E3 2018 Preview – Kingdom Hearts 3 vai valer toda a espera

Leonardo Coimbra

20 de junho de 2018

Após muita especulação, a Square Enix no ano de 2013 confirmou oficialmente Kingdom Hearts 3. Desde então os fãs do jogo (eu incluso) ficaram esperando ano a ano novas informações do jogo como trailers, gameplay e data de lançamento. Durante a E3 2017 nós recebemos um novo trailer, mas o jogo não estava presente no showfloor da feira nem recebemos a tão esperada data de lançamento.

Muito felizmente nesta E3 2018, não só o ele estava jogável, como recebemos a data de lançamento com um pequeno atraso. Quando soube que Kingdom Hearts 3 estaria jogável na feira eu me dei a missão de jogá-lo e poder trazer minhas impressões dele.

Pois bem, ao iniciar a demo, era possível optar entre jogar a parte do Toy Story ou a parte do Hércules. Eu acabei optando em jogar o mundo de de Toy Story que traz diversas interações entre Sora com os bonecos Woody, Buzz Lightyear e muitos outros personagens da franquia. Logo de cara eu fiquei boquiaberto com a qualidade gráfica do jogo. Pela primeira vez nessa indústria vital, parecia que estava assistindo uma animação da Pixar, só que na verdade estava jogando-a. É simplesmente fascinante a qualidade gráfica e a animação dos personagens. Afirmo categoricamente, não perde nada para um filme da Disney Pixar.

Agora falando um pouco da trama, Sora, Donald e Pateta estão cumprindo sua função de guardiões dos mundos e dessa vez chegaram ao mundo de Toy Story onde muitos dos bonecos desapareceram, assim como Andy e sua família. Mas não somente isso, os Heartless apareceram e estão ameaçando Woody e seus amigos. Tendo ciência da situação, Sora e seus amigos resolvem ajudar todos neste problema. Depois de um tempo ao chegar na loja de brinquedos, eles são abordados por um dos Xehanorth, o mais novo deles. Após um breve diálogo, ele diz que conta com que Sora fique mais forte. E assim se encerra a demo… Claro, estou esperando esse plot twist que só saberei ano que vem.

Por fim tenho que falar do gameplay e isso foi o que menos mudou. Como a ideia é entreter o jogador e não apresentar grandes dificuldades na E3, posso afirmar que foi um passeio no parque a demo. A mobilidade do jogo estava muito boa e os efeitos dos golpes eram absurdos, um show de luzes com efeitos. Não só isso, mas pude notar que as armas presentes se transformavam muitas vezes sempre lançando diversos tipos de especiais e cada vez eles eram maiores. Eu me lembro de dois que achei muito interessantes. O primeiro cada um dos 3 personagens ficavam em uma xícara magica que ficava rodando no cenário e batendo nos adversários. Já o segundo especial, os personagens entravam em um barco mágico que ficava em uma espécie de gondola. Percebi que ambos os especiais tiveram inspiração em brinquedos de parque de diversão.

Em suma, Kingdom Hearts nem foi lançado e já é o melhor jogo de 2019! Tenho certeza que ele será um excelente jogo para os fãs, amantes de RPG e das franquias da Disney. Certamente, existe a necessidade de fazer um equilíbrio nas lutas, mas entendo que tenham facilitado nossa vida para a E3.

Relacionados

Comentários