Cyberpunk 2077 sofre “Recall” para consoles

Empresa aceitou que o jogo para consoles está inacabado

O lançamento de Cyberpunk 2077 está cada vez mais sofrido e de forma inédita, a CD PROJKT RED abriu uma espécie de Recall do jogo. Após inúmeras reclamações e problemas mencionados, especificamente nas versões de PS4 e Xbox One, a empresa reconheceu em suas redes sociais que o jogo está problemático e está facilitando o processo de reembolso, incluindo as versões físicas.

O recado oficial, que pode ser visto abaixo, fala que a CD Projekt Red está comprometida em consertar os problemas e que além dos patches já lançados (atualmente está na versão 1.04), ela lançará um novo patch em 7 dias. Além disso, foi anunciado que um grande patch será lançado em Janeiro e um segundo grande patch será lançado em Fevereiro e isso fará com que o jogo tenha a grande maioria dos problemas resolvidos. Esse anuncio deixa claro que o jogo precisava de mais dois meses de desenvolvimento e polimento.

Ainda falando do recado oficial, eles mencionam que deveriam ter prestado mais atenção nas versões de PS4 e Xbox One e que caso esteja insatisfeito com Cyberpunk 2077, especialmente nos consoles, o reembolso será facilitado para todos os usuários e eles adicionarão a mídia física em uma espécie de Recall que poderá ser feito através do e-mail helpmerefund@cdprojektred.com. É importante frisar que esse serviço só ficará ativo até o dia 21 de Dezembro.

É curioso ver como a CD Projekt RED foi do céu ao inferno em apenas alguns dias. Desde que a empresa lançou Cyberpunk 2077, ela anunciou que o jogo se pagou com as 8 milhões de unidades vendidas na pré venda (clique aqui para conferir), mas com os problemas acontecendo a cada minuto que se passa, a empresa perdeu 29% de valor em apenas um dia, anunciou que iria pagar o bônus aos funcionários independente da nota final da mídia (que claramente vai despencar com as análises de console) e agora anunciou este Recall.

Algo que vale ser pontuado é que a empresa relegou para o mercado, mídia e consumidores a versão de console que é a mais problemática. Inclusive todos os reviews lançados no embargo foram a versão de PC. Adicionalmente, somente vimos uma única gameplay editada e controlada de Xbox One e PS4, sem considerar os consoles base.

Leonardo Coimbra

Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.
Botão Voltar ao topo