Análise: Skyrim é perfeito para o Nintendo Switch

A geração passada teve alguns excelentes jogos. Na minha opinião, a tríplice coroa fica com GTA V, The Last of Us e o querido e amado Skyrim. Depois de seis anos de seu lançamento, o RPG da Bethesda, que ganhou uma versão remasterizada para PS4 e Xbox One e ganhará uma versão em realidade virtual, agora também poderá ser jogado no híbrido da Nintendo, o Switch. Ouso dizer que Skyrim para Switch é o melhor lugar para jogá-lo e que está imensamente divertido. Mas vamos entender o porquê disso.

Mal começa o jogo e já tem chefão te esperando
Mal começa o jogo e já tem chefão te esperando

Bem vindo de volta Dohvakiin

Para os que não conhecem o jogo, é importante dizer que Skyrim é o quinto jogo da franquia The Elders Scrolls. A cada novo jogo lançado, eles aumentam a interação com o mundo, enchem de sidequests e muito mais.

A história de Skyrim é irrelevante para o jogo em si, verdade seja dita. Resumindo a história, seu personagem (que você montará) será o escolhido Dohvakiin, ou seja, será um personagem lendário com a habilidade de usar gritos e absorver o poder de dragões que voltaram a assustar Skyrim. A cada novo dragão morto você estará um passo mais perto de entender o mistério da volta dos dragões e seus gritos ficarão cada vez mais fortes. Porém, isso pouco importa.

Após derrotar seu primeiro dragão, você será chamado para ir a um lugar sagrado habitado por anciões para entender melhor seus novos poderes. Claro que você pode seguir a história e fazer isso, mas também é possível explorar cada esquina e falar com todas as pessoas no mundo de Skyrim. O jogo é uma simulação incrível do RPG de mesa. Resumindo, podemos dizer que é possível comprar uma casa, casar, adotar uma criança, matar bandidos, matar inocentes, roubar, ser procurado, escolher lado em religiões e ideologias e muito, mas MUITO MAIS. Um exemplo que acontece logo no início do jogo é que se você for mordido por muitos “ratões”, você pegará raiva (ou algo parecido). Após isso, ao falar com as pessoas muitas perguntam se você está doente. Claro, é possível também virar lobisomem, vampiro, etc.

Agora me fala, com tanta coisa pra fazer, você vai querer falar com uns velhos barbudos sobre gritos ou vai querer fazer todo o resto?

Mata o bichão du mal
Mata o bichão do mal

Seja o que você quiser

Como mencionei acima, em Skyrim é possível fazer muitas coisas e tomar muitos partidos. Isso reflete também nas escolhas de seu personagem. Antes de pensar qual será seu rumo prático como guerreiro, mago, etc, você terá que escolher o seu personagem. Elfo? Elfo Negro? Orc? Humano? Bretão? Essas são algumas das muitas possibilidades de personagem. Cada uma dessas raças irá te dar uma vantagem no jogo, como ser melhor no combate, ter mais afinidade para ser um ladrão, maior resistência a envenenamento e muito mais.

Depois de fazer essas muitas escolhas, o jogo lhe brindará com um caminho que você deverá escolher com muita sabedoria, jovem padawan. Onde você quer chegar? Quer ser um grande guerreiro? Talvez ser um grande mago? Quem sabe focar nas suas habilidades de Ladino? Ou talvez focar na fala mansa para convencer todos a tudo? Mas também é possível focar em ser um grande ferreiro…

Bem, as possibilidades são inúmeras, como vocês podem ver. E isso será um desafio sempre presente a cada novo nível liberado, já que teremos a possibilidade de melhorar diferentes perks do personagem como magias, bloqueio, blacksmith e muito mais.

Skyrim acerta no Switch onde DOOM errou

Quando escrevi o review de DOOM para Nintendo Switch na semana passada, eu fui obrigado a criticar que os gráficos não agradavam e a constante queda de FPS. Além disso, mencionei que DOOM foi o primeiro jogo para o console da Nintendo que me fez querer um controle Pro. Posso muito felizmente dizer que Skyrim é perfeito para o console híbrido.

Antes de mais nada, Skyrim segue a mesma chata performance de 720p com 30 FPS. Para DOOM isso fazia todo o sentido, mas para um jogo de 2011, é um pouco incômodo. A boa notícia é que o jogo está tão bem otimizado que você nem percebe isso. Ele simplesmente não engasga, não sofre com queda de FPS e não sofre com borrões ou queda no visual durante o jogo. Ou seja, ele roda sim a uma configuração inferior, mas está tão bem otimizado que faz com que isso não afete o jogo.

2017111418204300-74EA5D8C57EB2F39A242F585A490F51B

Skyrim para Switch X para consoles

Certamente a grande pergunta que recebemos de todos os aficionados da Nintendo é: Vai ter legenda em PT-BR? Bem, assim como em DOOM, temos que dar a mesma resposta, um belo não. Deixando esse detalhe de lado, temos em mãos uma excelente versão de Skyrim para o Switch.

É verdade que nas versões de PS4 e Xbox One nós temos em mãos a possibilidade de usar os mods que deixam Skyrim ainda mais maravilhoso. E claro, nos consoles citados ele rodará a 1080p 60 fps e será visualmente mais interessante. Mas é possível de se jogar no modo portátil? É claro que não.

Por mais que o Switch possa perder em potência, ele ganha (e enfatizo nesse ponto) um excelente port portátil (sentiu o trocadilho?). Eu não estranhei os controles em nenhum momento e o jogo já vem com as três expansões oficiais, que adicionam muito conteúdo ao jogo. Além disso, os gráficos estão bem melhorados. Não posso dizer que é igual a versão remasterizada, mas é possível ver muitas melhorias gráficas e de iluminação.

Por fim, ao jogar com os Joy Cons é possível simular o braço esquerdo e direito no jogo. Ao balançar os mesmos, será possível bater, se defender, lançar magias e muito mais. Inclusive, é possível optar entre bater normalmente ou dar um “porradão”que gasta mais estamina, mas é letal. Sinceramente? Isso é legal, mas não é nada que vá revolucionar o jogo.

Tentaram me cobrar pedágio, pobre coitados
Tentaram me cobrar pedágio, pobre coitados

Conclusão

Sou suspeito para falar, pois sou um dos muitos que amam Skyrim. Se você não jogou ele, corrija agora este erro e jogue-o o quanto antes. Se você já comprou em algum outro console, posso afirmar que vale a pena comprar pela portabilidade. Não só isso, caso tenha jogado somente a versão base (assim como eu), esta é uma ótima oportunidade para aproveitar as três expansões que o jogo tem.

E claro, o jogo está muito bem otimizado para o Nintendo Switch tanto no modo portátil quanto no dock. Ele está tão bem otimizado que vi muito menos bugs do que eu esperava ver.

notas

Leonardo Coimbra

Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.
Botão Voltar ao topo
Fechar