Análise: MK11: Aftermath expande a história da nova geração

História estendida de 2 horas, novos personagens e mais.

MK11: Aftermath chega trazendo várias novidades ao jogo original. Temos aqui um update grátis com melhorias e adições para todos que possuem Mortal Kombat 11 e ainda mais conteúdo para aqueles que tiverem a disponibilidade e condição de pagar por sua expansão, com uma história estendida e três novos personagens para sua coleção. Confira as novidades e o que achamos de Aftermath.

Mortal Kombat 11 é, sem sombra de dúvidas, um dos jogos mais importantes de luta dessa geração e para a franquia. Sua campanha não só deu um salto cinematográfico desde seus lançamentos anteriores, como também trouxe uma customização e um conteúdo solo que falta em quase todos os jogos atuais. Mesmo lotado de conteúdo, Aftermath chega para aumentar ainda mais a profundidade da complexa viagem no tempo de Mortal Kombat 11.

(Sem Spoilers) A história estendida de MK1: Aftermath

O jogo recomeça no exato momento que a campanha do jogo original termina. Liu Kang é interrompido por Shang Tsung, junto com o Deus do vento Fujin e o xamã indígena Nightwolf, o trio impede Liu Kang de seguir com seus planos de reconstrução com o aviso de que eles precisam voltar no tempo, de novo, para consertar um problema temporal ou coisa do tipo (Já percebeu que toda viagem do tempo dá problema e as pessoas precisam voltar?).

A campanha tem cinco capítulos e um tempo de duração de duas horas (por aí) e faz com que o jogo seja visto até mesmo como um longa metragem. Além disso, temos como protagonistas principais os cinco personagens de Mortal Kombat que foram introduzidos em MK11 como conteúdo pós-lançamento: Shang Tsung, Nightwolf, Sindel, além de Fujin e Sheeva.

As lutas são muito bem feitas e faz com que, as vezes, você prefira mais assistir do que jogar (ainda mais quando você não sabe jogar bem com o personagem que vão te colocar). Apesar de poder ser jogado em português, eu optei por jogar minha campanha em inglês para apreciar o trabalho de Cary-Hiroyuki Tagawa, o Shang Tsung do filme original de Mortal Kombat, que emprestou sua voz e rosto para reviver o vilão em MK11.

Para mim, a atuação do Tagawa foi o ponto alto da expansão e vale todo o investimento de um fã da franquia e saga de Mortal Kombat. O conhecimento que tem do seu personagem, e dos outros personagens, faz toda as falas e entonações casarem perfeitamente com a situação e história passada. Com animações e expressões faciais perfeitas, junto com o timbre divertidamente maléfico e sagaz de sua voz, ajudam a realmente acertar momentos importantes para a trama – ver seu comportamento perante a fala de outros personagens é algo único e um acerto enorme por parte da NetheRealm.

Não vou falar do final, mas vou dizer que existem dois e que o jogo salva logo antes da decisão de jogar com um personagem ou outro, então, após seu primeiro final, não esqueça de voltar para o ver o outro lado.

Novos personagens em MK11: Aftermath

Outro conteúdo incluído na expansão Aftermath são três novos personagens, já mencionados aqui: Sheeva e Fujin e Robocop clássico (graças à Odin).

Sheeva é uma lutadora com golpes fortes que tiram uma boa parte da vida do adversário. É um daqueles personagens com combos mais lentos, graças as suas animações pesadas. Possui bons Kombos e, se utilizando da barra de bônus de ataque, pode derrotar qualquer um rapidamente. Além disso, ela possui o clássico pulo para cima (só colocando pra baixo e pra cima no direcional) no qual ela some da tela e cai em cima do adversário.

Fujin foi o personagem que mais se encaixou no meu estilo (inclusive estou com ele como meu principal no online), um personagem incrivelmente único e com golpes e comandos mais clássicos (para a galera do fliper). Ele é excelente no controle de espaço com parafusos de vento, paredes de vento, chutes giratórios no ar e ataques de médio alcance com sua espada. Encaixou como uma luva na minha memória muscular, assim como Sindel, no passado.

Robocop, por outro lado, não é nada do meu estilo (apesar de ser muito legal a arte e animações). Ele é um personagem que parece ter que se manter afastado do oponente e trabalhar em cima dos contra-ataques, isso graças as suas opções de projéteis e repulsões. Um estilo que se alinha com o personagem, já que ele é extremamente pesado e lento. Pode ser que ele seja uma boa opção para você que é bom em ler os movimentos de seu oponente. Com certeza ele tem seu valor apesar de eu não conseguir tirar todo o seu proveito.

E o que vem de graça para todos?

O lançamento de Mk11: Aftermath também traz uma grande atualização gratuita que adiciona novos finalizadores de Brutality para todos os personagens, novos estágios, além da introdução dos Stages Fatalitys. Mas o Friendship com certeza, é a adição mais significativa no geral. Ao invés de acabar com seu oponente de maneira violenta, cada personagem agora tem a opção de mostrar seu lado lúdico com performances bizarras. Umas são melhores que as outras e você com certeza terá sua preferida.

Friendship, novos estágios e novos finalizadores estão disponíveis gratuitamente para os proprietários de Mortal Kombat 11. Sendo assim, o conteúdo exclusivo de Aftermath são os capítulos adicionais da história e os três novos personagens citados.

MK11: Aftermath está disponível para Xbox One, PlayStation 4, Switch e PC.

Confira aqui o nosso parceiro Big Boy Games e use o cupom ULTIMAFICHA para ganhar um desconto adicional!

Essa análise segue nossas diretrizes internas. Clique aqui e confira nosso processo de avaliação.

Mortal Kombat 11: Aftermath

Campanha - 9
Novos personagens - 8
Diversão - 8.5
Custo-benefício - 6.5

8

Ótimo

MK11: Aftermath é um belo bônus para aqueles que queriam um pouco mais da história. Agora com, seu ponto alto, Shang Tsung. O personagem rouba a cena e se torna o único motivo para essa história adicional existir. Os três novos personagens são adições muito interessantes mas cada um tem um estilo muito diferente e nem todos irão se tornar seus novos favoritos. Com um preço um pouco alto para uma DLC, Aftermath pode ser apreciado agora pelos fãs ansiosos e a idéia pode ser esperar por uma promoção, pode ser a melhor para os demais. Para que não tem o jogo base, a Komplete Edition é a escolha certa e com melhor custo benefício!

User Rating: Be the first one !

Bruno Degering

Gamer há tanto tempo que usa consoles como referência cronológica para lembranças de sua vida. Amante de Mega Man, Resident Evil e Warcraft. Se gaba por ter zerado Battletoads aos 9 anos mas abandonou Bloodborne com 26.
Botão Voltar ao topo
Fechar