Análise: Dirt Rally 2.0 é um presente para os amantes da série

Se você é aquele gamer que curte jogos de corrida super arcades, ou até mesmo gosta da série Dirt (non-rally), este jogo pode não ser para você ou pode te desafiar em um nível em que você vai desistir de jogá-lo. Dirt Rally 2.0 foi feito para os mais exigentes, para os fãs do primeiro jogo e para quem é paciente, quer seguir regras e tem ciência que este jogo não é para acelerar todo o tempo.

Já faz tempo que a Codemasters vem se destacando em suas séries de corrida, com evoluções ano a ano, quando parece impossível evoluir. Um destes casos é F1, em que ano após ano seus jogadores dizem que o jogo está cada vez mais realista, mas sem mudar completamente, evoluindo somente aonde precisa (confira aqui nossa análise). Dirt Rally 2.0 segue esta linha de pensamento, não é uma grande evolução, mas consegue se sobrepor ao seu predecessor. E o que isso quer dizer? DIFÍCIL!!! Para um player não profissional como eu, este jogo parece o Dark Souls do mundo das corridas.

Gráficos e ambientação

Sabe a receita de bolo da Codemasters que eu citei acima? Ela se aplica aqui. A evolução gráfica não é gritante, isso falando dos carros em si. Os gráficos do ambiente, dos cenários que o jogo, evoluíram bastante te dando uma excelente imersão durante o gameplay. Principalmente em cenários livres, onde não há uma corrida no modo de laps, você consegue se deliciar com mapas exóticos e bem realistas.

Mecânicas e jogabilidade de um rally raiz

Atenção: este jogo pode ser insanamente difícil, ainda mais para marinheiros de primeira viagem, ou dirteiros de primeiro rolê. Não basta você ter um pouco de noção com jogos de corrida, saber usar os freios, o freio de mão e o acelerador na medida certa. Aqui é preciso perícia, de verdade. A mecânica das corridas é desafiadora, o que é um ponto positivo para quem procura nesse jogo uma fiel simulação de rally.

Por exemplo, mesmo tendo o câmbio automático ativado, você vai querer controlar sua velocidade e sua frenagem com muito cuidado em todos os momentos. Este é um jogo que recompensa pilotos cautelosos, especialmente aqueles que podem interpretar as instruções de seus copilotos (NPCs) e determinar os momentos perfeitos para acelerar o ritmo. Reforçando o que eu disse, se você é jogador de jogos de corrida super arcade, aqui você será aniquilado. Até mesmo em pistas controladas, com sistema de voltas e trechos de asfaltos, segurar o dedão no acelerador não te fará ganhar a corrida e provavelmente vai te proporcionar alguma penalidade no tempo por ter errado o traçado da pista.

Outro ponto forte do jogo é que você dificilmente ficará de saco cheio de jogar sempre os mesmos desafios, as mesmas corridas e ter as mesmas recompensas. O jogo conta com diversos desafios, como históricos, diários, semanais e mais. Isso quer dizer que, todo dia você terá algo novo para fazer que no dia seguinte terá sumido. Esse dinamismo é muito bem vindo em jogos de corrida, que tendem a ser muito repetitivos, extremamente lineares e sem alma. Aqui, não teremos isso!

Conclusão

A Codemasters fez com a série Dirt Rally o que vem fazendo com a série F1: melhorias sem nenhum retrocesso. Dirt Rally 2.0 é a evolução de um excelente simulador das corridas no cascalho, acalmado por fãs e entusiastas do esporte. Com melhorias pontuais e bastante fidelidade a dificuldade de uma corrida de rally, este jogo se mantém como soberano neste gênero e dificilmente será deposto num futuro próximo, ainda mais com a “crise” dos jogos de corrida, onde poucos títulos ainda se mantém relevantes, e os que se mantém estão muito acima dos demais.

Em suma, se você curte o esporte, curte jogos de corrida mais puxados para a simulação realista, Dirt Rally 2.0 deve estar na sua biblioteca de jogos!

PS: vale ressaltar que não tive a oportunidade de jogar com um volante, o que certamente ampliaria a experiência realista para um outro patamar. E, como deve ter ficado claro ao longo do texto, eu sou ruim no jogo! Sua experiência com essa arte das pistas de terra batida pode ser completamente diferente da minha.

notas

Pedro Nogueira

Formado em Administração e em GunZ: The Duel. Nogueira une estas duas formações para administrar de forma única suas skills em jogos de tiro, adquiridas em anos jogados fora jogando The Duel. Além da supremacia em jogos de tiro, Nogueira é fã de jogos com história bem trabalhada e tem no sangue as habilidades de Dominic Toretto para jogos de corrida.
Botão Voltar ao topo
Fechar