Análise: GTA V para PS5 e Xbox Series vale a pena?

E nove anos depois ainda estamos falando de GTA V!

GTA V foi originalmente lançado para PS3 e Xbox 360 em 2013 e 9 anos após seu lançamento, ele chegou para o PS5 e Xbox Series com diversas melhorias. Mas será que vale a pena comprar GTA V para a nova geração? É isso que iremos responder em nossa análise de GTA V para PS5 e Xbox Series.

A análise de GTA V para PS5 e Xbox Series foi possível graças a um código cedido pela Rockstar. Ele conta com legendas em PT-BR.

Pontos positivos

Como GTA V dispensa comentários, nós iremos focar nos pontos positivos e negativos em nossa análise para PS5 e Xbox Series.

E bem, falando dos pontos positivos o melhor de todos de longe, é a possibilidade de jogar em 4K nativo a 60 frames por segundo. Dentre as três opções de performance nós temos:

  • Performance -> 4K nativo com 60 fps
  • Performance com Ray tracing -> 2K nativo com 60 fps
  • Qualidade -> 4K nativo a 30 fps e Ray tracing ativado

Embora todos os modos funcionem perfeitamente, é importante dizer que o Ray tracing funciona apenas para as sombras, portanto, em nossa opinião, o modo performance a 4K com 60 fps é o melhor modo a ser utilizado. Inclusive dou até um pequeno aviso: depois de jogar a 60 fps, voltar a jogar a 30 fps é bem demais.

Adicionalmente o outro grande destaque é a velocidade de carregamento. Antigamente podíamos esperar minutos até o jogo começar, assim como a troca de personagens também demorava demais. Agora, felizmente, o carregamento inicial dura entre 15 a 20 segundos e a mudança entre personagens é imediata. Outro grande acerto dessa nova versão.

Por fim, o último grande destaque que acaba sendo exclusivo do PS5, é a utilização do Dualsense. O controle apresenta um excelente feedback ao passar pelas diferentes texturas do chão, por exemplo. Também é possível sentir a chuva cair como ao passar por goteiras. Essa adição muda a imersão do jogador em GTA V.

Pontos Negativos

Porém, nem todas as novidades entraram de forma “oleada” em GTA V. Como falei acima, agora temos a possibilidade de ligar o Ray Tracing, porém, ele fica apenas nas sombras e isso pode ser um problema. Em nossos testes, vimos que algumas vezes as sombras eram aplicadas com algum tipo de delay.

Algumas vezes era mais perceptível que outras, mas era possível ver um tipo de “mapa de sombra” sendo aplicado em momentos quando, por exemplo, ao dirigir um carro entra e sai por baixo de uma ponte tendo sol/sombra aplicados no carro. Também vimos um problema similar nas sombras de cabelos e pelos faciais no geral.

Outro “erro de aplicação” que vimos foram certas texturas e até sombras que eram aplicadas com um certo delay, apresentando o famigerado pop up de texturas. Isso não é nada grave, mas acaba sendo perceptível em diversos momentos.

Os pontos negativos aparentam ser uma espécie de incompatibilidade de uma engine de 9 anos atrás para uma tecnologia recente. Felizmente eles não atrapalham o jogo em si.

E vale a pena comprar GTA V para PS5 e Xbox Series?

A grande realidade é que não existe uma resposta fixa que serve para todos os jogadores. Se você já jogou muito GTA V e está um tanto cansado da franquia, a realidade é que não vale a pena comprar (mais uma vez) para os novos consoles.

Porém, se você ou nunca jogou GTA V ou então ainda se diverte com o GTA Online, ai a resposta é outra e sim, vale a pena comprar mais uma vez o jogo. Essa versão é a melhor já lançada do jogo com suporte a 4K e 60 fps, sem contar um melhor draw distance e uma velocidade de carregamento transformadora.

Felizmente os problemas citados são facilmente contornáveis e podem ser solucionados com uma atualização futura.

A análise de GTA V para PS5 e Xbox Series segue nossas diretrizes internas. Clique aqui e confira nosso processo de avaliação.

Leonardo Coimbra

Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.
Botão Voltar ao topo