Um desabafo sobre FIFA 18

Matéria feita por nosso colaborador Yago Campos

Bom, dessa vez não é matéria dando dicas, conselhos ou ajuda, e sim, dando a minha opinião sobre o cenário atual do FIFA 18.

Podemos ver que após alguns updates na última versão do jogo da franquia, o jogo vem fluindo de forma decrescente. No início, tínhamos um game diferente do que estávamos nos acostumando com o FIFA 17, porém, como foi dito em uma matéria feita por mim mesmo mencionando as diferenças sentidas da franquia passada para a atual, FIFA 18 em sua própria versão DEMO estava mostrando um jogo cheio de melhorias, sendo ela físicas e técnicas, mas, conforme as atualizações foram surgindo, isso foi mudando. Podemos comparar esses updates como uma roda gigante, pois em seu primeiro update o jogo obteve reclamações, erros, bugs e alterações na física do jogo que acabou deixando o jogo mais acelerado. Após a disponibilização dessa atualização, jogadores começaram a mencionar os erros, apontar eles de forma coerente e sincera, sendo assim, a EA corrigiu os problemas da update lançando uma outra atualização para as devidas correções. Mas, como todos sabem, quando uma produtora quer corrigir um erro, ela corrige, mas junto vem outros problemas.

Na versão atual de FIFA 18 o jogo está bem balanceado, está dentro do que o público requer, porém, tem mais coisas a melhorar.

ULTIMATE TEAM

Bom, o modo de jogo Ultimate Team é o modo em que a maioria dos jogadores jogam atualmente, aliás, se a empresa vende 2 bilhões de dólares por venda anual de cada franquia lançada (exemplo), só de compras feitas por jogadores do Ultimate Team, pode ser considerada o triplo desse valor.

O cenário do Ultimate Team atual, e já vem sendo de gerações passadas, é frustrante. Apesar da EA sempre negar o uso de Script no game, nós contamos sim com fortes problemas quanto a isso. Podemos aqui então mencionar o famoso Handicap, termo usado pelos jogadores para descrever uma possível e bem provável ajuda da CPU em partidas do FUT. Como assim? Como funciona? Bem, o Handicap funciona da seguinte forma: o time que for mais fraco em relação ao nível da partida, por exemplo, um time todo prata contra um time com Icons, jogadores TOTW e raros, imagine esse jogo, o Handicap nesse sentido estaria ali para favorecer o time de jogadores pratas contra o time super forte, aumentando as chances de ERROS em chute ao gol, erros nos passes dados do time adversário. Ou seja, é bem mais provável que você se classifique para uma Weekend League com um time mais barato, do que com um time composto por 11 Icons.

Maaaaas, diz a EA que não possui e nunca possuiu esse tipo de Script, porém é muito claro dentro de jogo perceber a vantagem que o time mais fraco tem quando em um jogo você dá cerca de 30 chutes ao gol e perde de 2 a 0 com 30 chutes errados.

Não sabemos ao certo quando isso será corrigido, até porque a EA nega de o fato existir. O que sabemos é que a cada franquia que passa, chega um certo nível em que você perde o seu ânimo para jogar Ultimate Team.

Publicado
Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.