Por que Anthem pode nos surpreender quanto a jogo e quanto a EA?

EA, famosa por seu FIFA, Battlefield e diversos outros jogos e franquias, vem há muitos anos sendo duramente criticada (merecidamente) no mundo gamer. Chegou a levar por duas vezes o título de pior empresa dos Estados Unidos nos anos de 2012 e 2013.

São inúmeras as patifarias praticadas pela Electronic Arts ao longo destes anos. Loot boxes agressivas, mais parecidas com casinos, DLCs aos montes e caras – por exemplo com a franquia Battlefield onde o 3, 4 e 1 tiveram diversas DLCs e expansões já programadas em seu lançamento, mais que dobrando o valor inicial do jogo -, gigantescas decepções com as franquias de Star Wars – que inclusive gerou descontentamento por parte da Disney – onde loot boxes e más implementações do jogo fizeram ambos, Battlefront 1 e 2, serem fracassos em vendas, jogos anuais de franquias de esportes sem nenhuma inovação relevante, fazendo parecer que é apenas uma DLC com novas skins do ano anterior e por ai vai. Se for para criticar atitudes e posições da EA esta publicação ocupará toda uma página de pesquisa do Google.

Aqui fica mais claro muitas das recentes caneladas da EA.

Nos últimos dias, para piorar, a empresa anunciou o cancelamento da produção de um RPG de mundo aberto de Star Wars, revoltando seus incontáveis fãs ao redor do mundo.

Some tudo isso ao recente burburinho no mercado financeiro em relação a EA e seus investidores, onde o analista Timothy O’Shea junto a apuração com a CNBC, previram uma queda nas ações e receio frente aos lançamentos de 19 que não envolvem jogos esportivos. Notas baixíssimas no Metacritic nos últimos lançamentos só engrossam o caldo desta discussão. Nem seu fortíssimo Battlefield suportou mais uma versão do jogo sem inovação ou recursos atrativos e as vendas andam extremamente baixas.

Ok Pedro, então por que raios podemos estar otimistas se você só disse coisa ruim?

Exatamente por isso, atualmente nada de bom cerca a empresa. Anthem está com o hype muito grande, é um jogo que segue uma temática bem parecida com a de Destiny, que reina sozinho neste mundo, e é o próximo grande lançamento da empresa no ano. Fora isso, é uma franquia nova, que para se perpetuar deve estrear de forma gloriosa.

Já anunciado, as DLCs de Anthem envolvendo história serão gratuitas. Isso é um bom exemplo de uma mudança no posicionamento da empresa, por exemplo.

Anthem é uma excelente chance para a EA se redimir com seus fãs e seus investidores, chance de começar 2019 alavancando suas vendas e melhorando sua imagem para com os consumidores.

E você? Ansioso pelo Beta? Confiante no jogo?

Publicado
Formado em Administração e em GunZ: The Duel. Nogueira une estas duas formações para administrar de forma única suas skills em jogos de tiro, adquiridas em anos jogados fora jogando The Duel. Além da supremacia em jogos de tiro, Nogueira é fã de jogos com história bem trabalhada e tem no sangue as habilidades de Dominic Toretto para jogos de corrida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *