Você é viciado em videogame? Descubra aqui (de acordo com a OMS)

Pela primeira vez na história, o vício em jogos de videogame passou a ser considerado um distúrbio mental pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A 11ª Classificação Internacional de Doenças (CID) irá incluir a condição sob o nome de “distúrbio de games”. O documento, que será registrado este ano, descreve o problema como padrão de comportamento frequente ou persistente de vício em games, tão grave que leva “a preferir os jogos a qualquer outro interesse na vida”.

Essa notícia correu o mundo e ligou um alerta em jovens, adultos e, claro, na indústria de games. O que parecia brincadeira, pode virar coisa séria. Alguns países, inclusive, já haviam identificado essa condição como um problema importante para a saúde pública. O Reino Unido, por exemplo, já tem até clínicas autorizadas a tratar o distúrbio.

Mas como descobrir se você apenas gosta de jogar videogames ou tem um distúrbio? De acordo com a OMS, os principais sintomas são:

  • Não ter controle de frequência, intensidade e duração com que joga videogame;
  • Priorizar jogar videogame a outras atividades;
  • Continuar ou aumentar ainda mais a frequência com que joga videogame, mesmo após ter tido consequências negativas desse hábito.

Você conhece alguém com esses sintomas? Envie esse artigo para ele, pois o que é uma brincadeira para alguns, pode ser coisa séria para outros.

Publicado
Fundador do Última Ficha. Jornalista, nerd, marido, pai e gamer. Acredita fielmente que videogames são para divertir. #PAS