Análise: The Nioh Collection traz a batalha contra yokais na nova geração

Vamos matar os yokais!

The Nioh Collection é a coletânea que traz para a nova geração a dupla Nioh Remastered – The Complete Edition e Nioh 2 Remastered – The Complete Edition, ambos melhorados para a nova geração seja em desempenho, gráficos ou tela de carregamento. Mas o que é Nioh? De onde ele veio? O que ele traz? Essas e muitas outras perguntas receberão suas respostas no review abaixo.

A análise foi possível graças a uma key cedida pela produtora.

Nioh Remastered – The Complete Edition

Começando pelo remaster do primeiro game, aqui temos uma versão mais robusta do jogo que foi lançado em 2017.

Mostrando a história de William Adams que foi para o Japão em busca de “pedras do poder” e impedir que um mal maior as obtenha. O britânico não encontrou amor nas terras do extremo oriente, apenas morte e monstros conhecidos por yokais.

Era notável que o jogo pegava grande referencia na série Souls, contudo, após o seu lançamento pudermos ver como Nioh era capaz de criar uma identidade própria, utilizando sistemas que não existem em sua fonte de inspiração como missões pré determinadas para ir em cenário X ou Y.

Além disso, aqui temos um jogo com bastante loot de armas e armaduras, onde cada peça pode possuir inúmeras habilidades ou variar em seus pontos de ataque ou defesa. E, claro, não podemos deixar de fora a construção de builds que tornaram ele tão famoso.

Há builds diversas, principalmente algumas com intuito de causar dano absurdo em seus inimigos fazendo com que eles se sintam presos num Souls Like e não você.

The Nioh Collection

Tem interesse em saber mais sobre Nioh? Confira a nossa análise.

Nioh 2 Remastered – The Complete Edition

Sendo o título mais recente da franquia, aqui temos a história sobre a guerra dos humanos contra os yokais que é um acontecimento antecessor ao primeiro jogo. Junto disso, podemos criar o nosso próprio personagem (passei uma hora tentando fazer o Kiryu de Yakuza, sem querer o perdi e fiz o Majima) e ter mais opções para a build.

Da mesma forma que o primeiro Remastered citado, Nioh 2 Remastered carrega consigo todas as DLCs lançadas e um upgrade gráfico e de desempenho mais robusto.

Esse jogo buscou ampliar todos os aspectos positivos do primeiro, enquanto mantém a fórmula de sucesso. Sua árvore de habilidades, por exemplo, está mais compreensível se comparada com a do primeiro Nioh.

Contudo, o seu nível de dificuldade está mais elevado, fazendo com que os jogadores tenham que ter o dobro de cuidado. Felizmente, o seu samurai agora tem poderes de oni para lutar de igual por igual, possibilitando que utilize habilidades demoníacas e se transformar num poderoso monstro para trucidar os seus inimigos.

The Nioh Collection

Quer saber mais sobre Nioh 2? Confira as seguintes análises:

As melhorias de The Nioh Collection

Falando mais especificamente da coletânea em si do que sobre os jogos, The Nioh Collection traz consigo os dois games e suas DLCs tanto na versão PS4 quanto na versão PS5. Contudo, apenas o PS5 recebeu melhorias visuais e de desempenho.

Para começar pelo primeiro jogo, ele apresenta no Playstation 5 a opção de ser jogado em 4K com 60fps ou em 1080p com 120fps se a sua televisão tiver suporte para esse desempenho. Além disso, há um terceiro modo que é o “modo Playstation 5” que utiliza as funções do console da Sony como melhoria nas sombras e um leve ray tracing que passa bem despercebido.

Aqueles que experimentaram o game no PS4 sofreram por ter que escolher entre gráficos ou desempenho, mas dessa vez a experiência com o game é bem mais atrativa.

Em Nioh 2, temos as mesmas opções desta versão. Contudo, os visuais estão bem mais bonitos e podemos notar uma melhoria real em seus reflexos e sombras. Aliás, é importante citar que o primeiro jogo não tem suporte ao HDR, enquanto o segundo tem. Há lógica? Nenhuma.

Inclusive, o cooperativo está funcionando entre PS5 e PS4, permitindo que algum jogador super experiente te ajude.

Minha tentativa falha de fazer o Kiryu Kazuma do Yakuza 0.

Conclusão

Temos em nossas mãos uma coletânea muito bem feita para a nova geração (menos a falta de HDR no primeiro game), sendo um prato cheio para jogadores de primeira viagem. Quem já tem Nioh 2 no PS4 poderá fazer o upgrade gratuito dele, contudo Nioh 1 não apresenta essa opção até o momento.

Vale a pena pegar o jogo para fãs de Soulslike ou amantes da cultura japonesa, pois aqui temos inúmeras mitologias e personagens históricos sendo trabalhados de forma excelente.

Essa análise segue nossas diretrizes internas. Clique aqui e confira nosso processo de avaliação.

The Nioh Collection é a melhor opção de compra da franquia

Visual, ambientação e gráficos - 8.5
Jogabilidade - 9
Diversão - 8
Áudio e trilha-sonora - 9
Narrativa - 9

8.7

Ótimo

The Nioh Collection traz consigo dois ótimos jogos com todo o seu conteúdo adicional, sendo um prato cheio para todos os jogadores de primeira viagem.

User Rating: Be the first one !

Anderson Mussulino

Publicitário louco por toda a cultura geek. Redator do Última Ficha e apaixonado por jogos que vem da terra do sol nascente.
Botão Voltar ao topo