Análise: My Hero One’s Justice – Vá além com esse review! PLUS ULTRA!

My Hero One’s Justice é outra das novas apostas dos jogos de anime que a Bandai Namco está produzindo. Feito em base no famoso anime e mangá My Hero Academia (Boku no Hero Academia), o game apresenta a maioria dos principais personagens principais e antagonistas da série para lutarem entre si em inúmeros modos diversificados. Quer saber se é bom? Se é empolgante? PLUS ULTRA!

SEJA O HERÓI OU VILÃO DA SUA HISTÓRIA

Em My Hero One’s Justice temos inúmeros modos para jogar! O primeiro deles vem a ser o famigerado modo história onde veremos os eventos do anime a partir do treinamento do garoto Midoriya com o Gran Torino até a batalha contra o temível All For One. Além disso, esse modo é dividido na versão dos heróis com a jornada do nosso protagonista e o modo dos vilões, contando versão original dos acontecimentos a partir do ponto de vista do antagonista Tomura Shigaraki.

Em sequência, temos o modo missão onde escolhemos três personagens para seguir inúmeras batalhas podendo alternar entre eles e conseguindo vários itens como conquista. No final de sequencia de missões, nos deparamos com um “boss” que apresenta alguma vantagem como a vida se recuperando gradualmente.

O jogo possui o Modo online onde podemos jogar casualmente, criar salas para confrontar os amigos e também participar das boas e velhas ranked em busca de ser o melhor herói ou vilão. Impressionantemente, sempre encontrei alguém online para lutar e isso permite que eu diga que esse modo está funcionando bem e de forma lisa. O único problema que podemos nos deparar é de cair contra um personagem que tenha muita vantagem contra aquele que optamos. Fora isso, tudo funciona muito bem.

MOSTRE O SEU MELHOR

A jogabilidade de My Hero One’s Justice tem grande base naquela que conhecemos em Naruto Storm, contudo, já era de se esperar que o jogo não fosse rival. Em todo caso, ainda consegue brilhar com a sua jogabilidade adaptada para caracterizar bem os combates de My Hero Academia, principalmente levando em consideração o uso dos dons, onde temos dois botões apenas para as suas aplicações e variações, enquanto outros ficam encarregados do salto, ataque normal, dash e bloqueio. Cada personagem possui dois ataques PLUS ULTRA (em adicional existe uma terceira opção que é o primeiro PLUS ULTRA sendo usado em conjunto com o golpe especial de seus auxiliares) , que seriam os golpes especiais e jogador pode usar até dois personagens auxiliares para te ajudar na ofensiva ou defensiva.

O maior diferencial desse jogo para os outros da Bandai é o cenário interativo que é destroçado em meio da batalha, mesmo que isso ainda seja bastante superficial a ponto de paredes quebrarem apenas por encostar-se a elas. E falando em paredes, se você jogar o seu oponente contra uma é possível que os dois comecem a caminhar sobre esta, usando ela como “chão” para continuar a lutar. Se algo incomodou de fato nesse jogo foi a câmera que varias vezes atrapalha mais do que ajuda.

Outro fator importante a ser citado é o cuidado que tiveram em adicionar até mesmo os menores dos detalhes como a manga da camisa do Midoriya sendo destroçada e seu dedo ficando inchado após usar o primeiro PLUS ULTRA, Kaminari ficando brisado após utilizar muita eletricidade, os foguinhos saindo das mãos de Bakugou quando ele se movimenta em dash e Tsukuyami necessitando de alguns segundos para se recuperar após utilizar o seu segundo PLUS ULTRA.

DIVERSÃO É O QUE FAZ UM HERÓI

Algo muito forte em One Hero’s Justice é a diversão que esse jogo consegue proporcionar. Com vários modos e uma jogabilidade bastante agradável, você consegue se entreter mesmo jogando sozinho e se quiser se aconchegar a um calor humano, ainda tem a opção do modo online. Além disso, o jogo tem um sistema de itens que é bastante interessante, pois você pode customizar os personagens para criar novos “uniformes” para eles, deixando algo mais singular quando for participar das pelejas online.

CONCLUSÃO

One Hero’s Justice é um ótimo jogo! Diante de tantos games que possuem a temática de luta, esse consegue se destacar com facilidade e apresentar o caminho correto para uma nova franquia da Bandai, trazendo uma sensação nostálgica do que aconteceu com o primeiro Naruto Storm. Tirando a câmera estranha e cenário destruindo pelo mais leve toque, esse jogo é ótimo.

{{

game = [My Hero One’s Justice]

info = [Lançamento: 25/10/2018]

info = [Produtora: Bykings]

info = [Distribuidora: Bandai Namco]

plataformas = [PS4, Xbox On, PC e Switch]

nota = [4/5]

decisão = [Obrigatório para fãs de anime]

texto = [Divertido e variado]

texto = [um jogo que te leva ao PLUS ULTRA]

positivo = [Vários modos]

positivo = [Jogabilidade]

positivo = [Multiplayer]

positivo = [Muito bem caracterizado]

negativo = [Câmera]

negativo = [Cenário extremamente frágil]

}}

Anderson Mussulino

Publicitário louco por toda a cultura geek. Redator do Última Ficha e apaixonado por jogos que vem da terra do sol nascente.
Botão Voltar ao topo
Fechar