E3 2018 Preview – Pokemon Let’s Go poderá não agradar a fãs hardcore

Um dos jogos que a Nintendo estava mostrando em seu stand na E3 2018 foi Pokemon Let’s Go onde estava jogável e pudemos experimentar o jogo. Mas antes de mais nada, um aviso. A escolha desta demo para a E3, foi um grande erro, pois ele era super limitado. Para entenderem do que consistia a demo, era possível somente capturar alguns pokemon simples e lutar contra alguns Bug Catchers na floresta de Viridian. Infelizmente não era possível escolher seu time, comprar itens, checar as pokebolas, ou ver o Pokemon PC.

Confiram nosso preview de Super Smash Bros Ultimate

Dito isso, eu tenho alguns elogios a serem feitos e tenho que levantar alguns pontos que me preocuparam muito (por ser um jogador hardcore e não ser um jogador assíduo de Pokemon GO). Primeiramente vamos aos elogios! Tenho que confessar, como o jogo tá super bem feito e bonito. Não só isso, o Pikachu ta a coisa mais fofa do mundo! A recriação desta parte em que mostra a floresta está muito bem feita com os efeitos de luz passando como se estivesse furando densas árvores. Não só isso, a recriação do mapa está muito fiel ao jogo original. A trilha sonora está lá refeita de forma muito boa e visualmente não tenho o que reclamar.

Nintendo E3 2018 (6)

Falando do Pikachu especificamente agora (e entendo que Eveee também seja a mesma coisa) ele está com uma animação muito legal. Quando ele é o primeiro Pokemon do seu time, ele anda em seu ombro e ao entrar em uma batalha e tem uma animação muito bem trabalhada além de ser super expressivo. Caso você mude de Pokemon, o novo primeiro companheiro andará atrás de você sem nenhum tipo de problema ou comando. Essa sacada da Nintendo de fazer seu Pokemon ser uma espécie de companheiro fora da Pokebola foi muito boa.

Além disso, temos os combates dos Pokemon entre os Bug Catchers. Ele segue rigorosamente o que já conhecemos onde temos batalha por turno. Podemos usar itens no meio da batalha, trocar de Pokemon, aplicar status de condição e por ai vai. Ao ganhar a batalha todos os Pokemon irão dividir experiência.

Pois bem, agora vamos falar do que não me agradou, e sim, me refiro ao sistema GO que foi trazido do celular. Antes de mais nada, eu joguei com o controle Pokebola. Foi até um pouco engraçado, pois o rapaz que estava comigo me auxiliando falou “Jogue com a Pokebola para ter a experiência completa”. O “engraçado” foi porque o jogo demorou muito pra reconhecer o controle diferenciado. Não só isso, tivemos que reiniciá-lo novamente para que o botão pudesse ser reconhecido pelo jogo. Por fim, enquanto jogava, vi que o rapaz estava sacudindo um segundo controle que nem um maluco. Ele queria me mostrar o Pikachu que estava dentro dele e como era legal, infelizmente isso demorou um bom tempo pra acontecer. Resumindo, pela minha experiência que tive na E3, fique muito longe desse controle, pois só deu dor de cabeça. Claro, vale pontuar que não é o produto final e está passível de bugs, mas não vejo sua compra como um investimento válido.

Nintendo E3 2018 (8)

E agora vamos para o último ponto, a captura de Pokemons. Fico feliz em dizer que não vi nada referente aos doces que Pokemon GO tem. No caso, você irá capturar os Pokemon e seu time irá ganhar experiência normalmente. Também será possível utilizar itens para facilitar a captura. Por fim, existirão alguns Pokemon que estarão circulados com uma aura vermelha, esses serão mais fortes e difíceis de capturar. Assim como no jogo original, será possível trocar de Pokebola para aumentar a chance de captura.

Uma informação que consegui pegar fora do gameplay foi que será possível trocar seus Pokemon entre o Let’s GO e o GO somente da região de Kanto. Além disso, será sim possível utilizá-los durante o gameplay da versão de Switch.

A grande verdade é, para quem gosta deste sistema, vai fundo! Eu além de não gostar muito, eu tive uma péssima experiência com esse controle Pokebola que simplesmente não estava funcionando muito bem e não me dava uma precisão desejada na hora de lançar a bola para a captura.

Publicado
Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.