Análise: Praetorians HD Remaster é mais um jogo RTS dos anos 2000

A onda dos jogos de estratégia nos trouxe mais uma pérola

No início dos anos 2000 uma onda de jogos de estratégia foram lançados, dentre eles, Praetorians. Grande parte dessa febre pelo gênero RTS veio por conta dos jogadores procurarem meios de se divertir com os amigos em lan-houses. Também, como o mercado não oferecia experiências tão diversas, com o sucesso da série Age of Empires, diversas outras empresas resolveram tentar a sorte desenvolvendo jogos similares.

Para ser mais exato, em 2003 foi lançado Praetorians. Um jogo tático, com gráficos em 3D e mecânicas que faziam a jogabilidade exigir um nível a mais de estratégia dos jogadores. Desenvolvido pela Pyro Studios, já conhecida pela série Commandos, o jogo proporcionou a vivência de combates entre romanos, egípcios e bárbaros em meados de 50 a.C. Agora, em 2020, foi lançada uma versão remasterizada do jogo chamada Praetorians HD Remaster. Com isso fica a dúvida: Será que era necessário reviver essa pérola dos RTS?

O que é Praetorians?

O jogo possui basicamente dois modos: Campanha e Combate. O primeiro apresenta as mecânicas presentes no jogo, e define toda a ambientação do mesmo. Nela, vivem-se diversos marcos da história de Júlio César em combates contra os helvécios, em torno de 60 a.C., com passagens contra os egípcios, gauleses e celtas, e terminando na Batalha de Munda, que ocorreu em 45 a.C. Ao todo são apresentadas 20 missões (mais 4 missões de tutorial), cada uma delas apresentando uma cinemática (a qual não foi remasterizada).

Praetorians

Já o modo Combate permite aos jogadores enfrentar até 7 oponentes em uma partida. Esses inimigos podem ser jogadores ou CPUs, e ficam disponíveis para a escolha três civilizações diferentes: Egípcios, Romanos e Bárbaros. Cada civilização possui personagens, arquitetura e habilidades diferentes, aumentando a necessidade de planejamento para que se escolha um time que agrade ao jogador.

Agora vai começar o combate

A principal diferença do jogo em relação aos outros games do gênero se encontra nas mecânicas e a abordagem ao estilo RTS. A fim de proporcionar uma experiência marcante, Praetorians tem seu foco na construção de tropas e gerenciamento das mesmas. Por conta disso, podem ser construídas guarnições militares, torres de arco-e-flecha e pontes. Não é necessário um gerenciamento tão aprofundado de recursos, fazendo deste um jogo focado em combate e estratégia militar.

Praetorians

Mas não se engane ao pensar que o gerenciamento tático é menos complexo que o de recursos. Dentre os fatores pelos quais deve-se atentar para que vença seus inimigos, os jogadores precisam possuir uma boa visão do cenário, visto que as tropas não possuem visão de lugares mais altos ou cobertos por florestas; Conhecer as tropas as quais está enviando às lutas, visto que existe um sistema “pedra-papel-tesoura” onde arqueiros, lanceiros e cavaleiros possuem fraquezas e vantagens;

Variações entre tipos de tropas, onde cada tropa possui diferentes formas, sejam elas montadas em cavalos, com grandes armaduras ou com armas mais fortes, tornando-as mais lentas, mais rápidas ou mais poderosas em troca de diminuições em seus atributos; E por fim, vale ressaltar que os personagens possuem habilidades específicas, que permitem desde curar outras tropas a conceder visão de áreas mais distantes e até atirar armadilhas para que os inimigos não consigam escapar.

Gráficos repaginados

Um dos grandes destaques da versão HD Remaster veio por conta de, além de reviver os servidores do jogo, pela atualização gráfica e texturas melhores. E realmente, o jogo foi repaginado para tornar-se mais agradável aos padrões atuais da indústria. No entanto, as cutscenes chegam a ser dolorosas de se assistir, pelos seus modelos 3D extremamente datados, assim como as animações das tropas in-game.

Praetorians

Também, o controle de câmera não beneficia o jogador, colocando os personagens muito próximos à tela e não permitindo aos jogadores darem um zoom out para que possam analisar melhor o cenário. Dentre as opções do controle de câmera, é apenas possível alinhá-la verticalmente, colocando-na mais próxima às tropas ou a alternar para que esteja diretamente acima dos personagens.

Praetorians: Nostalgia ou obra-prima?

Praetorians não foi um jogo que marcou minhas jogatinas no início dos anos 2000. Porém, ao experienciá-lo quase 20 anos depois de seu lançamento, ficou claro o porquê de uma remasterização ser desenvolvida. O conceito de RTS com foco no combate faz com que a experiência seja revolucionária para a época, e com certeza conquistou diversos fãs no caminho. O grande problema é que, assim como diversos outros jogos do gênero que vêm recebendo remasterizações, não são adicionados conteúdos que justifiquem um relançamento, e a jogabilidade acaba ficando datada.

Por conta disso, Praetorians HD Remaster é um jogo que merece destaque, não por conta de sua remasterização, que consiste em pequenos detalhes sendo refeitos para alcançar um padrão bom (mas não especial), mas sim por trazer uma pérola, que deve ter passado despercebida por diversos fãs do gênero RTS, aos holofotes. No entanto, aqueles que não se interessem muito pelo gênero (ou não entendam inglês), não perderão muito ao deixar o jogo passar.

Praetorians HD Remaster

Visual, ambientação e gráficos - 7
Jogabilidade - 6.5
Diversão - 7
Áudio e trilha-sonora - 6.5

6.8

Fãs de RTS devem gostar

Praetorians HD Remaster repagina um jogo bastante inovador para o gênero RTS nos anos 2000. Com foco no combate e não no gerenciamento de recursos, o jogo traz uma nova visão estratégica às partidas de até oito jogadores!

User Rating: Be the first one !

Nicolas Togashi

Graduado em desenvolvimento de jogos e aficionado por essa mídia, perde mais tempo jogando do que efetivamente utilizando a graduação para alguma coisa. Ama RPGs, e se esforça para ser um bom aliado nos jogos online.
Botão Voltar ao topo