BGS 2016: Impressões e o que realmente esperar de Steep

A Ubisoft veio com tudo para a BGS 2016 e é notável o investimento da produtora francesa no nosso país. Eles eram a única grande do mundo dos games (excluindo a Sony e a Microsoft que justificam um alto investimento por possuírem consoles próprios) que tinham um stand dedicado na feira. Outras como EA, Warner e Capcom dividiam áreas da feira entre si. E um dos jogos disponíveis para experimentarmos la na Ubi era o recém anunciado Steep, um simulador de esportes no gelo que te coloca num mundo aberto localizado nos Alpes europeus.

Em Steep você tem quatro opções de esportes e maneiras de se explorar as montanhas: os esquis, o snowboard, o wingsuit e o parapente. É possível trocar a qualquer momento tanto de equipamentos quanto de localidade na montanha e para cada um desses lugares existe uma espécie de desafio a ser realizado, algo como corridas por exemplo.

Mas afinal, o que esperar de Steep? Pelo que vimos na BGS 2016 o game se trata basicamente de um grande playground gelado. Existe um foco muito grande no aspecto social, segundo as informações já reveladas pela Ubi, mas não tivemos a oportunidade de experimentar esta parte por se tratar de uma demonstração. O que me deixou com duvidas no entanto foi a capacidade de Steep de prender os jogares. Será que a comunidade abraçará a oportunidade de se jogar nos alpes e explorar cada centímetro sem que haja um grande objetivo por trás do gameplay?

Games de esporte normalmente trazem os jogadores de volta por que oferecem aquela gostosa sensação que a competição (e a chance da vitória) proporciona. O problema é que não senti isso em Steep quando joguei. O jogo não é exatamente um jogo de corridas na neve. Como eu disse ele é na verdade um grande playground para esportes no gelo mas não pareciam existir pistas de corrida definitivamente demarcadas. A Ubi escolheu retratar mais fielmente as montanhas, o que é incrível, mas também pode colocar em cheque a habilidade do game de manter os jogadores engajados.

Há ainda uma segunda questão com relação a Steep. A curva de aprendizado necessária para se jogar bem o game parece ser generosa e o que torna as coisas mais difíceis é, mais uma vez, a fidelidade com que as paisagens montanhosas estão sendo feitas. O que por um lado é maravilhoso, pois permite ao jogador sentir-se de fato nas montanhas e como um verdadeiro atleta da neve, faz também com que cada erro seja fatal para a competição, pois caso você cometa qualquer desacerto há apenas duas opções: ignorar a competição e seguir com a exploração do lindo cenário de pinheiros, neve e picos ou reiniciar todo o processo.

Enfim. Ainda é cedo para afirmar qualquer coisa sobre Steep. O jogo está previsto para Dezembro de 2016 (ele sairá para PS4, Xbox One e Pc), ou seja, ainda há um bom tempo para mais informações virem à tona ou novas modificações serem implementadas. Todavia, no atual momento me arrisco a dizer que Steep ainda é uma incógnita e não é possível cravar que vá cair nas graças da comunidade.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar