Direto do túnel do tempo: relembre jogos marcantes do velho oeste com a gente no dia do lançamento de Red Dead Redemption 2!

Como já vem se tornando tradição, sempre antes que algum grande lançamento o Ultima Ficha traz para vocês um Túnel do Tempo, homenageando grandes clássicos que marcaram gerações para vários consoles e seguindo uma linha cronológica da evolução dos games. E o tema de hoje, em razão ao super lançamento dessa semana Red Dead Redemption 2 é: FAROESTE!

image

É muito difícil chegar a uma lista definitiva dos melhores jogos do gênero, então deixemos os critérios apenas pela nostalgia e jogos que marcaram nossa infância, tentarei mostrar alguns jogos por geração de consoles e mostrar como os games do velho oeste evoluíram com o passar dos anos, porém deixando claro que mesmo antigos, alguns desses games continuam divertidíssimos, e na minha modesta opinião, serão recomendados pois são ótimos e vale a pena serem jogados ainda hoje.

Não há como começar um lista cronológica sem mencionar um jogo de Atari. Pois bem, em 1976 a Atari Inc. desenvolveu o jogo Outlaw para arcade, dois anos mais tarde foi lançado para o console doméstico da empresa, o Atari 2600. Não é o primeiro jogo do estilo, mas foi o mais acessível da época, levando-se em conta que seus predecessores The Origon Tale (Mac) e Wild Gunman (Nintendo/Arcade) não eram jogos exatamente domésticos. O primeiro era mais um jogo educativo que foi programado para MAC e mais tarde DOS, enquanto que o jogo da Nintendo era uma espécie de arcade onde você precisava apenas sacar a pistola e atirar um feixe de luz na tela que passa mini filmes de atores vestidos de cowboys.

s_Outlaw_3
O jogo do Atari é bem simples, e consiste num duelo 1 x 1 onde você precisava acertar seu oponente, sendo ele o computador ou um amigo no seu modo “multiplayer”. Joguei quando criança e sim, era divertido, principalmente no famoso “tira-tira” da roda de amigos, quem perdeu passa o controle! Veja o gameplay do jogo abaixo:

Agora já passamos para geração 8 bits e com um grande jogo de Master System. O que tornava esse jogo especial? O console da SEGA trouxe pra sua casa a emoção do arcade ao implementar o acessório Ligth Phaser, ou Pistola do Master. Estamos falando de Wanted, desenvolvido pela Sega e pela Tonka Corp., o jogo foi lançado em dezembro de 1989. Você comando um xerife americano que precisa limpar o velho oeste dos mais perigosos bandidos da época. Dinâmico, divertido, difícil. Fases bem estruturadas com chefes no final de cada fase. O jogo é em terceira pessoa. A tela vai passando e você tem que ser rápido no gatilho para matar os inimigos. O jogo teve uma grande recepção da crítica especializada da época.

Avançaremos para a próxima geração, porém apenas dois anos na linha do tempo com o game Back to the Future Part III. Ok, o que De Volta para o Futuro está fazendo aqui, sendo que a série não tem nada a ver com faroeste? Bom, o terceiro jogo baseado no terceiro filme se passa no velho oeste e nós amamos De Volta para o Futuro, só isso. O jogo desenvolvido pela Probe Softwere foi lançado em 1991 para Master System, Mega Drive (Sega Genesis), e computadores da época. Apesar de ter sido o segundo jogo mais vendido no seu lançamento a crítica não recebeu bem o game, classificando como de medíocre a ruim. É verdade? Sim. Mas é de Volta para o Futuro, tem a música tema, tem os personagens, tem a nostalgia e merece estar na lista.

maxresdefault (3)

O gameplay basicamente são 4 fases correspondentes a momentos do filme, uma corrida de cavalo extremamente confusa, onde você mal identifica o que te mata e o que são power ups, um mini game de tiro ao alvo e as duas últimas você assume Martin Mcfly e vai derrotar os inimigos atirando pratos neles. Isso mesmo, pratos. A mecânica é fraca, os comandos não atendem bem e prepare-se para passar raiva não conseguindo executar um simples pulo de plataforma. Não lembro de ter consigo terminar o jogo na época. Alguém se habilita?

Chegou o ponto máximo da lista, ainda na geração 16 bits, mais precisamente em 1993 (o jogo já havia sido lançado em 1991 para arcade), a Konami produz essa obra prima, o jogo a ser batido pelo RDR 2: Sunset Riders!

sunset_riders_capa

Jogabilidade perfeita, fases divertidas e muito bem construídas, com chefes de características e habilidades diferentes, esse jogo é muito jogado até os dias de hoje. Um dos maiores clássicos de toda a história dos games. Uma espécie de beat’em up do velho oeste, você podia escolher entre 4 mercenários e ir atrás dos “procurados vivos ou mortos”. A trilha sonora é insana, assim como a jogabilidade que permite que você se movimente explorando todo o cenário e atire em diferentes direções. O jogo ganhou vários prêmios de jogo do ano e foi muito aclamado no seu lançamento. Originalmente lançado para arcade (fliperama), o jogo ganhou versões para Mega Drive (1992) e Super Nintendo (1993). A versão do console da Sega sofreu críticas negativas por vários problemas, entre eles ter apenas 2 personagens selecionáveis, apenas 4 fases e gráficos redesenhados perdendo muito na qualidade e fidelidade do jogo original do arcade. Fique com o gameplay do jogo e nossa medalha de ouro da lista!

Próxima fase: como já abri exceção a regra acima, citando Back to The Future que nem é exatamente um jogo de faroeste, na teoria é um jogo baseado em filme de faroeste (vai entender a diferença), sairei da linha mais um vez para recomendar um jogo que tem a temática de faroeste porém é um RPG. Um RPG japonês ainda por cima. Mas só porque é RPG não pode entrar na lista de faroeste? Não é isso. É que como todo J-RPG ele possui suas fantasias, mecânicas, que com certeza você não encontraria no velho oeste americano. Estamos falando de Wild Arms.

Wild.Arms_.full_.1136568
Para começar o jogo ainda está disponível na PS store caso você queria conhecer a série. Lançado em 1996 pela Sony e desenvolvido pela Media Vision, Wild Arms foi um dos primeiros jogos do gênero para o Playstation. Ele fez parte daquele febre de J-RPG’s que dominou o Playstation entre 1995 e 1999, com mais de 80 títulos lançados, e conseguiu seu destaque. Um RPG raiz, em turnos, com combates simples e divertidos.

Avançamos para 1997 para falar de mias um grande clássico, Outlaws. Jogaço desenvolvido pela Lucas Arts, você enfrentava Stormtroopers no velho oeste. Brincadeira. O jogo tecnicamente atingiu níveis altíssimos, com uma boa narrativa, história legal e cutscenes muito divertidas. Foi o primeiro jogo em primeira pessoa do velho oeste. E bem no ague de jogos como Doom, Duke Nukem, Outlaws se destacou pela temática e jogabilidade quase perfeitas. Jogo foi muito bem recebido pela crítica e possui seus fãs até hoje. Porém a dificuldade é rodar o jogo no PC, já que foi feito para Windows 95 e continuado no Windows 98 e XP apenas através de patchs. Vale ressaltar também a premiada trilha sonora composta por Clint Bajakian que até hoje pode ser facilmente encontrada para reprodução e matar a saudade dos fãs. Merece nossa medalha de prata da lsita.

Pulamos alguns anos para chegar e finalizar com o jogo que deu origem a tudo o que estamos sentindo hoje, essa ansiedade que nos toma conta de jogar o Red Dead Redemption 2, seu pai, Red Dead Revolver. Alguém na época deve ter pegado um pouquinho de cada jogo bom que foi feito com o tema e deve ter dito “vamos lançar a série definitiva, faroeste puro, para que perdure para sempre”. É isso, Red Dead Revolver é a base do faroeste pro si mesmo, limpo, puro, que representa a história do bang-bang.

red-dead-revolver

A RockStar comprou a ideia da Capcom que iria fazer o jogo baseado no título Gun Smoke de 1985 mencionado no começo da matéria. O jogo é de ação em terceira pessoa, seguindo o molde muito utilizado em 2004, ano de seu lançamento. No jogo você é Red, um caçador de recompensa em busca de vingança, uma homenagem a qualquer filme de bang-bang dos anos 60. Com uma trilha sonora muito boa e jogabilidade excelente, o jogo peca um pouco nos gráficos, com sombras mal feitas e texturas ineficientes, mesmo levando-se em consideração a capacidade dos consoles na época. Por ser um jogo bom por si só, ter dado origem ao Red Dead Redemption, Red Dead Revolver fica com nossa medalha de bronze, deixando um legado que pelo estamos vivendo hoje, será duradouro.

E aí, o que achou da lista? Sabemos que ficaram muitos jogos pra trás, mas fica uma pergunta: conseguirá Red Dead Redemption 2 ser o melhor jogo de faroeste de todos os tempos? Nós acreditamos que sim. Se você jogou algum desse jogos comente e se não jogou está recomendado. Vamos celebrar mais um dia que entrará para a história dos jogos com um lançamento de um gigante do mundo dos games.

Publicado
Saudosista apaixonado por quase tudo que é antigo: games, música, costumes, ele mesmo e o único titulo brasileiro do time de coração Atlético-MG. Fã de RPG e jogos de luta, jura que fazia fila no fliperama na década de 90.

One thought on “Direto do túnel do tempo: relembre jogos marcantes do velho oeste com a gente no dia do lançamento de Red Dead Redemption 2!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *