Análise: Rabbids: Party of Legends traz aventuras loucas até o oeste

Muita diversão com os amigos e os rabbids

Lançado originalmente em 2021 pelo estúdio chinês da Ubisoft, Rabbids: Party of Legends trouxe um conceito inédito de misturar um jogo aos moldes de Mario Party com a lenda de Sun Wukong, onde cada um dos minigames são baseados em desafios dessa lendária jornada ao oeste. Agora, depois de quase um ano estamos trazendo a análise de Rabbids: Party of Legends juntamente de seu lançamento no ocidente.

Essa análise foi feita graças a um código Playstation 4 cedido pela Ubisoft.

Em caminho ao oeste

Provavelmente o ponto mais chamativo de Rabbids: Party of Legends é o fato dele ter um modo história, onde vemos uma versão inusitada do conto de Sun Wukong, onde os Rabbids são teleportados para a épica narrativa por meio de uma máquina de lavar. Porém, por culpa disso, pergaminhos sagrados foram perdidos em toda China e os coelhos loucos terão o dever de recuperá-los para poder conseguir a sua máquina de lavar de volta.

A viagem é feita por meio de um tabuleiro, onde cada casa é um mini-game onde você vai competir contra mais três jogadores ou CPU. Dito isso, algumas casas do tabuleiro podem proporcionar bônus situações para você selecionar uma opção que ditará se foi capaz de continuar o seu caminho sem perder pergaminhos.

A narrativa é cativante, mostrando totalmente a loucura dos rabbids num mundo tão mágico e inacreditável.

Diversão aos montes

Além do modo histórico, há outro modo chamado “modo festa” que permite o jogador desfrutar dos minigames sem precisar acessar a história. Dito isso, tem opção de escolher se jogará individual ou em duplas, a média de tempo que durará a jogatina. Aqui você também poderá jogar com amigos ou contra a CPU, juntamente da dificuldade desta.

Os minigames são tematizados com a lenda da Jornada ao Oeste, fazendo com que tenhamos diversas referências. Os jogos são realmente variados! Alguns exemplos se baseiam em tiro ao alvo, uma competição musical no estilo Guitar Hero, derrubar os oponentes de uma plataforma e vários outros.

Não são todos que estão liberados logo de começo, da mesma forma que só alguns personagens também estão desbloqueados. Na medida em que o jogador vai subindo de nível, será capaz de liberar novos rabbids e desafios para a sua diversão ter uma diversificação maior.

Gráficos e áudio

Apesar do jogo ter sido lançado no ano passado e para a geração passada, aqui temos um exemplo de jogo bem feito dentro do que é proposto. Obviamente não tem gráficos super realistas, porém, eles são perfeitas para as aventuras do rabbids, dando diversos detalhes aos trajes, cenários e sem nenhum serrilhado, fazendo com que a experiência seja gratificante. O áudio também está ótimo, onde temos músicas divertidas que deixam a imersão ainda maior e, além disso, o jogo chegou com dublagem pt-br.

Conclusão da análise de Rabbids: Party of Legends

Para concluir essa análise de Rabbids: Party of Legends, devo dizer que se você busca um jogo para juntar os amigos em sua casa e se divertir ao máximo com eles, então aqui temos o game certo. Infelizmente ele não conta com multiplayer on-line, sendo algo consideravelmente estranho para um jogo o foco é realmente jogar com amigos. Sem dúvidas juntar o pessoal numa call e jogar Rabbids: Party of Legends traria horas de diversão.

Infelizmente nada é perfeito e Rabbids: Party of Legends acaba se encaixando nesta questão. Apesar disso, o estúdio chinês Ubisoft Chengdu fez um ótimo trabalho.

Rabbids: Party of Legends

Essa análise de Rabbids: Party of Legends segue nossas diretrizes internas. Clique aqui e confira nosso processo de avaliação.

Rabbids: Party of Legends é diversão garantida

Visual, ambientação e gráficos - 8
Jogabilidade - 8
Diversão - 10
Áudio e trilha-sonora - 8
Modos de jogo - 7

8.2

Ótimo

Rabbids: Party of Legends é um ótimo jogo para juntar a família e os amigos para a sua diversão. Ainda mais se você estiver usando um console da Sony ou Microsoft que carecem de games do estilo. Apesar de não ter multiplayer online, ele realmente vale a pena.

User Rating: Be the first one !

Anderson Mussulino

Publicitário louco por toda a cultura geek. Redator do Última Ficha e apaixonado por jogos que vem da terra do sol nascente.
Botão Voltar ao topo