátil da melhor qualidade

Mario + Rabbids Kingdom Battle utiliza todo o poder da engine Snowdrop da Ubisoft para trazer não somente gráficos e animações apuradas, mas também mecânicas de extrema qualidade. Sua jogabilidade consiste em percorrer os quatro mundos do jogo por meio de caminhos direcionados, resolvendo puzzles, descobrindo armas em caixas, e enfrentando inimigos diversos.

A mecânica se dá da seguinte forma: Em cada capítulo dentro de cada mundo há bandeiras pretas com desenhos de coelhos brancos marcando zonas de combate. Nelas, o modo tático é ativado e inicia-se um conflito. A cada turno, o jogador deve utilizar Mario e mais dois aliados para bolar táticas e estratégias para cumprir o objetivo da batalha (eliminar todos ou uma quantidade específica de inimigos, ou chegar a uma área específica no mapa com pelo menos um personagem). Com um arsenal disponível de mais de 250 armas com diversos bônus e árvores de habilidades que dão poderes aos personagens, Mario + Rabbids Kingdom Battle dá todos os insumos necessários para que o jogador crie táticas variadas para chegar aos objetivos.

21083492_10207450217331857_7725776063164253754_o

Apesar de tanto sua história quanto jogabilidade parecerem simplórias, Mario + Rabbids Kingdom Battle é um jogo extremamente variado e divertido, que traz um grau de complexidade ideal para proporcionar uma excelente experiência. Uma das minhas maiores preocupações desde que o joguei na E3 2017 era se a Ubisoft conseguiria variar as missões, os inimigos, as armas, e as habilidades de forma com que evitasse que o jogo ficasse repetitivo. Felizmente, os esforços da empresa deram resultado e o jogo parece se reinventar a cada novo mundo. A quantidade de inimigos diferentes, suas habilidades e a variação no design dos mapas tornam o título um xadrez, fazendo com o que o jogador queira pensar cada movimento dos seus personagens para atacar seus inimigos ao mesmo tempo em que os resguarda de ataques adversários.

Assim como em outros jogos do gênero, criar combos entre seus personagens é necessário. Pode-se fazer com que um aliado pegue impulso em outro para chegar mais longe já caindo em cima de um inimigo, por exemplo. Enquanto isso, pode-se utilizar outro personagem para destruir a barricada de um inimigo enquanto Mario utiliza seu poder passivo, que atira em adversários assim que eles se movimentam em sua linha de visão. As possibilidades são inúmeras e fãs do gênero de combate tático terão muito para explorar em Mario + Rabbids Kingdom Battle.

mrrkb 1

Elevando o ki

Talvez a maior sensação de satisfação aconteça quando terminamos uma batalha ganhando mais moedas (que podem ser usadas para desbloquear novas armas) e pontos (que liberam novas habilidades). Cada personagem (Mario, Luigi, Peach, Yoshi, Rabbid Mario, Rabbid Luigi, Rabbid Peach, e Rabbid Yoshi) possui uma especialização diferente, variando desde Healer até Granadeiro. Além disso, suas árvores de skills também são diferentes, fazendo com que a alternância entre poderes e personagens de acordo com cada batalha e situação seja primordial. Quanto mais rápido e menos perdas em cada combate, melhor, pois os ganhos em termos de moedas e pontos são maiores. Como consequência, melhores armas podem ser obtidas mais rapidamente, tornando as batalhas seguintes mais equilibradas.

mrkb 3

Certamente essas bananas são transgênicas

Uma pintura portátil

Uma palavra pode definir muito bem tanto os gráficos quanto a trilha sonora de Mario + Rabbids Kingdom Battle: Incrível! O jogo simplesmente possui um dos visuais mais bonitos de se ver no Nintendo Switch tanto no modo portátil quanto no dock. Me atrevo a dizer, inclusive, que o título é até então o mais bonito lançado para Nintendo Switch (sim, Zelda também é lindo). O jogo mostra todo o poderio da incrível engine Snowdrop, trazendo partículas, reflexos, refrações, shaders da melhor qualidade, animações fluidas e modelagem de primeira linha.

mrkb 5

Isso não vai dar certo…

Aliás, não à toa o jogo foi desenvolvido pelas equipes da Ubisoft de Paris e Milão, cidades de referência em design no mundo. É possível de se perceber pequenos e belos detalhes no visual do jogo em todos os lugares, desde as primeiras cenas de animação da história do jogo (com iluminação e modelagens por todos os lugares), passando pelos elementos de cada mundo (das correntezas do primeiro mundo à lava do último), até a animação do Rabbid Mario arregaçando suas mangas discretamente durante os combates. A cereja do bolo para mim são as animações dos personagens se debruçando nas quinas e trocando de lado dentro do mesmo bloco para atacar inimigos em posições diferentes. Isso mostra que Mario + Rabbids Kingdom Battle não foi feito para ser somente mais um jogo para Nintendo Switch, mas sim uma obra prima.

Um detalhe curioso são os Easter Eggs espalhados por todas as partes do jogo.

21083134_10207450214011774_4847396431610286804_o

Game of Thrones no mundo de Mario?

21200704_10207450212571738_2348732068379179792_o

Tem até Splatoon dando uma passada!

Além do elemento visual, a trilha sonora não poderia se mesclar melhor às cutscenes, batalhas e animações hilárias do jogo. Ainda que nos encontremos em combates dificílimos de serem vencidos à primeira vista, a trilha consegue passar a sensação de desespero e humor irreverente ao mesmo tempo com as músicas orquestradas feitas para o jogo. Como já é de praxe nos jogos dos Rabbids, toda a parte sonora foi extremamente bem feita, se utilizando inclusive de músicas do universo de Mario para repaginá-las ao estilo dos coelhos malucos.

Veredito

Mario + Rabbids Kingdom Battle é sem sombra de dúvidas um dos melhores e mais divertidos jogos lançados para Nintendo Switch até então e continuará sendo mesmo depois de muito tempo (é meu favorito, por enquanto). Sua mecânica de combate por turnos é extremamente apurada e traz a complexidade necessária para torná-lo um jogo inteligente. A variedade de armas, inimigos, mapas, mundos e habilidades renovam o jogo a cada momento, mostrando que a Ubisoft se esforçou muito para evitar que Mario + Rabbids Kingdom Battle se tornasse repetitivo. Ainda, os itens colecionáveis e o modo multiplayer local (infelizmente, não há multiplayer online) fazem com que o jogo tenha um alto grau de rejogabilidade. Por fim, seus gráficos e trilha sonora trarão momentos de esplendor e exuberância em cada esquina percorrida. Mario + Rabbids Kingdom Battle é compra certa para o Nintendo Switch.

notas

Publicado
Formado em Relações Internacionais, Bernardo aproveitou o dom de escrever para algo útil. Músico, viajante, cronista e amante de qualquer coisa que seja relacionada a jogos, seu sonho é ser jornalista na área. Tem um carinho especial por jogos que tragam o melhor de todas as formas de arte que os englobam.