EA Play: Star Wars – Enfim o gameplay de Jedi Fallen Order. Veja nossa opinião

Acabamos de ver o novo gameplay de Star Was Jedi: Fallen Order. Está sensacional. Primeiro, nossa impressão do jogo relacionado com a franquia e a série, cronologicamente e fidedignamente:

No começo, muitos fãs da franquia podem questionar detalhes baseados no cânone , se se encaixam ou seriam um desastre. Do que vimos até agora, como um profundo conhecedor da franquia posso dizer que se encaixa. O jogo se passa logo após a “ordem 66” dado por Palpatine no episódio III da franquia no cinema. Os detalhes que tentei relacionar foram o cenário, uniforme dos Storm Troopers (em transição de soldados da república para soldados do império), armas utilizadas na “época” da ordem. Tudo parece muito coerente, até porque foi avisado antes que não se trata de um padawan nem de um jedi, mas alguém que irá evoluir nesse cenário durante o jogo.

Um ponto que reparei foi que a cor dos Tie Figthers já estavam no modelo do império, o que não condiz com a cronologia. Mas como é um gameplay já com 3 horas de jogo, isso pode ser justificado ao longo da campanha.

Já como fã da série, percebi que teremos muitos easter eggs e serão de tirar o fôlego. No final do gameplay enfrentando um possível “boss” K-2SO famoso em Rogue One: Uma História Star Wars. Em outras palavras: relação cronologia x game nota 10. Vale comentar que nos cinemas já está claro que os Jedis e os Siths não trouxeram o balanço para força, mas o título do jogo deixa bem claro que o foco é em um Jedi, então não cometa o pecado de criticar isso.

Agora, ao jogo:

Muitos pontos foram observados, talvez o principal deles, felizmente ou infelizmente, mais do mesmo. Porque infelizmente? Não vimos inovações. Porque felizmente? Um jogo em terceira pessoa cheio de habilidades da franquia Star Wars finalmente digno de empunhar um sabre de luz. Vamos por partes e tentando contextualizar.

A princípio parecia um Hack’n Slash, mas ao desenrolar do vídeo terminou muito mais como um Sekiro. Muitas habilidades foram apresentas, sensacionais. Quick time events, bullet time, lock on (todos termos já conhecidos e bem utilizados em outros jogos), mas o que mais impressionou foi a exploração das habilidades que só um Jedi pode ter.

Podemos ver o personagem congelar um tiro, trazer o inimigo para perto e usar o mesmo tiro para matá-lo, o que foi espetacular. Vimos claramente também um inteligência artificial bem evoluída e bem representada por cada inimigo diferente. Em alguns momentos nos deixou claro que teremos que estar com os “dedos” bem afiados para dominar as habilidades e conseguir vencer os inimigos. Claramente será um jogo difícil. Que delícia, nada de passeio na história.

Consegui compreender bem o “mais do mesmo”, escaladas chatas, um amiguinho robô, puzzle’s fáceis e as vezes até desnecessários, mas na minha opinião precisava de um Star Wars assim. Bom chega de lenga lenga, se deliciem com o gameplay abaixo.

Para mais notícias da E3 não deixe de acompanhar o Última Ficha.

 

Publicado
Saudosista apaixonado por quase tudo que é antigo: games, música, costumes, ele mesmo e o único titulo brasileiro do time de coração Atlético-MG. Fã de RPG e jogos de luta, jura que fazia fila no fliperama na década de 90.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *