Análise: Football Manager 2018 Touch traz a magia do jogo para o Switch, mas peca nas licenças

A SEGA lançou sem aviso a sua versão Mobile de Football Manager 2018 para o Nintendo Switch. Embora seja uma versão mais compacta, ela foi otimizada para o console da Nintendo e traz mais opções assim como traz, pela primeira vez aos consoles, sua engine 3D de jogo. Será que a versão de Switch se sustenta perante o que temos no PC? Confiram abaixo nossa análise.

Football manager 2018 touch switch (6)

Gerenciando um time para ser o melhor de todos

Para quem não sabe, a franquia Football Manager (FM) existe a anos e ela traz a possibilidade de nós comandarmos nossos times ou seleções preferidas tendo diversas opções de gerenciamento. É possível contratar, demitir, pedir empréstimos, dar entrevistas, treinar individualmente os jogadores, competir em todos os torneios do mundo e por ai vai. Você será a grande mente do seu time.

A versão que chega ao Nintendo Switch não é a versão de PC, mas sim a versão mobile que acaba perdendo um pouco dos detalhes e opções que a versão de PC traz, porém, posso tranquilizá-los ao dizer que é uma versão extremamente agradável e que a adaptação para o Switch foi muito bem feita. Possivelmente o maior mérito desta versão, é que ele é um jogo 100% touch caso decida jogá-lo assim. Particularmente eu preferi utilizar os Joy-Con, pois me davam uma precisão maior ao clicar nos nomes e opções.

Por falar em comandos do jogo, devo dizer que inicialmente eu bati muito a cabeça na parede (demorei cerca de meia hora para entender qual botão levava para aonde), mas depois que entendi os comandos, posso afirmar que ele funciona muito bem. A grande sacada da SEGA foi utilizar os botões R e L para abrir os comandos principais (menu de opções para levar ao treinamento, plantel, calendário, etc) e para os comandos de ação (listar jogador, pedir um empréstimo, tentar comprar o jogador, etc). Além disso os botões ZL e ZR foram utilizados como botões de avançar e retornar que dão uma agilidade muito boa a troca de telas.

Football manager 2018 touch switch (5)

E claro que tenho que falar das possibilidades de gerenciamento de time certo? Posso dizer com muita alegria que a grande maioria das opções estão presentes. Por exemplo, será possível procurar por jogadores, se estão listados para venda, se tem contrato, selecionar um status específico e por ai vai (nada comprar aquele jogador promissor de graça né?). Outra opção que está lá é a de táticas para seu time como o treinamento de jogador. Além de planejar um treinamento para o time, será possível fazer treinamentos específicos para alguns jogadores. Também será possível mudar a estratégia do time, editar posicionamento dos jogadores, mudar a tática e por ai vai. Também será possível ver seu corpo técnico, negociar fundos de transferência e muito mais.

Infelizmente, por ser uma versão mais humilde, existem algumas limitações. Uma que fica clara inicialmente é a pequena possibilidade de guardar táticas. Enquanto na versão de PC é possível fazer diversas táticas e guardá-las para um uso rápido, aqui vemos uma grande limitação e teremos que mudar manualmente sempre que quisermos fazer uma mudança no time. Também vale pontuar que o jogo não possui legenda em português brasileiro, mas é possível jogar com a legenda em português de Portugal.

Football manager 2018 touch switch (8)

Os 90 derradeiros minutos

Após quebrar muito a cabeça para montar o time perfeito, chega a hora de levar os 11 selecionados para o campo e buscar uma vitória. Falando sobre a engine 3D, posso afirmar que ela funciona muito bem e é igual a versão de PC. Nos lances perigosos, poderemos ver os jogadores no campo correndo e fazendo suas jogadas. Também existe a função de replay quando acontece um gol e podemos pulá-la ou mudar sua velocidade.

E assim como falei acima, o port foi muito bem feito para esta versão, pois teremos inúmeras estratégias para colocar em prática no meio do jogo. Podemos colocar o time de forma mais ofensiva, equilibrada, defensiva e fazer ajustes pontuais em cada um dessas estratégias. Também é possível fazer substituições como seria esperado.

Essas são as únicas ligas licenciadas...
Essas são as únicas ligas licenciadas…

Falta massiva de licenças e um descaso com o futebol sul americano

Aqui eu venho com uma crítica que talvez não caiba não caiba neste mundo. Eu sou jogador da franquia desde que ela começou no fim da década de 90 e era chamada de Championship Manager (somente anos depois veio a se tornar Football Manager). E desde sempre eu pude jogar com o time que eu quisesse as possíveis competições de sua região. Agora caro leitor, por favor sente e se prepare para a bomba.

Muito infelizmente FM 2018 Touch sofre com uma falta massiva de licenças dos times. Até ai “tudo bem”, pois temos times extremamente atualizados com os nomes dos jogadores reais e ou os nomes dos times ou estão corretos, ou tem um nome genérico que dá para entender quem é quem. Infelizmente não teremos os muitos escudos dos clubes que tanto amamos. E vejam bem, não estou falando somente dos times brasileiros, estou falando do campeonato espanhol, inglês e muitos outros. Mas até aí está “tudo bem”, o pior vem por agora.

Como sou brasileiro e vascaíno eu logicamente fui comandar o time do Vasco e após analisar muito time, as táticas, fazer contratações eu percebi que algo estava errado. Aonde estavam os jogos? Pois bem, tive a ideia genial de olhar as competições e para minha surpresa o Vasco só jogava o Brasileirão. Mas aonde estava o carioca? E a copa do Brasil? Sul americana? E a Libertadores? Meus amigos, essa é a bomba, se você for jogar com um clube sul americano, os campeonatos serão massivamente capados. O que pude ver é que temos o brasileirão e a copa da primeira Liga (logo a copa que ninguém da a mínima). Ai comecei a fazer diversos testes e percebi que os estaduais do gauchão e paulistão estão no jogo. Porém, nada de Sul Americana, Copa do Brasil ou da Libertadores. Fui testar os hermanos com o Boca Juniors e mesma situação, nada de Sul Americana ou de Libertadores.

Football manager 2018 touch switch (12)
Este é o Carioca do jogo…

Ou seja, além de já não ter as licenças, o futebol sul americano sofreu um corte irreparável. Posteriormente eu descobri que o carioca sim existe, mas é feito somente com os times pequenos como América, Bangu, Madureira, etc. O que não faz sentido algum. Por fim, testei times da Itália, Espanha e Inglaterra e pude perceber que seus campeonatos estão ok.

Conclusão

Não tenho como negar, Football Manager 2018 Touch para o Nintendo Switch é muito bom e é um excelente port. Por mais que não tenha todas as opções que o PC traz, ele consegue colocar uma rica experiência de manager de futebol em suas mãos. Não só isso, os controles foram feitos de forma inteligente. Porém, e aqui friso que é um BAITA PORÉM, o jogo sofre com as licenças oficiais dos times pelo muito. E o futebol sul americano, especialmente o Brasil, sofre demais sem ter seus campeonatos internacionais (Libertadores, Sul Americana) e alguns regionais como a Copa do Brasil e um campeonato Carioca onde somente times pequenos participam. E isso é curioso, pois os times estão completamente atualizados…

Sendo muito honesto, caso você queira jogar com times Europeus, é um prato cheio o jogo e é uma compra certa. Porém, se você quiser comandar um time sul americano, você terá uma experiência meia boca.

notas

Publicado
Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *