Brasil Game Cup ganhará uma versão no Rio de Janeiro

A Brasil Game Cup (BGC), competição de esportes eletrônicos realizada desde 2014 em São Paulo, dentro da BGS – Brasil Game Show, anuncia  que a partir de 2017 expandirá seu território para outras cidades. A primeira edição fora da BGS será entre os dias 07 e 9 de abril, no Centro de Convenções Sul América, no Rio de Janeiro. 

Segundo Marcelo Tavares, o spin-off da BGS segue o movimento do e-Sport no mundo e no Brasil. “Em 2015, o mercado de games competitivos movimentou US$ 748 milhões e em 2018 deve chegar a US$ 1,9 bilhão. O e-Sport tem conquistado cada vez mais jogadores e torcedores, e a edição da BGC de 2016 é prova disso. Foram mais de 5 mil inscrições para as classificatórias online, 38 disputaram as finais  durante a BGS (de 2 a 5/9), e  temos certeza que a realização de campeonatos regionais  irá despertar e facilitar a participação de muitos mais jogadores”, afirma. 

Iniciar o circuito de edições regionais da BGC pelo Rio de Janeiro é uma homenagem à cidade, berço da BGS e dos milhares de visitantes que desde 2012, quando a feira mudou para São Paulo, continuam prestigiando o evento. “Foram os cariocas que em 2002 participaram do embrião da BGS, o  Game Churrasco, em São Gonçalo, e que hoje são o segundo maior  público da feira”, diz Tavares. 

Além da BGC em São Paulo, que continua exatamente como é hoje, ou seja, com classificatórias online e as finais dentro da Brasil Game Show, e da BGC Rio no mesmo modelo (classificatórias online e as finais no Centro de Convenções Sul América), outros eventos podem ser realizados a partir do ano que vem. “A BGC tem força e espaço para crescer”, diz Tavares, lembrando que as mil vagas para as classificatórias de  Clash Royale, por exemplo, esgotaram em dois minutos, e que as  transmissões online  têm alcançado números impressionantes. As emissoras de TV especializadas em esportes também acordaram para esse interesse do público e passaram a incluir os principais eventos em sua programação. As finais dos torneios de Dota 2,  Clash Royale e CS:GO – Counter Strike: Global Offensive, por exemplo, foram transmitidas pelo Esporte Interativo (EI Maxx1 e EI Maxx 2). 

Realizar etapas presenciais em outras cidades não é o primeiro movimento da BGC que mostra a força da competição e sua disposição para crescer e corresponder às aspirações dos fãs de e-Sports. Já  nesta edição  de 2016, a BGC  incluiu  novos jogos  na competição. Ou seja, além de Dota2, título das duas primeiras edições, também foram disputados torneios de Clash Royale e CS:GO – Counter Strike: Global Offensive.  Os jogos da BGC Rio de Janeiro serão anunciados nos próximos meses, juntamente com as informações sobre as classificatórias e a premiação. 

Além dos campeonatos, a BGC Rio terá também uma área de exposição, com atrações das principais marcas de jogos, máquinas e acessórios, especialmente voltados para e-Sports, espaço para produtores indies, um  túnel do tempo para mostrar videogames e jogos raros, game jam, palestras, meet & greet com youtubers, streamers e outros convidados especiais, enfim, um pouco de tudo o que o fã de games gosta. 

A venda de ingressos para a  BGC Rio de Janeiro deve começar em  outubro e o preço da meia-entrada – nesse primeiro lote – será R$39,00.

Leonardo Coimbra

Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.
Botão Voltar ao topo