Análise: Forgive Me Father traz muita ação e loucura

Muita morte, insanidade e sangue.

Você é fã dos mistérios e terrores de H.P. Lovecraft? Então a nossa análise da vez te apresentará um jogo que é, sem dúvidas, um prato cheio para você. Forgive Me Father é um shooter sombrio que possui um visual bastante peculiar e vai testar a sua sanidade. Continuem lendo e descubram se o jogo desenvolvido pelo estúdio 1C Publishing EU é bom mesmo.

Essa análise de Forgive Me Father foi feita graças a um código cedido pela distribuidora. Ele está disponível para PC e conta com legenda em PT-BR.

Muitos mistérios sombrios em Forgive Me Father

Na cidade de Pestisville, na Nova Inglaterra, um evento pós-apocalíptico acontece onde aparentemente todos os humanos sumiram e seres macabros apareceram. Um padre desamparado e uma repórter curiosa são os únicos sobreviventes desta sombria cidade. Cada um seguindo o seu próprio caminho, eles começam uma jornada em busca de solucionar o mistério do que está acontecendo e sobreviver num ambiente hostil repleto de criaturas baseadas nos contos de H.P. Lovecraft.

Quando o jogo começa, podemos optar entre o padre e a jornalista. Apesar da introdução de ambos serem diferentes, suas falas e personalidades também… As fases são absolutamente as mesmas. Fazendo com que perca um pouco daquela singularidade de estar vendo dois histórias diferentes. Apesar disso, o ritmo é bastante divertido. Você tem diversas informações espalhadas pelo mapa o que enriquecem a narrativa.

Encha de bala as criaturas temíveis

Aqui temos um FPS tradicional e bastante dinâmico onde vamos conseguindo armas de acordo com o que avançamos, apesar disso no começo temos ao nosso dispor apenas uma faca, pistola e uma shotgun. Além disso, também há um sistema de upgrade de habilidades que amplia força, alcance, munição e efeitos das armas e outros fatores como ganhar mais experiência, encontrar maior quantidade de munição, recuperar mais vida e etc.

Há diversas hordas de inimigos que vão ficando cada vez mais variados a medida em que avança no game, fazendo com que você precise ficar se locomovendo para atirar de forma segura e assim eliminá-los de maneira eficiente. Apesar de parecer ser uma missão fácil, levando em conta os movimentos previsíveis dos zumbis e outras criaturas, a dificuldade surge quando estamos envolvidos por um grande número de inimigos diferentes e a munição de shotgun termina. Ser criativo e não gastar munição a toa é a chave para a vitória.

Apesar de ser um FPS muito divertido e dinâmico, o jogo deixa o campo de visão extremamente livre fazendo com a câmera se mexa bastante enquanto você busca desviar das hordas de inimigos. É possível que algumas pessoas sintam um pouco de náuseas ou não aguentem jogar por muito tempo.

Não é a “sanidade” dos jogadores que vai ser testada pelo o que eu disse acima, mas no jogo também há um sistema de sanidade que é uma barrinha que vai sendo consumida de acordo com a utilização de itens auxiliares como lanterna. Quanto maior essa barra estiver, mais dano você causará aos inimigos e ela pode ser recuperada toda vez que matar alguém ou consumir álcool.

Análise Forgive Me Father

Gráficos bem peculiares para um jogo peculiar

Assim que comecei a escrever essa análise de Forgive Me Father fiquei impressionado com os seus gráficos, pois utiliza uma mescla de 2D com 3D trazendo uma sensação nostálgica de games como Duke Nukem 3D. Forgive Me Father consegue ter ainda mais maestria com o uso deste efeito do que o clássico citado, pois aqui temos realmente uma profundidade na tela. Além disso, o jogo busca simular uma HQ por causa de seus gráficos caricatos e o layout apresentado.

Junto disso, o jogo também traz um modo peculiar que deixa tudo em preto e branco, mantendo apenas o sangue na cor vermelha para deixar a sua experiência ainda mais sangrenta e insana. Realmente traz um charme a mais, principalmente por destacar o gore existente em Forgive Me Father.

Falando sobre o áudio e trilha sonora, aqui temos uma seleção de sound track muito bem escolhida, pois dá maior imersão nesse universo sombrio. As músicas estão tão bem posicionadas que você sabe perfeitamente que está numa situação terrível só de ouvir o que está tocando, da mesma forma que você é capaz de identificar quando não está mais envolvido pelo perigo. Além disso, a voz dos protagonistas são ótimas e repassam perfeitamente as emoções deles.

Conclusão da análise de Forgive Me Father

Para finalizarmos essa análise de Forgive Me Father, tenho que exaltar que temos aqui um bom FPS que é bastante nostálgico e possui uma ótima ambientação baseada no riquíssimo universo de H.P. Lovecraft. Durante a análise citei alguns pontos negativos como a questão de câmera ou não ter uma diferenciação nas fases independente de qual personagem escolhemos, mas independente disso Forgive Me Father consegue brilhar em sua proposta.

Análise Forgive Me Father

Essa análise de Forgive Me Father segue nossas diretrizes internas. Clique aqui e confira nosso processo de avaliação.

Forgive Me Father é um jogo excelente para passar o tempo e sair atirando

Visual, ambientação e gráficos - 8
Jogabilidade - 8
Diversão - 8
Áudio e trilha-sonora - 9
Narrativa - 6

7.8

Ótimo

Forgive Me Father é um bom jogo, bastante divertido e com uma ambientação bastante única. Ele não é perfeito, mas cumpre muito bem o seu papel fazendo com que o jogador tenha uma experiência realmente satisfatória.

User Rating: Be the first one !

Anderson Mussulino

Publicitário louco por toda a cultura geek. Redator do Última Ficha e apaixonado por jogos que vem da terra do sol nascente.
Botão Voltar ao topo