Análise: Gear.Club Unlimited 2: Porsche Edition

O jogo recebe uma melhora de sua primeira versão, mas ainda não é o suficiente

Gear.Club Unlimited 2: Porsche Edition é a versão definitiva de Gear.Club Unlimited 2 lançado exclusivamente para o Nintendo Switch. Para quem não sabe, o primeiro jogo foi lançado para celular e recebeu depois um port direto para o híbrido da Big N.

Infelizmente essa versão era um port que deixou a desejar. Desde então a Microids resolveu utilizar a base do primeiro jogo e criar o segundo jogo pensando no console. E agora, uma ano após o lançamento de Gear.Club Unlimited 2, temos a Porsche Edition que traz ainda mais conteúdo ao jogo.

Vamos correr pelo mundo

Aqui tanto Gear.Club Unlimited como Gear.Club Unlimited 2 tem a mesma interface. Você escolhe a divisão que vai correr, compra um carro que atenda os pré requisitos dessa divisão e corre o campeonato proposto.

De certa forma isso me lembrou um pouco Gran Turismo, que antigamente seguia exatamente essa vida. O jogo possui diversas categorias e te entregará dezenas de pistas tendo corridas em montanhas com e sem neve, florestas, deserto, cidades e por aí vai.

Assim como no passado temos diversas montadoras participando do jogo. Você não verá centenas a milhares de carros como em Forza ou Gran Turismo, mas existe uma boa quantidade. Algo que achei legal, é que dependendo do carro a dirigibilidade é diferente e você terá que se adaptar a ela.

Um destaque que posso fazer durante as corridas e campeonatos, é que: alguns personagens irão aparecer e fazer comentários antes da corrida como se fosse um modo história. Não é nada intrusivo ou chato e chega a ser uma boa adição.

Sua oficina igual ao primeiro jogo

Para evoluir seu carro em Gear.Club Unlimited 2 terá que ganhar dinheiro nas corridas e ai melhorar partes do motor, suspensão, freio e mais. Isso é feito de forma igual para todos os jogos de corrida.

Porém, o que temos aqui é uma oficina em que você monta ela do seu jeito. É possível colocar seções de upgrade específicos no lugar em que você quiser. Isso não muda a forma do gameplay de forma alguma, mas tem uma oficina única que montará do seu jeito.

Claro, quem já jogou o primeiro jogo se sentirá em casa aqui, pois não mudou nada.

Gráficos e gameplay duvidoso

Agora vou falar dos problemas de Gear.Club Unlimited 2. Primeiro, o jogo não impressiona graficamente em nada. Ele é bonitinho, mas parece que é um jogo da geração passada. Com tudo o que já vi no Switch, é certo que eles poderiam fazer algo melhor.

Aqui temos carros bem feitos, mas sem nenhum destaque. É até possível visualizá-los fora das pistas e eles tem seu realismo. Mas dentro das pistas, temos muita simplicidade para todos os lados. Árvores com baixa resolução, montanhas simples demais, sombras que demoram para renderizar e etc.

Por exemplo, o jogo Xenon Racer, também feito para o Switch, tem o que eu acho que são gráficos ideais para um jogo de corrida no híbrido da Nintendo. Meu ponto é, Gear.Club Unlimited 2 poderia ter sido visualmente muito melhor!

Já a segunda crítica vai para sua física. Verdade seja dita, eu achei a física muito melhor que o primeiro jogo (na verdade eu simplesmente me arrependi de ter comprado o jogo para Switch). Embora durante a corrida seja interessante controlar o carro e aprender a controlá-lo, ao bater em qualquer coisa, seu carro vira uma caixa de papelão desenfreada. Ele simplesmente é jogado para qualquer canto.

Ou seja, você ao invés de se preocupar em correr, irá se preocupar em não bater em absolutamente nada, inclusive nos seus adversários para não sair rodando que nem um peão. Felizmente existe a função de poder retornar no tempo e tentar de novo o mesmo trecho (igual Forza Horizon).

Conteúdo da Porsche Edition

A grande novidade desse re-lançamento é obviamente o conteúdo adicional da Porsche. Em questão de carros, veremos cerca de três novos Porches (718 Type 982 Cayman GT4, 911 Type 992 Carrera e 911 Turbo Type 930). Além disso teremos um campeonato exclusivo que é dividido em três temporadas com cada um contendo 6 corridas.

Embora a adição de novas pistas e carros seja algo muito positivo, eu tenho uma crítica a fazer sobre este modo. Você começa com um carro inferior a todos e deverá conseguir a melhor posição possível. Essa posição lhe dará melhorias e fará com que seu carro fique mais poderoso para a próxima tentativa do campeonato e não na próxima corrida.

Achei um erro o jogo e limitar ao invés de te dar liberdade para evoluir o carro corrida a corrida. Ou seja, para zerar esse modo, é necessário correr pelo menos duas vezes cada campeonato.

Gear.Club Unlimited 2: Porsche Edition

Visual, ambientação e gráficos - 6.5
Jogabilidade - 5
Diversão - 6
Áudio e trilha-sonora - 7

6.1

Compre se estiver carente por jogos de corrida

É indiscutível que Gear.Club Unlimited 2: Porsche Edition evolui a fórmula do primeiro jogo e acrescenta mais carros e novidades. Porém, vê-se que faltou um pouco de carinho e atenção na hora dos gráficos e em sua jogabilidade. Esta última, sendo a parte mais importante do jogo, está bem melhor se comparado com o primeiro jogo, mas possui problemas cabais ao bater nos adversários e/ou em obstáculos.

User Rating: Be the first one !

Leonardo Coimbra

Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.
Botão Voltar ao topo
Fechar