O triste estado de Quake Champions

Lançado em 1999, Quake III foi um dos primeiros jogos multiplayer do gênero First Person Shooter (FPS) a fazer sucesso. O foco no multiplayer do jogo fez com que uma  uma enorme comunidade fosse criada, e consequentemente o surgimento de vários torneios, até a inclusão do jogo na famosa Cyberathlete Professional League carinhosamente chamada de CPL.

Passado muitos anos, em Junho de 2016 nossa equipe estava na conferência da Bethesda, antes do show do Blink 182 e da bebedeira gratuita proporcionada pela empresa, quando fomos surpreendidos por um anúncio: Quake Champions estava sendo produzido! Imediatamente todos os presentes na conferência aplaudiram de pé, e comemoraram a volta de um dos jogos mais amados da história, e em um momento onde estávamos completamente carente de bons jogos FPS.  

O plano parecia perfeito. Porém, as outras empresas também se aproveitaram da carência do FPS e resolveram no mesmo ano anunciar e ou lançar novos jogos do gênero. A Blizzard lançou Overwatch, EA o Battlefield 1, Activision o COD: Infinity Warfare. A concorrência parecia acirrada, mas o peso da franquia Quake ainda sim atrairia muitos jogadores.  

Em 2017 finalmente podemos testá-lo, closed beta, open beta e agora o early access. Mas por enquanto, o jogo, que será lançado de graça, só pode ser jogado por quem comprá-lo na steam por R$69,99.  Enquanto isso diversos outros jogos de FPS foram lançados: Law breakers, COD: WWII, Destiny 2 e o grande fenômeno do ano Players Unknown Battlegrounds. A demora entre anúncio e a liberação para o público, somado a um preço elevado na Steam para um jogo que será gratuito, só poderia ter um resultado.

quake champions
Desde a liberação do early access a quantidade de média diárias de jogadores teve uma redução de 40%.  Em setembro apenas 550 jogadores por dia, e com a tendência de reduzir cada vez mais. Não pelo fato do jogo ser ruim, mas pelas dificuldades e bugs que o jogo possui. A espera para encontrarmos uma partida está em torno de sete a dez minutos. Por diversas vezes eu abro o jogo com vontade de jogar e após uma longa espera eu desisto e acabo jogando um PUBG ou Overwatch. Quando eu persisto firme e forte, não há jogadores suficientes para se fazer uma partida equilibrada e eu sou colocado junto com pessoas muito melhores e com níveis muito mais altos… acabo tomando uma surra, como aconteceu no video do jogo que eu gravei.

Esses pequenos erros de estratégia da Bethesda podem ter custado o futuro do jogo, sem antes mesmo de ser lançado oficialmente. Espero de verdade estar enganado e torço para que o jogo consiga atingir o mesmo sucesso que Quake III. Mas por enquanto, infelizmente, Quake Champions já não faz mais parte do meu HD.

Publicado
Sonhou um dia ser jogador profissional de e-sports. Tentou Team Fortress2, Dota2, Counter Strike, mas devido a falta de habilidade e a idade avançada, virou redator e animador de festa infantil.