Análise: Crysis Remastered no PS5 pós upgrade

Crysis Remastered no PS5 pós updates surpreende ao rodar em altas resoluções e com Ray Tracing ligado

Sim Ficheiras e Ficheiros, mais uma matéria e análise de Crysis Remastered. É isso que acontece quando um clássico, um jogo revolucionário para sua época, reaparece em um Remaster que começa meio capenga e agora parece terminar de forma grandiosa.

Crysis Remastered foi analisado por mim na versão de PC. Inclusive se você quer conferir detalhes mais amplos, não apenas técnicos, recomendo clicar aqui e dar uma lida na análise do jogo. Mês passado, uma atualização para a versão de PC trouxe grandes melhorias e o delicioso DLSS ao jogo. Novamente, fui lá, testei e escrevi sobre. Curioso? Então clica aqui em mais um link e veja a enorme diferença que fez este update no PC.

LANÇAMENTO NO PLAYSTATION 5

Assim que chegou o PS5, com sua retrocompatibilidade com jogos do PS4, alguns jogos tiveram melhorias logo de cara (sem ser upgrades) e outros simplesmente quase não tiveram. Crysis Remastered era um título sofrível de ser jogado no PS5, pois a resolução alta de renderização do console fazia com que todos os modos de jogo, até mesmo o Performance, tivesse quedas de quadros por segundo e instabilidades. Eu cheguei a jogar um dia antes do update, quando gentilmente a Crytek enviou o código para testar no console, e desanimei muito.

Mas valeu a pena confiar nas promessas do patch upgrade para PS5. O upgrade transformou por completo o título, alterou performance, detalhes visuais e trouxe de volta partes do jogo até então excluídas do console por conta de problemas de desempenho, como é o caso de uma das missões mais legais do jogo, onde você pilota uma nave livremente pelo mapa, a missão Ascension.

O QUE FOI PROMETIDO NOS UPGRADES PARA PS5 E XBOX SERIES S|X

Melhorias de performance Playstation 5:
– Performance mode – 1080p – 60fps
– Quality mode 1800p – 60fps
– RayTracing – 1440p – 60fps

Melhorias de performance no Xbox Series X:
– Performance mode – 1080p – 60fps
– Quality mode – 2160p – 60fps
– RayTracing – 1440p – 60fps

Melhorias de performance no Xbox Series S:
– Performance mode – 1080p – 60fps
– Quality mode – 2160 – 30fps
– RayTracing – 1080 – 30fps

Além das melhorias acima para os consoles de nova geração, o update traz uma lista enorme de pequenas correções de texturas e bugs. A lista completa você pode conferir aqui no Reddit.

PROMESSAS ENTREGUES (PELO MENOS NO PS5 ONDE FOI TESTADO)?

Sim! Jogar após o patch de upgrade foi uma experiência completamente diferente. De cara o modo clássico da Nanosuit estava de volta, o que mudava demais o gameplay. Fora isso, o desempenho do jogo era outro. Parecia ser um Remaster do Remaster, nem parecia ser apenas um update. Mas calma, também nem todos os 60 frames cravados prometidos são entregues.

Perfomance Mode

Renderizado em até 1080p este modo vai te trazer a experiência mais fluida de todas, de longe. Serão poucos momentos onde você vai notar um tiquito de queda nos quadros por segundo. Quase toda a jogatina no modo Performance é cravadíssima em 60 quadros. Sinceramente, para quem se importa com isso e se incomoda, é o melhor modo à se jogar, pelo menos nas missões com muitos inimigos para serem combatidos em um cenário específico.

Quality Mode

Rodando em até 1800p e não em 2160p (4K), o Quality Mode consegue 60 quadros cravadíssimos em diversas missões e ambientes. A renderização em 1800p faz um excelente trabalho, onde você nem percebe que há uma diminuição. Porém em algumas cidades, durante certos conflitos, principalmente onda há muitos inimigos, tanques e afins, as quedas de quadros são constantes e perceptíveis.

O problema aqui parece ser quando é preciso processar muita coisa ao mesmo tempo, não em termos gráficos (GPU) mas em termos de processamento mesmo de CPU. Por mais que você passe por ambientes muito mais detalhados, exploda alguma coisa e nada aconteça com sua taxa de quadros, é nas cidades, nas vilas, onde temos inimigos te esperando, que o jogo abre o bico neste modo, mostrando que há algo que está gargalando o desempenho da GPU.

Ray Tracing Mode

Renderizado em até 1440p este é o modo mais legal e mais surpreendente. É aqui onde você terá a melhor experiência visual de Crysis, desde seu lançamento anos e anos atrás, em um console. Ray Tracing ligado, alvo em 60 quadros e um espetáculo de imagem. Mas nem tudo é perfeito. Assim como no Quality Mode, em locais com bastante inimigos, cidades e vilas, quedas de quadros são perceptíveis até mesmo aos menos sensíveis.

Particularmente, eu fiquei alternando entre Performance e Ray Tracing mode. Como me lembro bem de diversos cenários e conflitos, quando eu sabia que ia rolar muita informação pro PS5 processar, mudava para Performance. Quando eram cenários menos populados e mais voltados para admirar o level design, eu acionava o modo Ray Tracing para ter o prazer de utilizar a tecnologia no console.

No geral, os 3 modos são jogáveis, sem trazer dor de cabeça e sem bater arrependimento na compra do título. Foram melhorais consideráveis trazidas neste upgrade para consoles de nova geração. Obrigado Crytek, por ter continuado trabalhando no título mesmo depois do lançamento!

CONCLUSÃO

Se você tinha Crysis Remastered no PS4 e pegou um PS5, ou se comprou o título após a compra do PS5, agora é a hora de você instalar o jogo e jogar este clássico. Se você estava aguardando para ver como seria o upgrade no PS5, não espere mais, pule de cabeça no gameplay deste masterpiece dos shooters.

A Crytek prometeu e cumpriu. A versão de PC com DLSS ficou fabulosa e o upgrade para consoles de nova geração, pelo menos no Playstation 5 onde analisamos, chegou como uma luva para o jogo. Até mesmo a dificuldade de jogar o shooter nos controles é amenizada pela experiência de gameplay pós patch upgrade.

Fãs de Crysis com PS5? Pegue! Curioso para saber porque o jogo foi revolucionário e tem PS5? Pegue!

Pedro Nogueira

Formado em Administração e em GunZ: The Duel. Rei dos FPS e o Toretto dos jogos de corrida no site. O nerd/entusiasta do PC Master Race, responsável por análise de periféricos e hardware. Quebra um galho de streamer lá na twitch.tv/ultimaficha.
Botão Voltar ao topo