Análise: Logitech G603, menos gamer e mais office

Logitech G603 é pesado, usando duas pilhas AA mas com opções de pareamento por adaptador wireless ou bluetooth

Em 2020 quando você pensa em um mouse gamer sem fio, quais são as principais características que te vem a cabeça? Bateria recarregável de longa duração, conexão USB-C, iluminação RGB, adaptador wireless com o mínimo de delay e uma aparência gamer agressiva. Certo? O Logitech G603 é o oposto, contando com alimentação por pilhas, conexão bluetooth (também pode ser conectado via adaptador wireless), sem RGB e com um design mais de escritório.

Lançado originalmente em 2017, o Logitech G603 pode parecer defasado se você olhar o paragrafo anterior. Mas será que todas as decisões tomadas no G603 são erradas? Será que todas elas impactam negativamente em seu desempenho?

DESIGN, PEGADA E CONFORTO

Se você leu nossa análise do G703 vai perceber que o G603 é praticamente igual no que tange o formato e ergonomia. Tirando as cores e o RGB, ele tem a mesma carcaça curvada do G703. Isso faz com que o Logitech G603 seja outro mouse exclusivo para destros, assim como o G703 e diferente do G Pro que tem um formato neutro para todos.

Pessoas com a mão um pouquinho maior e com pegada claw irão senti enorme conforto ao utilizar o mouse por longas horas de trabalho ou jogatina. Além do tamanho ele possuí um formato mais anatômico e não simétrico, diferente do G Pro. Para destros, esse formato mais elevado no indicador esquerdo e mais baixo no dedo médio, faz com que sua mão fique ligeiramente inclinada, numa posição mais natural para o corpo. Igualmente ao G703, temos botões laterais muito semelhantes.

Aonde ele destoa do G703 é no peso. Por usar pilhas, e também pelo design interno ser todo diferente para isso, o G603 é consideravelmente mais pesado que o G703. Isso atrapalha e muito para jogos onde você precisa deslizar o mouse com rapidez, como jogos de FPS. Os materiais empregados na carcaça também são diferentes, não tendo o prazeroso plástico emborrachado nas laterais do G703, que traziam uma segurança na pegada e conforto muito grandes. Por fim, RGB não faz parte do design, sendo o logotipo da Logitech em prateado a única coisa que brilha no mouse.

Na parte inferior do mouse você tem um switch onde você pode desligar o mouse ou ligá-lo em duas posições, high e low. Estas posições irão influenciar seu desempenho e a duração de bateria, mas falarei mais sobre isto abaixo.

DESEMPENHO

Assim como toda a linha atualizada de mouses gamers sem fio da Logitech, o G603 possui tecnologia LIGHTSPEED e sensor HERO, tecnologias que possuem os melhores desempenhos do mercado. Por si só, ter estas tecnologias embarcadas já faz do Logitech G603 um mouse sem fio diferenciado. Mas aqui o desempenho fica bem dividido.

Para os acostumados com mouses mais leves, principalmente quem ainda usa mouses gamers com fio, o baque para usar o Logitech G603 será grande. Seu peso fica muito acima dos demais competidores, grande parte por sua alimentação ser via duas pilhas AA. Estas pilhas tem um lado positivo, podendo ter duração de até 18 longos meses sem precisarem de troca. Este número vai variar de acordo com o perfil que você usará através da chave seletora na parte de baixo do mouse.

Se colocado em high, o mouse terá um tempo de resposta de 1ms, perfeito para jogar. Se colocar em low, ele terá 8ms de atraso, mais do que suficiente para tarefas que não necessitam de extrema precisão, como navegar na internet, editar arquivos do pacote Office e por ai vai. Mudar esta seleção para low quando não é necessário estar em high faz com que a duração das pilhas seja praticamente máxima.

Outro diferencial frente aos demais mouses gamers da própria marca é a conexão via bluetooth. O usuário tem duas opções, usar o tradicional adaptador wireless de 2.4GHz ou a conexão via bluetooth. E é aqui que eu considero o G603 uma excelente opção para trabalho ao invés de jogos.

Por ser mais pesado, ideal para movimentações mais curtas, mais de um tipo de conectividade para usar simultaneamente em mais um um dispositivo, pelo design mais escritório, sem RGBs e outras firulas, o Logitech G603 se torna uma excelente opção para seu trabalho no dia a dia. Não que seja ruim para jogos, longe disso, mas existem opções melhores e mais provável dentro do portfólio da Logitech.

CONCLUSÃO

Difícil conclusão pois envolve gostos pessoais e suposições, mas vamos lá. O Logitech G603 nada mais é do que um G703 com combustível e interior diferente. Bem mais pesado e usando pilhas ele pode afastar diversos jogadores, ainda mais os de FPS ou jogos que demandam flicks e muita movimentação. Mas, que fique claro, ele possuí excelente desempenho e precisão, assim como todos os Logitechs LIGHTSPEED com sensor HERO que já passaram por aqui.

Por conta de seu design mais discreto, pilhas com curação de 18 meses e maior peso, tive um uso muito mais gostoso com ele no meu trabalho, planilhando no Excel, respondendo emails e mexendo nos softwares da empresa. Para trabalho eu acho essencial o mouse ser mais pesado e robusto, tanto que uso diariamente o fabuloso MX Master 3.

Na data de publicação desta análise era possível encontrar o Logitech G603 partindo dos R$369,00 em grandes varejistas. O valor não é pouco para um mouse de trabalho ou de games, mas é muito atrativo se você quer ter um 2 em 1. Por exemplo, em casa usando o adaptador wireless na opção high para jogos e levando ele para o escritório para ser usado via bluetooth na posição low. É uma combinação e tanto!

NÍVEL DE RECOMENDAÇÃO: OURO

Pedro Nogueira

Formado em Administração e em GunZ: The Duel. Rei dos FPS e o Toretto dos jogos de corrida no site. O nerd/entusiasta do PC Master Race, responsável por análise de periféricos e hardware. Quebra um galho de streamer lá na twitch.tv/ultimaficha.
Botão Voltar ao topo
Fechar