DOOM 64 é um excelente bônus para DOOM Eternal

Mais um DOOM clássico disponível

DOOM 64 foi originalmente lançado exclusivamente para o Nintendo 64 na década de 90. Agora com o lançamento do mais novo DOOM Eternal, DOOM 64 vem como um excelente bônus para o excelente shooter.

Tendo a possibilidade de jogar DOOM 64 nos consoles, faz com que tenhamos hoje todos os DOOM já feitos (uma ótima geração para os fãs do jogo). Depois do lançamento de DOOM 2016, os consoles atuais receberam ports do DOOM original, DOOM II e DOOM III.

DOOM 64, um jogo mais simplista

Verdade seja dita, não tenho muito o que falar de DOOM 64. Isso porque ele segue as mesmas características de DOOM I e II. Pelo fato do Nintendo 64 ter sido um console poderoso e focado no 3D, é claro que o jogo é visualmente melhor que DOOM I e II – Isso sem considerar que ele recebeu melhorias para essa versão.

Algo que pude ver de interessante é que as fases foram feitas em modelagem 3D e seu game design era constituído por labirintos, mudanças de design e ilusões óticas. No mais, o jogo segue o mesmo padrão e inimigos de seus antecessores.

Ele continua com uma jogabilidade rápida (e a 60 FPS) e, de certa forma, achei ele fácil. Como não existia uma mira na época, basta apontar para o inimigo e atirar que o tiro vai atingi-lo. Isso é curioso, pois em DOOM II o jogo era bem mais difícil.

Sobre a música, ela não é tão agressiva como a franquia está acostumada, mas é mais focada nos ambientes. Ela te deixa tenso por diversos momentos e é mutito bem feita. Mas não espere um Rock que te faça ficar pulando por aí.

Com relação a história, é a mesma de sempre. Um marine está em uma estação da UAC e os demônios estão saindo do inferno. Cabe a você matá-los e manter-los lá.

DOOM 64 é um bom bônus

Sendo muito honesto, o jogo não vale a pena para ser comprado nos dias de hoje. Ele é sim divertido e bem feito (para a época) e trazia algumas inovações. Mas não vi nada demais que vá valer a compra de forma separada. Mas como um bônus à compra de DOOM Eternal ele é extremamente bem-vindo. Em especial por possuir uma nova fase após zerar o jogo.

Leonardo Coimbra

Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.
Botão Voltar ao topo
Fechar