Preview: Marvel’s Avengers é a surpresa do ano

Beta nos divertiu mais do que poderíamos imaginar

Tivemos acesso antecipado ao beta que todos os jogadores que compraram Marvel’s Avengers terão em breve e as impressões foram as melhores possíveis.

A beta que tinha cerca de 4 horas de conteúdo nos tirou de um estado de curiosidade sem multa empolgação, para ser um dos must buy do ano – e já formando equipe para o lançamento do jogo.

Confiram abaixo nossa prévia do jogo e Avengers, Assemble!

Marvel’s Avengers apresenta os inumanos

A breve história que nos foi apresentada na beta começa com o trailer/gameplay que foi apresentado na E3 2019 onde os vingadores são surpreendidos durante uma exibição e tudo da errado, culminando na morte do Capitão América.

A partir dai o jogo avança um tempo apresentando os inumanos e a empresa A.I.M. assume protagonismo prometendo ajudar todas as pessoas que foram afetadas por essa condição e foram transformados em inumanos através do misterioso gás liberado durante a tragédia conhecido como dia A.

Já controlando Kamala Khan (Miss Marvel), você está com Bruce Banner (Hulk) em uma floresta tentando achar um antigo arquivo de uma base do Tony Stark, que faliu. Lá vocês esperam encontrar o antigo HD de Jarvis para ter acesso a todo seu conhecimento e achar os Vingadores e trazer a velha banda de volta.

A parte da história acaba aí, mas já temos um gosto do que está por vir com diversos seres poderosos, uma mega corporação do mal e um grupo de Super Heróis quebrados. Algo que dá a entender é que, Kamala funcionará como uma espécie de personagem principal da história que tentará juntar o grupo de heróis, tentando mantê-los unidos.

Aqui vai um destaque para a dublagem em português que está muito boa, assim como a animação da Kamala que embora tenha uma grande responsabilidade, ela diversas vezes age genuinamente como uma fã do grupo.

Um “Destiny” com Skin de Heróis e mais divertido

A Square já havia falado que Marvel’s Avengers seria um jogo cooperativo, mas até então não tínhamos uma ideia clara de como isso funcionaria. Após jogar o beta, podemos ver que o jogo se inspira muito em jogos como Destiny, porém melhorando a fórmula e trazendo mais coisa.

Ao começar o jogo você verá que seu personagem tem um nível tradicional assim como um nível de poder. A medida que for matando os inimigos, chefões e concluindo missões, irá subir de nível. A cada novo nível você receberá um ponto para ser gasto em sua árvore de habilidade que dará melhorias no ataque fraco, ataque forte, habilidades e outros.

Temos ainda o nível de poder, que é mais importante a curto prazo. Ele é impactado por seus equipamentos e raridades: quanto maior a raridade do item, maior serão os atributos e benefícios passivos que receberá, assim como o número de upgrades que poderá fazer nesses itens. Ao longo de nossa experiência com o jogo, recebemos inúmeros equipamentos e estávamos constantemente aumentando o poder de nosso personagem.

Um rápido detalhe sobre os equipamentos, é que eles podem ser das indústrias Stark, Pym ou então Shield. Cada um dos sets terá um foco específico tanto nas habilidades passivas como na vida, ataque a curta distância ou a longa distância.

As similaridades com Destiny não acabam aí. Você terá acesso a um HUB principal onde poderá escolher missões em diversas áreas do jogo. Essas missões poderão ser curtas (como dentro de um laboratório por exemplo), ou então missões mais longas onde poderá explorar parte do mundo e terá que fazer diversas ações secundárias e para concluir a missão. Ao explorar essa parte da região, será possível encontrar inimigos mais fortes, eventos, resolver puzzles e mais atividades.

Independente de ser uma missão curta ou longa, diversas vezes você deverá defender um ponto específico, ficar segurando bases (no melhor estilo COD), deverá matar uma mob de inimigos ou então destruir equipamentos apontados no mapa. As missões mais curtas trarão um sentimento de preciso upar no jogo enquanto as missões maiores são completas e bem mais interessantes.

O jogo ainda conta com um sistema de missões diárias x missões semanais onde ganhará pontos de habilidades e dinheiro in game para liberar roupas e colecionáveis. Inclusive, se prepare para desbloquear dezenas de roupas inspiradas em diversos momentos de seus personagens favoritos em toda a história dos quadrinhos.

Cada herói é único em Marvel’s Avengers

Possivelmente o maior destaque de Marvel’s Avengers é como os heróis são únicos. A mobilidade é diferente, os ataques variam de curta, média e longa distância. É muito prazeroso você experimentar cada personagem por horas até escolher seu favorito, além de montar com seus amigos o “time dos sonhos”.

É extremamente divertido você ver o Iron Man voando enquanto o Hulk dá saltos gigantes pelo cenário. Já tanto a Kamala como a Viúva Negra conseguem chegar a plataformas mais elevadas no cenário e descobrir segredos ou então ajudar com mais facilidade a resolver puzzles.

Pelo que pudemos experimentar na beta segue o que descobrimos de cada herói:

  • Hulk – Personagem no estilo tanque com grande vida e ataque a curta distância e de área. Ultimate: Um bater de palmas que manda os inimigos para longe além de dar dano;
  • Iron Man – Personagem de média distância com grande mobilidade pelo cenário. Para equilibrar o personagem, é necessário atacar os inimigos fisicamente para recuperar a energia e poder atacar de longe Ultimate: Hulk Buster;
  • Miss Marvel – Personagem de grande mobilidade e média distância. Ela além de ser ofensiva tem a habilidade de recuperar a vida do grupo: Ultimate: Aumentar de tamanho e possibilidade de dano em área.
  • Viúva Negra – Personagem mais técnica de todas tendo ataque de curtíssima distância. Dentre suas habilidades ela pode paralisar temporariamente os inimigos com um choque e pode deixar o grupo invisível por um período. Ultimate: Ela fica bufada por um tempo com um bastão que da mais dano aumentando sua velocidade.

Gráficos e animação

E para fechar esta análise prévia da beta fechada de Marvel’s Avengers, vamos falar dos gráficos e da ambientação. Vale dizer que jogamos o beta fechado e já passamos nosso feedback de bugs e glitches para a Square. A beta aberta para os que compraram o jogo já terá melhorias e certamente veremos ainda mais delas até o lançamento do jogo.

De um lado temos personagens MUITO bem feitos e bonitos. Eles estão extremamente detalhados e é muito legal todo o cuidado que a Crystal Dinamics teve com seus modelos e roupas adicionais. Como jogamos no PS4 Pro, é possível escolher entre a opção de foco nos gráficos em 4K ou então a opção de estabilidade com maiores frames.

Como gravamos parte do gameplay, jogamos tanto no máximo a 4K com HDR e aos tradicionais 1080p. A diferença na questão dos detalhes e efeitos é notável e senti muita falta de voltar ao máximo na qualidade visual. Esse é um jogo que tanto HDR como 4K  fazem uma clara falta.

Já jogando no modo focado em estabilidade, só senti em um momento uma queda grande de frames. Foi durante a fase final da beta e estávamos com muitos inimigos e explosões acontecendo ao mesmo tempo. Além disso, ainda estava em um cenário aberto com uma floresta pegando fogo.

No geral o jogo foi bem estável e bem bonito. Claro, para equilibrar tanta coisa acontecendo, de maneira online, juntamente com 4 heróis únicos (controlados pela IA ou por um jogador), é perceptível que algumas texturas são sim “feias” e destoam do ambiente. Mas não é nada gritante que atrapalhe a experiência e, de novo, estamos falando de um jogo online, não espere os gráficos de The Last of Us 2 aqui.

Marvel’s Avengers será lançado para PlayStation 4, Xbox One, Stadia e PC no dia 4 de Setembro de 2020 e receberá upgrade gratuito para Playstation 5 e Xbox Series X. Sendo assim, o jogo será cross-gen entre as plataformas da mesma família.

O jogo contará com Miss Marvel, Iron Man, Thor, Hulk e Viúva Negra em seu lançamento e os futuros updates de heróis e missões serão gratuitos. Já temos confirmado Hawkeye como o primeiro dos heróis gratuitos e Spider Man sendo exclusivo para PS4 e PS5.

Leonardo Coimbra

Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.
Botão Voltar ao topo
Fechar