Kena: Bridge of Spirits – Jogo é adiado!

Jamais vou perdoar por não se chamar Xena, jamais!

Kena: Bridge of Spirits, jogo da Ember Lab havia sido plenejado para o fim de ano de 2020, contudo o jogo que será lançado para PS4, PS5 e PC via Epic Store, foi adiado para o primeiro trimestre de 2021.

Segue a nota e a tradução livre:

The Ember Lab Team is overwhelmed and humbled by the positive response and outpouring of support for Kena: Bridge of Spirits. Your kind words and excitement for the game have been an inspiration to the team.

This year has brought many challenges and our transition to working from home has caused development to move slower than we hoped. For this reason, we have made the difficult decision to delay the release of Kena: Bridge of Spirits to Q1 2021. We have not made this decision lightly, but feel it is best for the game and well-being of the team. We will use this time to give the game the polish it deserves and deliver an experience that meets our vision and your expectations.

We look forward to sharing more about Kena in the coming months and delivering an amazing experience early next year.

—The Ember Lab Team

A Ember Lab está impressionado e encantado com a resposta positiva e o apoio para Kena: Bridge of Spirits. Suas palavras gentis e excitação com o game, foram inspirações para o time.

Esse ano trouxe muitos desafios e nossa transição do trabalho para o Home Office, fez com que o desenvolvimento fosse desacelerado mais do que esperávamos. Portanto, tomamos a difícil decisão de de atrasar o lançamento de Kena: Bridge of Spirits para o primeiro quarter de 2021. Essa não foi uma decisão fácil, mas parece ser a melhor para proporcionarmos tanto para o time quanto para o game, o melhor. Usaremos este tempo para polir mais o game como ele merece e entregar uma experiencia que atinja nossas metas e expectativas.

Para mais notícias do mundo dos games, não deixe de navegar em Última Ficha!

Paulo Everton

Gamer, Gaymer e muito orgulhoso! Descobri os videojogos com 7 anos de idade, de lá para cá foi uma ladeira sem fim, horas gastas em frente a televisão e muita, mas muita mesmo, história para contar, vivi tantas vidas quanto consigo me lembrar, e quer saber? É muito bom não ser a si mesmo!
Botão Voltar ao topo
Fechar