PS5 será lançado em 2020, novo controle ganha detalhes, Ray tracing confirmado e mais

A Sony abriu a boca e confirmou muitos detalhes sobre o PS5

Hoje a Sony resolveu liberar diversos detalhes sobre o PS5. Primeiro o mais importante e talvez o mais previsível, sim o PS5 será lançado em 2020, mais especificamente no período de festividades. Ou seja, o PS5 será lançado no fim de 2020 e muito provavelmente será lançado em Novembro assim como seus antecessores. Essa data pega tanto a Black Friday como o Natal. Essa informação foi confirmada pelo Presidente Jim Ryan via o Playstation Blog.

Não somente isso, mas Jim também falou sobre o novo Dualshock 5 que trará duas grandes inovações.

A primeira grande inovação é que o saudoso Rumble que nos acompanha desde os primórdios em todos consoles simplesmente deixará de existir. Ele será substituído pela tecnologia hapitc (háptico) que fornece um feedback muito mais realista e preciso. Não somente será possível diferenciar sensações de, por exemplo, bater com o carro em uma parede como o carrinho em uma partida de futebol, mas novas texturas serão sentidas ao longo do jogo como passar por uma poça de água.

A segunda inovação são os gatilhos (L2/R2) que serão adaptativos. Agora com esses novos gatilhos, será possível que os desenvolvedores programem uma resistência específica para eles. Por exemplo, será possível programar a sensação de puxar a corda de um arco. Ou então mudar a sensibilidade do acelerador do carro dependendo do tipo de terreno da pista como terra, asfalto, areia e mais. Esses controles já foram enviados para diversos desenvolvedores se acostumarem com ele e poderem trabalhar com essas inovações.

Adicionalmente Jim confirmou que os donos de PS4 podem ficar tranquilos, pois o console ainda terá suporte e contará com jogos como Death Stranding, The Last of Us Part II  e Ghost of Tsushima.

E muitas outras novidades

Porém, isso é apenas uma parte das novidades. Em entrevista exclusiva ao site WIRED, muitas novidades técnicas foram confirmadas e/ou detalhadas:

  • PS5 irá sim suportar a tecnologia ray-tracing. O arquiteto do sistema Mark Cerny falou que isso não será um ajuste via software, mas que a GPU irá ter a tecnologia;
  • Jogos físicos irão utilizar um disco de blu ray de 100 gigabytes, dobrando a capacidade dos atuais discos;
  • A instalação dos jogos será obrigatória, como é hoje em dia, mas será bem mais customizável. Cerny falou que hoje o jogo é visto como um grande bloco de dados. No PS5 será possível optar entre instalar a campanha ou o modo multiplayer. Ou então instalar tudo e deletar um dos modos.
  • A interface do usuário foi  completamente refeita. A ideia é que com o novo SSD que toda a informação seja mais fluida. Não será mais necessário parar o jogo e sair do aplicativo para ver as informações ou até, em caso de jogos de multiplayer, desafios diários.
  • O controle do PS5 irá utilizar um conector do USB Type-C e terá uma bateria com maior capacidade. Ele será sim mais pesado do que o DualShock 4, mas ele será um pouco mais leve do que o atual controle do Xbox.
  • A desenvolvedora Bluepoint Games, que fez o Shadow of the Colossus Remake, anunciou que está trabalhando em um novo jogo para o PS5. O presidente Marco Thrush falou que eles estão trabalhando em um grande jogo e que está muito satisfeito com a atual tecnologia do SSD. Graças a sua velocidade, ele mencionou que tudo fica muito mais natural e não existe mais a necessidade de parar o jogador artificialmente para que o console possa fazer o carregamento da próxima área.
E já utilizaram o controle

Além da exclusiva e das muitas novidades, a Sony já disponibilizou o novo Dualshock 5 para que a WIRED pudesse jogar uma demo de Astro Bot: Rescue Mission e Gran Turismo Sport. Eis suas impressões

  • Astro Bot: Rescue Mission – “Eu corri através de uma plataforma onde passava por diversos tipos de ambientes. Esses ambientes davam sensações distintas e completamente imersiva. Quando passei tanto na areia como na lama eu senti tudo devagar e encharcado. Já no gelo, senti uma alta frequência nos dedos e senti meu personagem deslizando. Ao pular em uma piscina, eu senti a sensação de resistência da água. Já passando por uma ponte de madeira, senti a ponte balançar.”
  • Gran Turismo Sport – “Dirigindo entre a pista e a grama, pude senti as duas superfícies. E dirigindo no mesmo trecho, mas usando o Dualshock 4, essa sensação desaparecia por completo.”

Mostrar mais

Leonardo Coimbra

Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.
Botão Voltar ao topo
Fechar