Games brasileiros vão invadir a GDC 2018, em março

O Projeto Brazilian Game Developers (BGD) uma parceria da Abragames com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), dará início ao tour de eventos internacionais com as principais empresas desenvolvedoras de games no Brasil. Pelo sexto ano consecutivo, a Game Developers Conference e a Game Connection America vão receber a maior delegação brasileira da história, com 44 empresas 120 profissionais. A GDC acontecerá de 19 a 23 de março, em São Francisco, EUA.

Como resultado de anos de investimento e trabalho duro pela indústria nacional de games por parte da Abragames e seus parceiros, este ano marcará a primeira vez que o Brasil estará presente na GDC Play. Serão 19 empresas, apresentando os melhores jogos independentes do país para o mundo todo. A GDC Play é uma das atrações da GDC, onde desenvolvedores independentes apresentam seus projetos para a imprensa, investidores, distribuidores e publicadores internacionais.

Duas empresas brasileiras já receberam Menção Honrosa da GDC Play: Bad Minions, com o game Alkimiya,  e Rogue Snail, com Relic Hunters Legend.

Neste ano, outra novidade de peso: a delegação será acompanhado por representantes do Governo Brasileiro, incluindo o Ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão; o Presidente da Ancine, Christian de Castro; da Chefe do Departamento da Economia da Cultura do BNDES, Luciane Gorgulho; o Assessor Internacional da Ancine, Gustavo Rolla, e o representante da Divisão de Promoção do Audiovisual do Ministério das Relações Exteriores, Igor Germano.

“Mais uma vez quebramos o recorde da presença brasileira na GDC e GCA, mostrando como nossa indústria de jogos está forte e não para de crescer,” comemora Eliana Russi, Gerente Executiva do Projeto BGD. “Além disso, a presença do Governo Brasileiro, pela primeira vez no evento, mostra o comprometimento das autoridades e o reconhecimento da indústria criativa como um importante polo da economia.”

Sobre a GDC
A GDC é o maior evento da indústria de Games, totalmente voltada ao público profissional, com palestras, exposição e mercado. O Brasil tem participado em peso – este ano será especial por conta dos grandes sucessos nacionais que serão apresentados por lá.

Publicado
Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.