Foi realmente ruim tirar o modo campanha de COD: Black Ops 4?

Semana passada nós tivemos o anuncio do esperado Call Of Duty: Black Ops 4 e um rumor que desagradava a todos (inclusive a mim) foi confirmado, nós não teremos um modo campanha no jogo. Isso acabou dividindo a internet e quase foi iniciada a terceira guerra mundial. De um lado uns defendiam a estratégia, pois jogam muito online. Já do outro lado, muitos falaram que não comprariam o jogo, pois eles gostavam do modo campanha. Isso inclusive levou a uma grande negativação do vídeo revelação do jogo no youtube, que conta com 318 mil curtidas e 184 mil negativações.

Sem campanha e sem história?

A dura realidade é que não teremos um modo campanha neste ano, porém, isso não impede que o jogo não tenha uma lore (isso já foi confirmado que terá).

“Ao avançarmos no ano, os fãs vão descobrir muito sobre a história associada a este jogo. Olha, não é uma campanha dedicada como no passado,” disse Robert Kostich, gestor da Treyarch Studios, sobre essa ausência.

“Contaremos as histórias de forma diferente este ano. Acreditamos que a nossa comunidade vai adorar este jogo do início ao fim, pois tem muito para oferecer. O foco principal dele, penso que não será um problema.”

Realmente essa notícia não me agrada, mas depois da poeira baixar eu fiquei pensando: Quem é que efetivamente da R$ 250,00 para jogar uma campanha de 5 horas? E não me entenda mal, não estou defendendo a Activision/Treyarch nesta decisão, inclusive eu acho as campanhas muito bem feitas e gosto de jogá-las. Mas a realidade é que após essas 5 horas, restam todos os outros modos competitivo e de zumbis.

Novos modos

Para compensar a ausência do modo campanha, Black Ops 4 virá com o tradicional modo multiplayer, 3 modos zumbis (onde normalmente temos somente um) e o novo e tão badalado Battle Royale (PUBG e Fortine são os maiores expoentes deste estilo).

Ou seja, a Treyarch não simplesmente se acomodou e tirou o modo campanha e fim. Ela introduziu mais modos do que normalmente teria, incluindo o Battle Royale que está fazendo sucesso em cada esquina. Esse modo que será chamado de Blackout, contará com conteúdo de todas a série Black Ops, incluindo personagens, armas e veículos. Assim como todos os modos zumbis.

Como sabemos, a franquia Call of Duty é reconhecida por seu multiplayer frenético e pessoalmente conheço muitas pessoas que nem tocam no modo campanha e já partem para a trocação de tiro online. E isso representa a grande maioria da franquia (cerca de 90% dos jogadores).

Call of Duty Black Ops 4_zombies_botd_01-WM

Vai ter desconto?

Todos sabemos que fazer uma campanha/história custa muito dinheiro. Eles contratam atores, roteiristas, animam diversos eventos e por ai vai. O custo de produção é realmente muito alto. E na teoria sim, o jogo deveria ser vendido por menos de U$ 60/ R$ 250.

Porém, a grande verdade é que eles vão incluir muito mais conteúdo do que veríamos em um jogo normal. Além disso, novos modos foram feito do zero. E eu (e acho que ninguém) tem base para falar com propriedade o quanto  custaria uma campanha para Black Ops 4 X um novo modo Battle Royale e 3 modos zumbis.

Conclusão

Sem sombra de dúvidas a Treyarch/Activision tomaram uma decisão correta se formos analisar os dados e tendencias do mercado atual. Cerca de 90% dos jogadores de COD focam somente no online, a campanha é curta e muito custosa. Para compensar, estão incluindo 3 modos de zumbi desde o início e o jogo terá o tão aclamado modo Battle Royale.

A nível pessoal, fico muito triste porque não poderei jogar o modo campanha, mas pensando como empresa, faz sentido o que eles fizeram. Agora vamos ver o retorno dos jogadores e mercados quando o jogo for lançado.

Call of Duty: Black Ops 4 será lançado para PS4, Xbox One e PC (via battle.net) no dia 12 de outubro.

E deixem sua opinião abaixo sobre a decisão e o futuro da franquia!

Publicado
Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.