Análise: Maneater surpreende e é muito divertido

Seja um tubarão assassino e crie o caos

Maneater entra na minha lista do “eu nunca”. Eu nunca achei que fosse jogar um jogo de RPG onde fosse um tubarão e que ele seria super divertido! Após diversos filmes com esses predadores e até desenho animado, chegou a hora de termos o protagonismo com essa fera marinha no mundo dos jogos.

Algo que vale adiantar é que o jogo é extremamente divertido em suas cerca de 8 horas de gameplay, porém, faltou um polimento melhor em algumas áreas que falarei abaixo. Maneater pode ser jogado no Playstation 4, Xbox One e PC via Steam.

Já perdeu a mão, se não ficar esperto vai perder também o *spoiler*

Uma história incrivelmente boa

Sim, não fique assustado. Maneater possui uma história que é boa e encaixa como uma luva em sua proposta. Ela funciona em dois tempos.

A história principal é sua rixa de você (tubarão) e do caçador de tubarões Scaly Pete. Com uma boa dublagem, o caçador Pete faz parte de um reality show chamado Maneater onde ele conta sobre sua vida de caçador e como seguiu os passos de seu pai que também era um caçador de tubarões. Já seu filho estuda na universidade e não acompanha os mesmos ideais do pai. Mesmo assim, seu filho resolve acompanhá-lo para tentar se aproximar dele.

Mas onde o tubarão entra na história? No tutorial você é caçado e é fisgado por Pete. Ao ter a barriga cortada, descobrem que esse tubarão estava grávido e em uma tentativa de fugir, esse jovem tubarão arranca a mão de Pete e consegue fugir. Assim inicia uma rixa entre homem e animal.

Mamãeeeeee

Saindo dessa parte da história, temos toda sua narrativa que é muito bem feita. Sua missão será comer, crescer e sobreviver. Ao encontrar um outro tipo de tubarão, jacaré, foca, peixe e muito mais, um narrador começará a fazer diversos comentários. Esses mesmos comentários são refletidos em novos lugares, contra caçadores e mais. Sempre com uma veia cômica ou de certo modo, até uma crítica com a sociedade como lixo jogado nos lugares, mutações ou lugares elitistas.

É hora do level Up

Maneater é um jogo que mistura ação, RPG e exploração. A ideia é que a medida que o tempo passa você poderá explorar regiões maiores e ao mesmo tempo será uma ameaça maior tanto para a fauna como para os humanos. Você começa como um tubarão jovem, depois vira adolescente, adulto e ancião. Quanto maior seu level, maior ficará você assim como seus status.

A mecânica não é simples e requer boa coordenação. Você tem um botão dedicado a atacar/comer, poderá subir e descer na água, fazer pulos cinematográficos seja para atacar alguém como comer algum peixe no processo, desviar de inimigos e mais. Existem quatro tipos de nutrientes que você pegará matando os diversos tipos de peixes e pessoas e eles poderão ser usados para aumentar suas habilidades.

Com o passar do tempo, será possível não somente equipar diversos tipos de melhorias na sua boca, órgãos vitais, cauda, barbatana, etc, como será possível evoluir eles (seguindo o padrão de cores de raridade do mercado) assim como equipar habilidades diferentes. Um exemplo bem simples são seus dentes. Quer equipar seu conjunto de osso para dar mais dano ou então seu conjunto elétrico para paralisar o inimigo e dar dano de área? Existem diversas builds possíveis.

Além disso, o jogo lhe proverá com muita exploração, colecionáveis, inimigos únicos, desafios e mais. A medida que vai crescendo o jogo fica mais divertido e fica melhor de explorar esse mundo com ambientes bem distintos.

Quanto mais você joga, mais divertido fica! E quando chega na fase adulta, simplesmente será uma máquina de matar perfeita!

Um tubarão e um jacaré fora da água brigando. Tudo normal, nada a ser visto

Mas nem tudo são flores

Como falei acima, Maneater é extremamente divertido e traz uma boa mistura de ideias que acaba funcionando muito bem, porém, ele deixa a desejar em sua jogabilidade.

Duas coisas me incomodaram muito durante a jogatina e ambas tem o mesmo culpado, a câmera. Minha primeira crítica é que o jogo oferece a possibilidade de dar lock on em uma ameaça somente, ou seja, se for um peixe fofinho, você não pode mirar nele, mas se for um outro tubarão, será possível mirar. Isso não me incomodou, porém, o lock on na realidade é apenas um direcionamento da câmera. Ele não trava no inimigo. Ou seja, ao invés de fazer uma esquiva estratégica, você ficará tenso ao nadar rápido, esquivar compulsivamente, atacar e ainda controlar a câmera.

O outro problema que também envolve a câmera é a transição entre 100% de baixo da água para nadar com a barbatana para fora da água. Individualmente o jogo funciona bem, porém, em muitos momentos você estará lutando contra inimigos que estão perto dessa margem. O que acaba acontecendo é que muitas vezes você ataca de baixo para cima, seu inimigo continua vivo embaixo da água e você fica nadando com a barbatana para fora. Nisso, tem que submergir e perde um pouco do contato com seu inimigo assim como ritmo de luta.

Esses são dois problemas que incomodam sim, mas pode ser facilmente arrumado com um update e espero que a desenvolvedora Tripwire o faça. Adicionalmente, o jogo tem alguns muitos bugs onde a maioria envolve luta com inimigos perto de alguma margem. A IA simplesmente quebra e diversas vezes o inimigo fica preso te dando uma grande vantagem competitiva. Vale notar que infelizmente é comum ver a queda de frames em momentos de muita ação.

Aproveitando a vista graças a minha habilidade anfíbia

Maneater funciona, diverte, mas poderia ser melhor

No fim das contas eu gostei muito de Maneater e me diverti muito. A mecânica de facilmente devorar suas presas, evoluir e matar tudo o que passa na sua frente é excelente. Adicionando os elementos de RPG só melhora essa fórmula de ação/exploração para desafiar os inimigos especiais e se tornar mais forte.

Infelizmente o jogo ainda precisa de um polimento final em especial em sua jogabilidade. Os bugs mencionados acima podem ser mais trabalhosos, mas por sorte ele gera mais risadas e facilidades para o jogador do que dor cabeça. Porém, a câmera tem que ser melhorada com urgência inclusive para melhorar o combate proposto. Inclusive essa melhora de câmera pode diminuir e muito as quedas de frames que o jogo apresenta.

Essa análise segue nossas diretrizes internas. Clique aqui e confira nosso processo de avaliação.

Quer comprar um jogo novo ou usado com desconto? Confira aqui o nosso parceiro Big Boy Games e use o cupom ULTIMAFICHA para ganhar desconto adicional!

Maneater diverte além do esperado

Visual, ambientação e gráficos - 7
Jogabilidade - 6
Diversão - 9
Áudio, trilha-sonora e dublagem - 7.5

7.4

Muito Bom

A Tripwire consegue entregar uma experiência sólida, divertida e viciante com Maneater. Ser um tubarão, explorar uma vasta região, comer seus inimigos e crescer nunca foi tão divertido. Porém, temos que pontuar que a câmera não te ajuda em alguns momentos e o jogo apresenta alguns bugs como queda de FPS quando a ação está frenética.

User Rating: 5 ( 1 votes)

Leonardo Coimbra

Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.
Botão Voltar ao topo
Fechar