Distortions recebe prêmio Best of #BGS10 da GameSpot

O último dia de Brasil Game Show começou diferente para a Among Giants, estúdio paulistano de desenvolvimento de games. O Distortions, seu primeiro jogo e que está sendo desenvolvido há oito anos, recebeu da GameSpot o prêmio “Best of #BGS10”, sendo colocado na lista dos 20 melhores produtos.

Ao lado de AAA como Assassin’s Creed Origins, Forza 7 e até de lançamentos como o Xbox One X e o Razer Thresher Ultimate, o Distortions foi selecionado com um dos 20 melhores jogos e produtos da feira, sendo o único jogo brasileiro da lista. Esse prêmio só é oferecido em três eventos durante o ano e é a primeira vez que a GameSpot participa da Brasil Game Show.

Confira nossa visita ao estande de Distortions:

Distortions na Brasil Game Show

O estande do Distortions na décima edição da Brasil Game Show estava repleto de atrações e eventos em todos os cinco dias de feira. A violinista e youtuber Lyarah Live foi responsável por reunir muitos visitantes durante suas apresentações diárias tocando a trilha sonora do jogo vestida como a Menina. Além disso, Léo e Toledo, da Banda Supercombo, participaram de gameplays ao vivo e receberam fãs no estande.

Estavam disponíveis três versões demo do jogo para que o visitante pudesse conhecer um pouco mais sobre o jogo. Além da demo de narrativa, vencedora do prêmio de melhor jogo brasileiro de 2017 no Big Festival, foram levadas mais duas demos inéditas: uma focada em gameplay e a outra para mostrar como funciona o mundo aberto de Distortions.

Distortions é um jogo single-player que se baseia na superação de experiências passadas, sobretudo de relacionamentos. Misturando música com muito suspense e drama, o jogo se passa em um estranho lugar onde o tempo parece estar parado e promete mais de 15 horas de experiência.
Em Distortions, o jogador estará em uma aventura onde as músicas são suas armas e os relatos de páginas de um diário, seu guia. O jogador irá controlar a Menina pelos mais diversos lugares como montanhas, florestas, cavernas, rios, lagos e até mesmo o mar, e usar o poder das músicas aprendidas para moldar o mundo ao seu redor, criando pontes, explosões e barreiras.

Mostrar mais

Ricardo Carvalho

Ricardo Carvalho é escritor, desenhista, filósofo de sofá, cineasta frustrado e ativista pela aceitação mundial de que videogame é arte. Redes: twitter.com/perfilricardoc, instagram.com/perfilricardoc.
Botão Voltar ao topo
Fechar