BGS 2017: Super Lucky´s Tale é mais uma excelente aventura no estilo dos anos 90

Quando estive na apresentação da Microsoft durante a E3 2017 eu gostei muito dos indies demonstrados na conferência, em especial o Super Lucky´s Tale que tinha uma aura muito similar aos jogos da década de 90 como Conker, Banjoo & Kazooie e outros. Ou seja, era um jogo com a cara da desenvolvedora RARE.

Embora ele seja desenvolvido pela Playful Corp, com apoio da Microsoft Studios, eu posso afirmar que os saudosos desse estilo se sentirão em casa, assim como Yooka Laylee já nos trouxe uma releitura no início do ano.

Ao iniciar a demo já reparei no estilo gráfico do jogo que traz um visual agradável. Não só isso, mas suas animações tem um toque de humor com personagens icônicos. Por exemplo, logo no início você se depara com um “Gato Mestre” que mia muito entre suas falas. Os inimigos também tem uma animação cômica e engraçadinha ao mesmo tempo.

Surpresa boa da #BGS10!!

A post shared by Última Ficha (@ultimafichagames) on

Para esse jogo de tipo de plataforma 3D, é necessário que os controles sejam extremamente justos, até porque sua fase é composta por muitos precipícios. E fique tranquilo, o jogo é muito gostoso de ser jogado. Ele traz os comandos clássicos como pulo duplo, movimentação rápida, ataque básico. O diferencial dele é a habilidade de andar debaixo da terra que adiciona uma nova camada de desafios e puzzles.

Por falar em puzzles eles estão presentes no jogo. Além de ter que quebrar a cabeça em alguns momentos para achar a solução, eu também me deparei com uma fase secreta onde tinha inimigos diferentes e o “Gato Mestre” também. Por fim, o jogo apresenta muitos itens para serem coletados. Dentre eles temos as clássicas moedas, diamantes e as letras que completam o nome LUCKY.

Se gostei? Sim, muito! E ficarei de olho aberto para ele quando for lançado para Xbox One e PC no dia 7 de Novembro.

Publicado
Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.