Análise: Dawn of Fear e a carência de jogos estilo Resident Evil

Com potencial de se tornar um novo concorrente, Dawn of Fear se afoga em bugs e glitches

Dawn of Fear foi desenvolvido pelo pequeno estúdio espanhol Brok3nsite e está disponível exclusivamente no Playstation 4 através do programa PS Talents. O jogo tem referências diretas a jogos dos anos 90, como: Resident Evil, Alone in The Dark e Silent Hill. Qualquer um que tenha se divertido com esses jogos no passado se sentirá em casa, aqui em Dawn of Fear.

Em Dawn of Fear você controla um homem chamado Alex, que após uma vida trágica e complicada, recebe uma carta dizendo que precisa ir até sua antiga casa – já que seus familiares morreram e sua madrasta está internada em um hospital psiquiátrico.

Quer homenagem mais legal?

Dawn of Fear tem todos os elementos de um bom Survival Horror

Por se tratar de um jogo indie, sem investimentos monetários absurdos (sabemos do investimento de vida e tempo de seus desenvolvedores), logo que começamos o jogo temos dois sentimentos bem distintos: “Nossa, um jogo como os clássicos, não vejo a hora de ver no que isso vai dar” e “Por quê tão retrô? E essas quedas de FPS?”. E são estes mesmos sentimentos que vão perdurar por toda sua jogatina em Dawn of Fear.

O jogo possui câmera fixa angulada, uma mira fixa com três alturas para escolher (onde só uma delas funciona de fato), um inventário bem generoso de espaço e vários papeis, livros e diários para serem lidos. Tudo muito ligado e parecido com os jogos clássicos citados anteriormente. Isso está longe de ser um problema, já que tudo isso contribui para o melhor sentimento do jogo: a nostalgia.

Leia também:

Outra coisa constante no jogo são os puzzles! Quem jogou jogos do gênero verá grandes referências remodeladas – e isso é demais! Aqui temos puzzles usando xadrez, estátuas, um que devemos acertar a carga certa de energia para ligar uma máquina e etc. Ainda sobre os quebra-cabeças do jogo, não posso de mencionar sua dificuldade na questão da exploração. Já que nem sempre o jogo deixa claro o que precisa ser feito (sim .. estou falando do momento que você deve tirar a chave da mão da estátua!). Eu não tive grandes problemas já que tenho uma vasta experiência em jogos deste estilo, então se uma parede ou um item tinha algo a me dizer, eu lia com atenção e tentava entender o que poderia ser feito (vide o puzzle das estátuas na biblioteca).

O jogo possui uma boa e moderna trilha-sonora que embala muito bem seus momentos. Tocando músicas de suspense e de ação/tensão durante os momentos mais corridos do jogo. Você consegue ouvir inimigos através de paredes e portas e sabe dizer quando algo está se aproximando. Um bom trabalho do Studio nesse ponto!

Além disso, apesar de não termos a opção de ajustar a dificuldade, o jogo possui uma dificuldade elevada para a média de jogadores e saves limitados. Aqui você encontrará save-points através de velas que podem ser acendidas em certos pontos do mapa.

Os problemas técnicos de Dawn of Fear

Tudo que este jogo traz de nostalgia ele carrega de bugs e glitches. Devo dizer que até agora nenhum deles me impediu de prosseguir em meu save, mas se você der uma olhada em nossos gameplays/lives verá que alguns acontecem com alguma frequência. Antes de começar a parte ruim, quero dizer que entramos em contato com a empresa e sua equipe de relações públicas e, felizmente, os desenvolvedores já estão trabalhando em um patch de correção para o jogo! Obrigado, BroK3nsite, por toda a atenção e parceria!

Como dito anteriormente, de cara percebe-se que o jogo precisava de mais polimentos em seus gráficos e uma otimização em sua performance. O primeiro nem me afeta tanto (diversão vale mais que gráficos), porém, os problemas de performance podem se tornar bem expressivos em alguns momentos. Certa vez me senti em um comercial do Max Steel, de tão baixo que o FPS chegou.

Outra coisa que me irritou um pouco até me acostumar foi a mecânica de tiro e “hitbox” do jogo (para quem não conhece o termo hitbox, entenda como o espaço em torno do inimigo que você precisa acertar para dar dano). Muitas vezes eu tinha certeza que estava mirando em um zumbi e minha bala passava direto, as vezes até mesmo quando ele já estava quase que cheirando meu pescoço. O jogo possui uma ajuda de mira (aim assist), mas para isso funcionar você já deve estar mirando um pouco na direção do inimigo. Além disso, se o mesmo se movimentar você precisa soltar o L2 e apertar de novo – pois esse leve movimento já será o suficiente para o hitbox sair da sua mira e você perder sua bala (e vocês sabem como uma bala é preciosa em um Survivor Horror, não é mesmo?!).

Além disso, tivemos problemas de itens não serem usados nos locais que de fato deveriam ser usados. Vezes o item era usado, sumia do inventário e nada acontecia. Você pode ver isso acontecendo em nosso gameplay, na porta com as correntes, no meio de uma live. Os desenvolvedores soltaram uma mensagem no Twitter falando que a maioria desses problemas podem ser resolvidos fechando o jogo e abrindo novamente. Em nossas horas no jogo isso de fato resolveu o problema.

Não vejo a hora desse patch chegar! Outro erro constante é que as vezes um inimigo precisa te dar três ou quatro ataques até te matar e outras vezes um único ataque já é Game Over. Eu não sei se isso é um erro no dano dos inimigos ou um erro na demonstração de vida do jogo. Após levar dano as páginas do seu inventário vão ficando vermelhas e seu personagem começa a mancar. O problema é que as vezes nenhum dos dois está crítico e uma única mordida ou ataque te leva a voltar para seu último save (Has Muerto!).

Tantos problemas e continuo jogando

Em uma breve conclusão: Dawn of Fear é bom? Sim! Me diverti muito jogando, fazendo lives e me pego durante o dia pensando no jogo e em como fazer diferente algumas coisas. Você deve sair dessa análise correndo e comprá-lo? Para a grande maioria dos jogadores a resposta é: Não.

Porém, se você viu o potencial que eu vi em Dawn of Fear e quer ajudar seus talentosos desenvolvedores a melhorar o jogo e seguir em diante com novas criações, demonstrando assim que jogos de Survival Horror ainda possui seu público, compre o jogo! (Link para a PS Store)

Nos vemos após o patch de correção!

Dawn of Fear

Visual, ambientação e gráficos - 6
Jogabilidade - 6
Diversão - 7
Áudio e trilha-sonora - 7
Performance e Problemas Técnicos - 4

6

Grande potencial

Com um grande potencial, horas de diversão, com uma boa dificuldade e afogado em problemas técnicos, Dawn of Fear demonstra o potencial da Brok3nSite e do gênero Survivor Horror. O jogo tem referências diretas com os jogos clássicos do estilo e merece sim sua atenção. Estou esperando ansioso pelo patch de correção para falar mais sobre Dawn of Fear e jogá-lo novamente.

User Rating: Be the first one !

Bruno Degering

Gamer há tanto tempo que usa consoles como referência cronológica para lembranças de sua vida. Amante de Mega Man, Resident Evil e Warcraft. Se gaba por ter zerado Battletoads aos 9 anos mas abandonou Bloodborne com 26.
Botão Voltar ao topo
Fechar