Análise: O Dragão de Dojima retorna em sua melhor forma em Yakuza Kiwami 2

Yakuza 2 fo originalmente lançado para PS2 em 2006 e foi o segundo e último título da série principal a ser lançado no vitorioso console da Sony. 12  anos após seu lançamento original ele recebeu uma grande repaginada na engine de Yakuza 6 que trouxe os melhores gráficos, efeitos e jogabilidade de toda série e estará chegando exclusivamente ao PS4 com o nome de Yakuza Kiwami 2.

Confiram abaixo nossa análise, todas as melhorias e novidades desta versão.

Dois dragões se chocam

Yakuza Kiwami 2 começa mais uma vez com Kazuma Kiryu tentando se distanciar de seu passado da Yakuza e vivendo uma vida normal como um civil. Mas claro que isso não dura muito como todos sabemos, e logo no início do jogo vemos a morte do quinto presidente do Tojo Clan e Kiryu tem a missão de realizar seu último pedido, de formar uma aliança entre o Tojo Clan de Tóquio e a Omi Alliance de Osaka. Não somente Kiryu concorda com esta ideia, mas outros membros do clã também concordam, pois o Tojo Clan está muito enfraquecido por causa dos acontecimentos de Yakuza 1.

mini_YAKUZA KIWAMI 2_20180815191616

Inesperadamente a Omi Alliance também concorda com a ideia, mas no meio da reunião Ryuji Goda, o  Dragão de Kansai, aparace inesperadamente e da um golpe assumindo o controle da Omi Alliance e sequestrando seu presidente. A partir deste ponto, Kiryu se envolve a fundo nessa história cheia de reviravoltas, personagens cativantes, mortes e muito mais.

Como sempre, iremos contar com o amigo Date san que com seus contatos na polícia irá ajudar a resolver os casos que aparecerão. Goro Majima, o cachorro louco de Shimano, também estará presente nos eventos de Yakuza Kiwami 2 juntamente com a detetive Kaoru Sayama de Osaka que irá querer ajudar neste problema, assim como desvendar como a Yakuza afetou seu passado.

E como o próprio Ryuji Goda falou para o Kiryu “Japão é muito pequeno para ter dois dragões”!

mini_YAKUZA KIWAMI 2_20180818123158

Jogue como o cachorro louco de Shimano

Além do jogo base completamente refeito na engine de Yakuza 6, o que proporciona gráficos e detalhes deslumbrantes, também será possível jogar com Goro Majima. A medida que você vai avançando na campanha principal, será possível liberar alguns capítulos da campanha de Goro Majima.

Esses pequenos e curtos capítulos mostram a história dos bastidores do Tojo Clan no período de 1 ano que se passa entre Yakuza 1 e Yakuza 2. Nele será possível jogar com o Majima e explorar a história e ver as intrigas internas desse poderoso clã da Yakuza que opera em Tóquio.

Diferente da campanha principal, aqui temos algo extremamente focado na história e em algumas brigas, onde serão diferentes graças ao estilo único de Majima. Infelizmente, não poderemos contar com o sistema de level que o Kiryu conta, assim como os inúmeros mini games e interações da história principal.

mini_YAKUZA KIWAMI 2_20180818113910

Gameplay continua liso

Como já falei duas vezes aqui, o jogo conta com a Dragon Engine que está sendo utilizada pela segunda vez (a primeira foi em Yakuza 6). Quem jogou o sexto jogo da série se sentirá em casa com Yakuza Kiwami 2. Os personagens e gráficos foram refeitos do zero dando uma grande realidade e qualidade visual ao jogo. Tanto Kamurocho (Tóquio) como Sontenbori (Osaka) são fidedignos as ruas reais onde foram inspirados e a noite é um show a parte com seus cartazes de neon.

O gameplay continua simplificado e segue o estilo do Yakuza 6. Cada missão, luta, side misson e muito mais lhe dará um tanto de XP para cada uma das categorias que o jogo traz. Caberá a você utilizar elas da forma que preferir e evoluir seu personagem da melhor forma. Também é possível equipar armas e equipamentos tanto para melhorar sua defesa como poder fazer novos ataques.

mini_YAKUZA KIWAMI 2_20180818121348

E um eterno destaque da franquia continua aqui, a utilização do heat mode para dar finalizações cinemáticas e memoráveis. Por fim, foi mantido o sistema de alimentação onde o jogador é incentivado a comer quase que compulsivamente, pois receberá o tão valioso XP.

mini_YAKUZA KIWAMI 2_20180819115843

Aquela side mission que você respeita

Para quem não conhece a franquia Yakuza, é importante dizer que por mais que ele tenha uma história pesada de ação, traição e gangues, ele tem um tom cômico absurdo que traz uma grande leveza na hora de explorar os mapas. E isso acaba caindo sobre os ombros dos personagens que você encontrará na rua e te botarão em situações inusitadas.

Certamente minha side mission favorita e que ri por uns 10 minutos seguidos é onde o Kiryu é abordado para ser modelo de fotos, pois precisavam de alguém machão e musculoso. O “famoso”fotógrafo aparece só usando uma sunguinha vermelha apertada e começa a pedir poses hilárias do Kiryu. E é dai a ladeira abaixo.

Certamente vale muito a pena gastar tempo explorando a cidade e falando com os transeuntes e conferindo seus pedidos. Você poderá ter que bater na Triade (máfia chinesa) que está seguindo uma senhora idosa, ou quem saber ser vítima de um esquema onde te vendem um modem, mas logo em seguida está com o nome sujo. Serão dezenas de missões desse estilo com personagens loucos e situações inusitadas.

mini_YAKUZA KIWAMI 2_20180815204333

Minigames maravilhosos e a volta do melhor de todos

Além da possibilidade de explorar tanto Kamurocho como Sotenbori e achar diversas missões loucas, é possível também fazer diversos mini games ao longo do jogo, uma outra marca registrada da franquia.

Eles variam entre os mais simples como praticar tacadas de golf, tacadas de baseball, cantar karaokê (um dos meus favoritos), jogar jogos clássicos da Sega como Vurtua Fighter, Out Run e muito mais (mas muito mesmo). Inclusive existem até mini games eróticos como tirar fotos de mulheres fazendo pose sexy ou então assistir vídeos adultos. O céu é o limite na mente diabólica dos desenvolvedores.

E no mar de tantos mini games, dois acabam se destacando. Vindo diretamente de Yakuza 0, temos o retorno do mítico simulador de dono de cabaré! Neste minigame viciante, será necessário que você contrate meninas, monte uma line up com elas e que aloque as meninas corretas para cada homem carente/babão que entra em seu estabelecimento. E com isso, você ganhará rios de dinheiro que poderá gastando “equipando” suas meninas com as melhores roupas que irão mudar suas características assim como num RPG. E além do retorno financeiro, será possível conhecer melhor as suas meninas ao ir bater um papo com elas, fazer reuniões de equipe e mais.

Indo para o segundo grande destaque é o Majima Construction. Quem jogou Yakuza 6 sabe que uma das novidades era o sumulador de gangues onde era possível contratar pessoas e defender seu território da temível JUSTIS. Agora teremos que ajudar nosso amigo Goro Majima a defender seu canteiro de obras e a proteger os planos de uma grande construção dos três mosqueteiros. Embora esse mini game seja bem similar ao do Yakuza 6, ele acaba sendo mais estratégico, pois você tem que defender pontos de interesse e não somente ir colocando pessoas e sair batendo no que vier pela frente.

mini_YAKUZA KIWAMI 2_20180818165323

Conclusão

É como eu sempre falo, se você não conhece a religião Yakuza e a palavra de Kazuma Kiryu, nosso Dragão de Dojima, essa é não somente uma boa hora para começar, mas é a melhor hora. Além de Yakuza Kiwami 2 ser um excelente remake de Yakuza 2 com adições e melhorias maravilhosas, em brevíssimo será possível jogar toda a franquia no PS4 que já possui Yakuza 0, Kiwami 1, Kiwami 2 e Yakuza 6. Em breve veremos o port de Yakuza 3, 4 e 5 para o console e poderemos fechar toda a saga.

E falando especificamente de Yakuza Kiwami 2, só tenho elogios e tenho que elogiar o excelente trabalho feito pela SEGA recriando e atualizando um jogo de 12 anos atrás.

notas

Mostrar mais

Leonardo Coimbra

Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.
Botão Voltar ao topo
Fechar