Análise: Gundam Versus traz uma experiência completa da franquia

Gundam Versus é uma franquia existente com base na série de robôs gigantes Mobile Suit Gundam que iniciou em 1979. Os jogos Versus sempre ficaram apenas no Japão, tendo somente uma única exceção que foi lançado em 2016 para PSVita, Mobile Suit Gundam: Extreme VS-Force.

Gundam Versus promete ser uma reformulação da série trazendo um melhor polimento e dinamismo para as batalhas. Para tal, eles resetaram o nome da franquia para Gundam Versus marcando o seu nascimento no ocidente.

JOGABILIDADE E BATALHAS

Gundam Versus sempre foi visto como um e-sport no Japão a ponto de possuir torneios próprios e até um pequeno espaço na EVO, contudo, nunca recebeu um foco a nível mundial. Com busca de ter maior reconhecimento, a Bandai Namco decidiu que esta versão seria o auge em questão de gameplay e balanceamento. Um exemplo a citar é que todos os mobile suits existentes no jogo foram analisados para ganhar, se necessário, algum buff ou debuff.

As batalhas ocorrem num cenário 3D de formato retangular tendo como ambientação os locais marcantes dos animes da série. Existindo obstáculos destrutíveis e relevo, o campo de batalha consegue suportar até 6 mobile suits em um confronto frenético cheio de explosões.

Com maior liberdade em se mover pelo cenário, Gundam Versus, permite que o jogador consiga realizar maiores manobras para se aproximar dos inimigos ou esquivar de projeteis que vem em sua direção. Fora isso, os comandos estão otimizados permitindo que o jogador tenha mais de uma opção sobre como realizar os comandos, já que R1, L1, R2 e R2 são atalhos para golpes que necessitem do uso de dois botões ao mesmo tempo como X + Quadrado ou Triangulo + X (este sendo o mais desconfortável).

GUNDAM VERSUS_20170930160530

Com batalhas de 1 vs 1, 2 vs 2 e 3 vs 3, a questão de estratégia é primordial. Por existir “fogo amigo” não basta apenas ficar atirando como se não houvesse amanhã, pois isso irá prejudicar o seu próprio time.

Por fim, os mobile suits tem opções em utilizar ataques de melee (normalmente utilizando uma arma como sabre laser ou os punhos) e longa distancia (rifles, laser, bazuca, metralhadora e etc.), tendo raros casos que são focados exclusivamente numa única modalidade. Vale citar que todos já têm o seu set de habilidades determinado por aquilo que é apresentado na obra no qual fazem parte.

SEM HISTÓRIA! AQUI É GUERRA

Gundam Versus não trouxe um story mode, mas para recompensar a falta deste temos inúmeras opções de como aproveitar esse jogo. Para melhorar suas habilidades de piloto antes de se aventurar no multiplayer, existem três modos offline para se divertir:

Ultimate Battle

Indo do modo fácil até o difícil, temos este modo que apresenta características de combate de hordas. Você seleciona o seu mobile suit e deverá enfrentar sequencias de inimigos. A cada número determinado de hordas derrotadas, você recebe a chance de amplificar alguma capacidade do seu robô e recuperar a vida perdida. A dificuldade aumenta quando surge um boss, fazendo com que o jogador tenha que ser ainda mais estratégico para passar por esta situação levando o menor número de dano possível.

GUNDAM VERSUS_20170930134643

Trial Battle

Um tipo de Arcade Mode onde teremos que enfrentar uma sequencia de até 10 batalhas de situações variadas indo de combates contra boss, hordas e vs. Particularmente é o modo onde eu acredito que o jogador tem maiores chances de aprender a utilizar o seu robô favorito.

Free Battle

Batalhas competitivas contra a CPU onde o jogador escolhe todas as características do combate.

Enquanto isso o online apresenta opções de Ranked, Normal Battle e criação de sala. Tanto Ranked quanto Normal Battle é possível selecionar se deseja 1 vs 1, 2 vs 2 e 3 vs 3. Enquanto numa room, é possível que 16 jogadores fiquem se confrontando simultaneamente em quatro batalhas distintas.

GUNDAM VERSUS_20171002010959

GRÁFICOS E ÁUDIO

Com novo motor gráfico Gundam Versus tem os melhores gráficos da franquia ao possuir uma textura de maior qualidade junto dos mobile suits estarem com um maior número de detalhes. As explosões também denunciam a evolução, já que estão mais naturais e sem serrilhados como eram apresentadas nas versões lançadas para PS3 e o mais atual que saiu no PSVita. Por fim, sua OST é fenomenal para os fãs aos ter como músicas as aberturas e soundtrack dos animes.

CONCLUSÃO

Gundam Versus é um prato cheio para os fãs de mechas. Além disso, consegue ser um bom jogo até mesmo para quem não conhece a franquia. Basta escolher o robô que mais gostou e ir para a batalha. É difícil apontar pontos fracos para este jogo, já que é notável o carinho investido em sua produção. Se eu fosse mencionar algo seria não possuir todas as séries como Gundam G, Wing Endless Waltz, SEED Destiny, SEED Astray, Stargazer, F90, 00 Session 2, Tekketsu no Orphans Session 2 , Gundam Build Fighters e Try. Porém, é possível que sejam adicionados por DLC, atualização ou estarem sendo guardados para uma provável sequencia do jogo. Para finalizar, a falta de um modo história não pesa de forma negativa, já que o foco do game não é este (principalmente por ser um mega crossover). Gundam Versus merece ser testado.

notas

 

Anderson Mussulino

Publicitário louco por toda a cultura geek. Redator do Última Ficha e apaixonado por jogos que vem da terra do sol nascente.
Botão Voltar ao topo
Fechar