Análise: Ponpu é o Bomberman para festas

Você consegue imaginar um Bomberman com patos que colocam ovos explosivos?

Um “party game” estilo Bomberman. É assim que Ponpu se apresenta em seu site oficial. E não poderia fazê-lo melhor. Nova aposta da da Purple Tree, desenvolvedora nascida na Argentina e focada em jogos mobile e online, Ponpu busca dar uma modernizada no clássico sem abrir mão de um estilo próprio. No entanto, sofre com altos e baixos da própria ambição.

Ponpu foi lançado em 2 de dezembro para Playstation 4, Xbox One, Nintendo Switch e PC. Uma cópia de PS4, cedida pela produtor, foi utilizada para a produção deste texto.

BOMBS ON!

Ponpu pega todos os elementos do Bomberman clássico e os leva para um mundo com uma arte original cheia de estilo. Aliás, o visual do game é, certamente, a primeira coisa que chama a atenção. O foco é no minimalismo. Há pouco uso de cores, estas ficando limitadas a detalhes pontuais, e um uso muito bom de sombras e tons mais escuros para contrastar com o branco. Tudo com muita personalidade e agradável aos olhos.

Como personagens principais, temos patos mutantes que colocam ovos explosivos e precisam espalhar a mensagem do Deus-Pato. Loucuras à parte, o jogador por escolher entre quatro personagens, todos valendo-se de uma arte bem original. Uma pena que essa originalidade não seja vista nos inimigos, que tendem a ser genéricos e pouco inspirados.

A trilha sonora acompanha muito bem a arte e também opta pelo minimalismo. O silêncio é muito bem utilizado e os efeitos sonoros ajudam a complementar a personalidade do game.

Poderia ter arriscado mais

Se o visual de Ponpu esbanja estilo e personalidade, as mecânicas pecam por ousar pouco. O game é dividido em quatro modos, sendo três deles multiplayer. O Story Mode, que é a campanha single player, leva o jogador a explorar vários mundos divididos por fases. Essas fases possuem uma estrutura bem simples, que normalmente consiste em procurar a chave que vai abrir a porta para o próximo nível até chegar na batalha contra o chefe que será o último desafio antes de desbloquear o nível seguinte.

Para isso, além de colocar “ovos-bomba”, todos os patos possuem um escudo que, além de ser usado como defesa, se acionado na hora certa rebate e joga as bombas para longe. Entender e dominar essa mecânica de ataque à distância, diga-se de passagem, é fundamental no jogo. Além disso, logo após selecionar seu personagem, também é possível escolher um tipo de ovo-bomba extra. Cada um desses ovos possui uma função variada. São desde explosões controladas por tempo, até ovos que deixam uma nuvem de veneno e o inesperado “ovo-bomba-furadeira”.

A exploração, como já dito, pega a estrutura de Bomberman. A movimentação é limitada a quatro direções e há diversos obstáculos que podem ser explodidos no caminho. No entanto, para diferenciar do clássico, todas as fases possuem portas, buracos, escadas e outros elementos que levam o jogador para outras áreas. O design de fases, contudo, é tímido, e acaba sendo uma reunião de áreas sempre muito pequenas e pouco desafiadoras.

O desafio, aliás, é um dos grandes problemas na campanha de Ponpu. Como cada “tela” é uma área, e elas são, repito, bem pequenas, isso acaba limitando os desafios apresentados. São poucos os inimigos em cada área e estes também são pouquíssimo inspirados tanto visualmente quanto mecanicamente. Por exemplo: basta você colocar uma bomba no caminho de qualquer inimigo que ele “fica grudado” nela até explodir. As armadilhas de cenários acabam sendo mais complicadas que os inimigos em si. A exceção fica para os chefes de cada mundo, que produzem batalhas interessantes.

Ponpu party

São três os modos multiplayer de Ponpu. O mais tradicional é o Deathmatch, onde quatro jogadores são colocados em uma arena no melhor estilo Bomberman clássico para duelar até que só reste um. As batalhas tendem a serem rápidas e frenéticas. Também temos o Paint Battle, onde o objetivo é utilizar seus ovos-bomba para literalmente pintar a arena, estilo Splatoon, onde quem conseguir mais áreas pintadas é o vencedor. E por último o Coin Steal, onde o objetivo é colecionar mais moedas que os rivais.

Como é fácil de observar, não há nenhum modo muito original. Mesmo assim, o multiplayer de Ponbu é caótico e divertido. Todos os modos podem ser disputado tanto localmente quanto online, o que faz com que ele seja uma boa opção de “party game”. Ou seja, aquele jogo que vai garantir algumas risadas quando for possível reunir a galera novamente.

Considerações finais

Se você aguarda um novo Bomberman para jogar com os amigos, Ponpu é o seu jogo. O modo multiplayer certamente vai garantir algumas boas horas de diversão e risadas. No entanto, a simplicidade de mecânicas tende a fazer com que seja um jogo que enjoe mais rápido que deveria.

Se o seu objetivo for somente jogar a campanha principal sozinho, Ponpu pode ser um tanto decepcionante pela falta de desafio.

Essa análise segue nossas diretrizes internas. Clique aqui e confira nosso processo de avaliação.

Ponpu

Visual, ambientação e gráficos - 9
Jogabilidade - 7
Diversão - 7
Áudio e trilha-sonora - 8
Desafio - 5

7.2

Bom

Se você aguarda um novo Bomberman para jogar com os amigos, Ponpu é o seu jogo. No entanto, a simplicidade de mecânicas tende a fazer com que seja um jogo que enjoe mais rápido que deveria.

User Rating: Be the first one !

Paulo Macedo

Hoje um velho vascaíno ranzinza, ficou maravilhado pelo mundo dos videogames ainda criança, quando viu River Raid no Atari pela primeira vez em algum sábado de sol de 1990. Mais de 30 anos depois, continua com o mesmo brilho nos olhos quando segura um controle nas mãos. Segue lá no Twitter: @pmacedojunior
Botão Voltar ao topo