Otimize o FPS de Zelda: Link’s Awakening no seu Switch

Uma dica que pode melhorar bastante a performance do game

Quando Link’s Awakening foi anunciado a internet e o mundo foram a loucura pela chegada de um remake de um jogo clássico da série. A semelhança e respeito com o jogo de Gameboy estava clara e agradou a todos (os saudosos pelo menos). Mas algo assombra os gamers: o Zelda Link’s Awakening FPS – quadros por segundo, ou seja performance.

Em sua versão da E3 algumas falhas de performance foram notadas e direcionadas para a Nintendo com o intuito de ter um jogo perfeito, sem falhas! Pronto para ser degustado da melhor maneira possível!

Com seu lançamento este mês, um dos assuntos mais falados sobre o jogo (depois de o quão bom e fiel ele é) foi que, apesar de bem melhor que a sua demo na E3, o jogo sofre com queda de frames em alguns momentos do jogo.

A Dica

Um dos canais que eu gosto de acompanhar no Youtube é o GameXplain. Desta vez eles fizeram uma análise super técnica e interessante sobre o jogo e chegaram a conclusão de que: devido a escolha de como a memória e “novas” informações são processadas pelo jogo – toda vez que você entra em uma nova área, o jogo vai buscar as os dados referente àquele local. Com isso o VSync entra em ação e diminui o Fps de Zelda Link’s Awakening de 60 para 30 quase q diretamente. E por isso que nós sentimos tão claramente a queda de frames (ou uma lentidão/travamento esquisita para os leigos). Esse problema é intensificado nas área da Floresta Misteriosa e no pântano.

Com isso, a dica que ajudou comprovadamente a melhorar a performance e a velocidade com que a memória é acessada foi para os jogadores instalarem o jogo na memória interna do Nintendo Switch e não no Micro SD. Com isso o problema não some, mas essa queda demora por um tempo consideravelmente melhor. Deixando o jogo mais fluido e com quedas mais suaves.

Se você, como eu, não sabia como instalar o jogo na memória interna depois de ter um Micro SD o jeito mais fácil de resolver é arquivar o jogo (archive), retirar o Micro SD do console, e clica no ícone para fazer o download novamente! Eu fiz  esse procedimento e a melhora foi de fato notória!


Ajude o ÚltimaFicha de forma gratuita, clique aqui e inscreva-se no nosso canal do Youtube


Bruno Degering

Gamer há tanto tempo que usa consoles como referência cronológica para lembranças de sua vida. Amante de Mega Man, Resident Evil e Warcraft. Se gaba por ter zerado Battletoads aos 9 anos mas abandonou Bloodborne com 26.
Botão Voltar ao topo
Fechar