Análise: Flight Simulator, o Santo Graal do gênero

Flight Simulator (2020) é fora de série, mesmo para curiosos e para quem nunca usou um simulador de aviação

Atenção: esta análise foi escrita por um jogador de Flight Simulator de primeira viagem, extremamente noob, jogando no controle de Xbox e no modo mais assistido possível. Isso prova o quão fantástico este jogo é, podendo agradar até mesmo quem antes era apenas um curioso da aviação. Toda a construção e a nota final não são debruçadas nos aspectos técnicos que um piloto ou entusiasta se debruçaria.

Flight Simulator mal saiu e já temos diversas matérias e vídeos que chocam todos os jogadores de PC do mundo. Os mais antigos devem se lembrar, por exemplo, da época do lançamento de Crysis, onde houveram trocas e mais trocas de peças de PC visando rodar o jogo de forma satisfatória. Flight Simulator pode ser o Crysis da década, pois exige muito do hardware, mas ao mesmo tempo entrega algo ímpar.

O Flight Simulator é referência na simulação de voos há muitos anos, tendo iniciado sua história em 1979 com o primeiro jogo e tendo sendo renovado pela ultima vez em 2006 com o Flight Simulator X. Desde então foram quase 14 anos de hiato. Mesmo nestes longos 14 anos o simulador anterior da Microsoft seguiu sendo largamente utilizado e extremamente competente. 2020 chega, o mundo vira de ponta cabeça e o mundo dos jogos e da simulação também. Microsoft Flight Simulator 2020 é lançado, depois de mais de uma década de espera, e faz valer a pena cada segundo aguardando um novo título.

REAL E VIRTUAL COEXISTINDO

Se você tiver a oportunidade de jogar e optar por pousar em um aeroporto um pouco mais movimentado, ficará ‘em chok’ ao perceber que você não esta sozinho neste mundo virtual quase perfeito. O jogo mistura sua simulação local com dados do mundo real e isso faz com que a imersão seja magnífica, para forasteiros como eu parece mágica. Enquanto você taxia seu avião após um pouso será capaz de ouvir a torre de comando passando informações de pouso para um próximo avião que esteja a se aproximar da pista de pouso.

Exatamente, você dividirá o seu mundo virtual, do conforto da sua casa, com aeronaves e operações que de alguma forma estão acontecendo em tempo real, no mundo real. Essa sinergia parece surreal, principalmente para os que experimentam este gênero da simulação aérea pela primeira vez.

O IMPOSSÍVEL: MAPA DO MUNDO EM ESCALA 1:1 USANDO PETABYTES E IA

Definitivamente não há nada na industria que se assemelhe ao realismo da ambientação de Flight Simulator. Nada chega próximo, nem sequer tenta chegar. Quando li a matéria do Polygon ano passado fiquei meio incrédulo, pois os números e a engenharia por de trás do que o jogo prometia fazer pareciam surreais para nossa época.

A desenvolvedora Asobo Studio fez uma obra de engenharia virtual magnífica. Ela reuniu mais de 2 petabytes de dados do Bing Mapas (sim, Bing, o Google esquecido da Microsoft). Para transplantar isso para sua tela entra a Inteligência Artificial, que irá transformar essa quantidade colossal de dados em um mapa tridimensional da terra, em escala 1:1.

Mas ai você se pergunta: quantos HDs mecânicos de 4TB eu vou precisar ter no meu PC para simular meus voos pelo Brasil? Calma, a engenharia da Asobo não para por aqui. Você não baixa todo o mapa global de uma vez, nem precisa de vários discos para serem colocados no seu leitor (coisa que nenhum PC gamer tem há muitos anos). Toda essa mágica é feita través da nuvem e você só puxa os dados dos servidor conforme há necessidade, em tempo real! Obvio, isso requer conexão constante com a internet, mas em 2020 isso é uma obrigação em diversos jogos.

Uma base de dados mínima já faz parte do seu jogo ao iniciá-lo. Caso você realmente precise jogar offline ou esteja com uma conexão limitada, poderá jogar o jogo com uma experiência capada. Mas o ideal é permitir a conexão constante com a internet, para poder ver a mágica sendo feita diante dos seus olhos.

NEM TODAS AS CIDADES SÃO ULTRARREALISTAS…

Já te mostrei como funcionam os mapas no jogo né? Dados do Bing Maps, misturados com Inteligência Artificial e boom! Temos prédios sendo erguidos de acordo com vários metadados e da forma como a Inteligência Artificial acha melhor.

Isso não traz uma ultrarrealismo. Por exemplo, se você voar (seja de avião ou com drone) perto de onde você mora, vai notar que a coloração, altura e formato de alguns prédios não são acurados. Isso ocorro pois é impossível da IA acertar em cheio absolutamente tudo, somente em cima de dados de imagens de satélite.

Mas Pedro, eu vi que algumas cidades como Nova Iorque possuem ultra realismo, como se fosse uma cópia perfeita da cidade. Então isso não existe? Existe sim, Ficheiro! Algumas cidades do jogo como Nova Iorque, Los Angeles, Munich, Copenhagen, Toronto, Vancouver, Canberra e muitas outras possuem fotorealismo em suas criações. Isso significa que você pode esperar prédios reais, portos, avenidas, praticamente tudo beirando a realidade!

Mas fique atento: estas cidades demandam muito mais de sua máquina. Eu pude notar uma grande queda de desempenho em minha RTX 2060 SUPER jogando em cidades como Rio de Janeiro e São Paulo versus voando em Nova Iorque.

A MELHOR METEOROLOGIA DE UM JOGO JÁ VISTA

A sinergia entre mundo real e virtual não se limita ao tráfego aéreo. O novo título da franquia da Microsoft tem um sistema de simulação meteorológica absolutamente fantástico. Você literalmente terá a experiência real, como se estivesse naquele momento voando pelo mundo. Independente de que país você esteja sobrevoando, o horário e a condição climática será realista.

Se já não bastasse ser completamente fidedigna a realidade no que tange o clima, o jogo te permite ser Deus. Desde escolher o horário no ponto de voo que você esteja até controlar QUALQUER parte do clima. Céu claro, chuva, vento… tudo é amplamente customizável para você poder criar as condições de voo que quiser, desde um dia de sol com céu limpo no Rio de Janeiro até um vento que torne um pouso impossível em Tóquio.

E não somente a sensação beira a perfeição, como a transformação do clima na tela são perfeitas. Toda a iluminação sobre as cidades, no ar, no avião, tudo te passa uma sensação de realismo que eu jamais vi em um jogo que envolve aviação, seja comercial ou de guerra.

OBRA DE ARTE DESDE O LANÇAMENTO, NADA DE LANÇAR E DEPOIS CONSERTAR

Tanto os profissionais da imprensa que tiveram acesso antecipado ao jogo, quanto os compradores que obtiveram o jogo já no seu lançamento, perceberam o capricho da Microsoft com o jogo. Em um mundo onde os jogos, principalmente os de PC (exclusivos ou ports), são lançados com problemas de desempenho, gráficos, falta de polimento e estabilidade, o Flight Simulator de 2020 prova que um trabalho bem feito, sem a ânsia de ser precoce para lucrar mais rápido, fala por si só.

O jogo é completamente funcional, polido, liso (claro, depende do seu hardware), com mapas incríveis, aeronaves absolutamente fidedignas, capricho com todos os aspectos mais hardcore, como por exemplo todos os painéis dos aviões, tudo foi aplicado com precisão e maestria. Desde o lançamento o jogo é compatível com uma penca de periféricos e controles dos mais variados possíveis. Nada de perder tempo configurando tudo durante um dia inteiro. Plug and play! Não é fácil encontrar um problema técnico.

NOOBS E CURIOSOS, SEJAM BEM VINDOS

Da mesma forma que todos os periféricos possíveis são aceitos de fora plug and play no Flight Simulator, teclado, mouse e controles também são! Não tenha medo da complexidade que envolve este simulador, desta vez eles pensaram em cada um que tem o mínimo de curiosidade.

Eu tenho muita curiosidade por aviação. Sou fã de dois canais, o Aviões e Músicas e o Aero Por Trás da Aviação. Ambos faziam algumas lives em simuladores e eu sempre tive curiosidade de poder viver a experiência de um piloto, mas me dava muita preguiça configurar tudo, ir atrás dos títulos e etc. Quando vi que o Flight Simulator 2020 seria amigável para noobs e curiosos, logo corri para testar.

Toda a minha experiência foi com o controle do Xbox One (wireless) em conjunto com teclado e mouse. Eles funcionam perfeitamente e se completam. É possível se divertir e muito usando apenas estes periféricos, sem o glamour de manches, manetes e por ai vai.

Claro, que para isso usei sempre o modo mais assistido possível, ou seja, o para iniciante real oficial. Como aviso no começo desta análise, ela é para leigos e curiosos. Não cheguei nem a testar os modos com maior autonomia, até porque não queria espatifar a maravilhosa rainha dos céus (Boeing 747). Não tenha medo e seja bem vindo a simulação aérea, venha experimentar tudo utilizando apenas seu teclado e mouse.

Inclusive grande parte da curiosidade se deve aos gráficos e mapas. E se você quiser desbravar as cidades nem precisa voar nenhuma aeronave, basta escolher um ponto de partida, abrir as opções de câmera e escolher imagens de drone livres. Você vai passear a vontade por qualquer lugar do planeta terra em seu drone, podendo ir até o limite do chão, passar entre prédios, tudo que sua imaginação e curiosidade aguçada desejar.

CONCLUSÃO (DO PONTO DE VISTA LEIGO)

Microsoft Flight Simulator 2020 é uma obra de arte. Gráficos, meteorologia, física, imersão, mapa da terra em escala real, complexidade para os profissionais, simplicidade e simpatia para com os curiosos. Poderia passar um dia argumentando com vocês sobre o quão importante é Flight Simulator para o mundo dos jogos e da simulação. Ele alcança um patamar completamente novo, seja em qualidade e realismo até o hardware necessário para uma experiência completa.

Não, você não vai ter uma experiência com uma configuração de entrada e antiga. Nem com uma conexão muito lenta ou sem internet. Neste ponto ele não é democrático, pois exige certa potência para o ano de 2020. Mas se você tem uma configuração legal e tem vontade de vivenciar essa experiência fantástica, o faça.

Jogar este título, sim jogar como se fosse um jogo, é quase que uma sessão de terapia. Parece que você está em um momento de romantismo admirando uma arte, uma arte em que você pode interagir diretamente, sem que pareça um simples joguinho de computador. Não há experiência semelhante que você possa vivenciar do seu quarto, olhando para o seu monitor.

Em um mundo novo, onda a expressão que eu mais odeio da atualidade é amplamente compartilhada (“o novo normal”), onde viagens internacionais ainda estão participalmente limitadas, o novo Flight Simulator acerta até no momento de lançamento, podendo proporcionar experiências de viagens sem que você saia de casa.

Essa análise segue nossas diretrizes internas. Clique aqui e confira nosso processo de avaliação.

Flight Simulator, o Santo Graal do gênero

Visual, ambientação e gráficos - 10
Jogabilidade - 10
Diversão - 10
Áudio e trilha-sonora - 10

10

Perfeito

Microsoft Flight Simulator 2020 é uma obra de arte. Gráficos, meteorologia, física, imersão, mapa da terra em escala real, complexidade para os profissionais, simplicidade e simpatia para com os curiosos. Poderia passar um dia argumentando com vocês sobre o quão importante é Flight Simulator para o mundo dos jogos e da simulação. Ele alcança um patamar completamente novo, seja em qualidade e realismo até o hardware necessário para uma experiência completa.

User Rating: Be the first one !

Pedro Nogueira

Formado em Administração e em GunZ: The Duel. Nogueira une estas duas formações para administrar de forma única suas skills em jogos de tiro, adquiridas em anos jogados fora jogando The Duel. Além da supremacia em jogos de tiro, Nogueira é fã de jogos com história bem trabalhada e tem no sangue as habilidades de Dominic Toretto para jogos de corrida.
Botão Voltar ao topo
Fechar