Sexo frágil? Veja as mulheres que vão botar pra quebrar em Far Cry 5

Far Cry 5 chega no final deste mês e promete muito tiro, porrada e bomba para livrar uma cidade americana do fanatismo religioso. E se você pensa que isso é trabalho de home, “pensou errado, otário” (parafraseando o bom Choque de Cultura). Em Far Cry 5 você terá o auxílio de alguns personagens únicos. Dentre eles, um time de mulheres casca grossa que vão chutar os traseiros dos fanáticos religiosos.

JESS BLACK

maxresdefault (1)

Os pais de Jess estavam frequentemente sem trabalho, então ela se mudava bastante e nunca teve uma infância de verdade. Como rsultado, ela teve problemas cedo: brigas nos coredores da escola, pichações de madrugada, venda de drogas, furtos e até incêndio criminoso do carro do diretor.

Uma noite, enquanto ela e sua família estavam dormindo, um capanga de Eden’s Gate, chamado O Cozinheiro, invadiu sua casa e os sequestrou. O Cozinheiro os deixou famintos e os torturou implacavelmente antes de, finalmente, matar os pais de Jess, na sua frente.

Ela está determinada a salvar todos que puder e se vingar do Cozinheiro. De uma forma indireta, Jess encontrou seu caminho: matar.

ADELAIDE DRUBMAN

far-cry-5-adelaide

Adelaide Drubman é mais saudável, rica e mais esperta do que muita gente por aí. É só perguntar para ela: ela ficará feliz em contar tudo sobre ela mesma.

Addie se casou com um homem rico e mais velho, Kurk Srubman Jr., quando tinha vinte e poucos anos.

Após uma década de indiferença e infidelidade de seu marido, Addie pediu o divórcio.

Mas a vida boa terminou quando Eden’s Gate apareceu, implorando para comprar suas terras. Quando Addie se recusou a vendê-las, eles voltaram armados e tomaram-nas à força. Banida de seu próprio lar, a furiosa Addie está tramando vingança e praticando sua pontaria com seu adorado AK-47.

GRACE ARMSTRONG

Grace-armstrong

Grace Armstrong é uma exímia atiradora que ganhou uma medalha de bronze nas Olimpíadas Americanas, serviu em várias incursões no Afeganistão e voltou para casa para trabalhar como instrutora de armas, junto com o pai, no campo de tiro da família, em Holland Valley.

O Projeto em Eden’s Gate era uma presença crescente, mas nada que ela levasse a sério no começo.

Porém, as coisas mudaram quando seu campo de tiro foi tomado violentamente pelo Projeto, e a polícia local se reusou a ajudar. O caos resultante culminou com a morte de seu pai. Naquele instante, algo se rompeu dentro dela. Grace enterrou o pai, carregou seu fuzil de precisão e saiu à caça de membros do Eden’s Gate.