Análise: Far Cry 6 DLC Pagan Controle

Pronto para entrar de cabeça em mais um vilão da franquia?

A segunda DLC do season pass de Far Cry 6 traz o vilão de Far Cry 4, o irreverente Pagan Min. Nos mesmos moldes de Vaas Insanity, agora temos Pagan Controle, onde iremos entrar na cabeça do rei e ditador de Kyrat. Mas, será que essa DLC é para todos ou apenas para os fãs de Far Cry 4? Confira aqui nossa análise de Far Cry 6: Pagan Controle!

Esta análise da DLC Pagan controle, de Far Cry 6, foi possível graças a um código cedido pela produtora. A DLC chega para Xbox Series S|X, Xbox One, PlayStation 5, PlayStation 4 e PC (caso compre esta versão irá ajudar o Última Ficha) no dia 11 de Janeiro e é necessário ter o jogo base para jogá-lo.

Um gameplay sem inovações

Vou começar logo com a parte mais rápida da análise de Far Cry 6: Pagan Controle. Seu gameplay é idêntico ao último DLC de Vaas Insanity. Caso tenha comprado passe de temporada e já tenha jogado a primeira DLC, eu honestamente não tenho nada para acrescentar aqui em questão de jogabilidade. Apenas que eu senti a dificuldade um pouco maior do que o primeiro jogo onde a IA está um pouco mais agressiva.

Porém, se essa é sua primeira DLC de Far Cry 6, deixa eu falar um pouco sobre sua jogabilidade. Aqui você estará dentro de uma ilha que representa momentos chaves de Far Cry 4 e controlará ninguém menos que o rei Pagan Min. Apresentando um estilo roguelite, você deverá cumprir três missões principais sem morrer enquanto irá lutar com os inimigos criados por sua mente.

O mapa não mudar e ficar tudo marcado, é a melhor “bengala” que o jogo pode dar

Ao morrer você irá perder seu avanço, porém, a cada nova tentativa o jogo estará um pouco mais fácil. Seja por novas armas disponíveis, como melhorias do seu personagem. Seu objetivo será encarar os muitos desafios presentes para melhorar seu personagem e armas até conseguir fugir deste lugar.

Tudo é extremamente funcional e a DLC funciona tanto como uma rápida jogatina ou como um momento para se desafiar. Os fãs da franquia se sentirão em casa.

Conhecendo a história de Pagan Min

O grande destaque da DLC é saber a história por trás de Pagan Min. Porque ele virou um rei tirano e quais são suas mágoas do passado que o transformaram no que ele é hoje? Tudo será respondido ao explorar cada canto dessa representação de Kyrat.

Mais uma trágica história

Todos os grandes pontos do jogo principal estarão presentes como seus rivais, o grupo de resistência de Kyrat e, logicamente, sua família. O ponto principal de entrar na cabeça de Pagan, é para entender melhor os ocorridos em seu passado, as traições que sofreu e a morte trágica de pessoas amadas.

Algo muito legal nesta experiência, é que o principal antagonista de Pagan é ele mesmo, porém é chamado de tirano. Em sua mente, Pagan criou uma imagem justa dele mesmo como rei enquanto sua versão tirana sempre estará lá para mostrar o que ele é de verdade.

No quesito ambientação, temos uma mini Kyrat. Os cenários são muito coloridos e existe aquela pegada oriental que vimos no jogo original. Templos budistas, muitas árvores de cerejeiras e mais. Também é possível ver pinturas e portais remetendo à cultura oriental.

É narcisismo que se chama?

Se comparado ao primeiro DLC, eu achei Far Cry 6: Pagan Controle um tanto pé no chão. Enquanto a primeira DLC tem uma pegada literalmente mais insana e deturpada, que é baseada em Vaas, aqui nós temos algo um pouco mais contido. A pegada dessa DLC fica para mais de observação e solução de quebra cabeças ao invés de abraçar uma realidade completamente deturpada.

Conclusão

Mais uma vez eu gostei muito de fazer a análise de uma DLC de Far Cry 6 sendo desta vez, Pagan Controle, onde vemos as motivações do vilão de Far Cry 4.

O fator surpresa da fórmula Roguelite não existirá para quem já jogou Vaas Insanity, porém, a fórmula continua sendo muito divertida e competente. O fator de risco e recompensa continua lá e a rejogabilidade é alta. Além disso, por ser um roguelite e não um roguelike, você conseguirá ver uma clara evolução no jogo a cada nova tentativa.

A ambientação acerta em cheio e a parte sonora é o que você espera. Ou seja, é mais um conteúdo adicional obrigatório para os fãs da franquia, porém, se busca alguma novidade após a primeira DLC, esse não é o jogo para você.

Comprando o FAR CRY 6 nos links abaixo você ajuda o Última Ficha!

Essa análise segue nossas diretrizes internas. Clique aqui e confira nosso processo de avaliação.

Mais uma boa DLC

Visual, ambientação e gráficos - 8
Jogabilidade - 8
Diversão - 8
Áudio e trilha-sonora - 8

8

Ótimo

Embora Pagan Controle não apresente nenhuma surpresa ou grande novidade, a fórmula continua sendo muito divertida e poderá te entreter por horas.

User Rating: Be the first one !

Leonardo Coimbra

Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.
Botão Voltar ao topo