Por que não elogiar o jogo exclusivo do outro console?

Algo que temos que conviver hoje no mundo dos games é com uma comunidade que gosta de tirar vantagem e de atacar o adversário com o clássico “o meu é melhor que o seu” e o também clássico “para que vou querer esse jogo chato”.

Ou seja, se você é dono de um PS4, Zelda, Mario, Forza, Gears of War, PUBG se tornam automaticamente ruins. Se você é dono de um Xbox One, Zelda, Mario, God of War, Horizon Zero Dawn, Uncharted são ruins. E por fim, se você é dono de um Nintendo Switch, Forza, Gears of War, PUBG, God of War, Horizon Zero Dawn, Uncharted também serão ruins. E só para deixar claro, sei que não são todos que pensam assim, mas existe uma grande parte da comunidade que sempre parte para a agressividade e comparações desnecessárias.

Enquanto muitas pessoas e grupos estão perdendo tempo xingando o amiguinho, o console adversário ou o jogo lançado, as empresas estão de olho no seu comportamento. Por mais que o exclusivo vá continuar sendo um exclusivo (no mundo ideal todos consoles rodarão tudo, mas isso nunca irá acontecer), as empresas vão refletir o comportamento de seus fãs em seus produtos. Por exemplo, foi lançado Persona 5 e Horizon Zero Dawn para PS4. O que mais vi e ouvi é que não iriam querer jogo japonês para o console, que é jogo colorido e bobo, que não gostam de RPG, que é jogo linear, que não tem multiplayer e por ai vai. Quando Mario Odyssey foi lançado, milhares de pessoas falaram que era um jogo infantil bobo e que não iriam querer. E por fim, quando tivemos o lançamento/preview de PUBG todos acharam uma forma de criticar o jogo e nunca analisaram o fator diversão.

Esse comportamento também se aplica quando novas tecnologias são lançadas como o PS4 Pro, Nintendo Switch, PS VR e o Xbox One X. Poder é besteria. Não tem jogo. 4K falso. Ninguém vai comprar isso. Se jogar vai ser roubado. Ou seja, ao invés de elogiar o concorrente só o diminui para que o seu produto fique como o melhor (na sua imaginação).

Mas agora pense comigo, quem não iria gostar de ter mais opções em seus consoles? Não seria legal ter um baita jogo de multiplayer no PS4? E não seria bacana ter experiências com histórias interessantes e/ou diversos RPG´s no Xbox One? E por fim temos o Switch onde seria legal ter jogos hardcore (aqui a Bethesda já deu o pontapé inicial).

Meu ponto é o seguinte: Deixe de ser hater. Pare de tentar diminuir o outro console/jogo. Elogie o jogo. Diga que é bonito, que é bom, que é divertido, que é legal. Posso afirmar que se a base de fãs mudar de mentalidade, as empresas irão ver como seus fãs estão elogiando seu concorrente e irão correr atrás para apresentar novas experiências baseadas naquele estilo de jogo.

Como redator e criador deste site há mais de 3 anos, é muito triste ver que tantos colegas e até administradores de grandes grupos fazerem uso do hate e desse console wars para ganhar alguns clicks e continuar disseminando a desinformação e o ódio (infelizmente não é um exagero, mas sim a verdade).

E lembrem-se, enquanto vocês brigam, as empresas se elogiam e dão parabéns uma as outras. Então vamos todos dar os parabéns pelos jogos e pedir todos os estilos e serviços em nossos consoles.

Publicado
Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.