Análise: Yakuza 5 Remastered – Não é apenas um jogo da máfia japonesa, mas de experiências

Yakuza 5 Remastered traz mais um capítulo da épica saga de Kiryu Kazuma, mas desta vez vai além das intrigas envolvendo o clã Tojo

Concluindo a maratona de review envolvendo o collection de Yakuza, agora chegou a vez do aclamado Yakuza 5 Remastered que por muitos fãs é dito como o melhor jogo da franquia lançado no saudoso Playstation 3. Seu lançamento original tem uma forte representação, pois ocorreu exatamente 10 anos depois que o primeiro título foi lançado e veremos agora se ele faz jus à comemorativa da primeira década da série.

Veja também o review de Yakuza 3 Remastered e Yakuza 4 Remastered.

Seguindo uma jornada de sucesso

Yakuza 5 Rematered segue todos os acertos de seus antecessores e busca aprimorar todas as características que foram bem aceitas no 4, começando com a separação da história em cinco arcos, onde os quatro primeiros são histórias focadas em seus próprios protagonistas e o último é a junção das narrativas e conclusão de cada.

Dessa vez as estrelas do show são Kiryu, Saejima, Haruka & Akiyama e o novato Shinata que está substituindo Tanimura.

A história inicia com Kiryu buscando uma nova vida com uma nova identidade, trabalhando como taxista e longe tudo que envolva o clã Tojo. Seus motivos de tal mudança são nobres, mas conseguimos ver como é uma situação depressiva que o envolve. Porém, calmaria não é o ponto forte dessa série e o conflito do clã Tojo com a Omi Alliance fez com que Dojima Daigo, o sexto presidente do clã Tojo, sumisse e forçasse Kiryu retornar a sua identidade original.

Yakuza 5 Remastered

Seguindo, temos Saejima que retornou para a prisão afim de completar a sua penalidade. Só que as complicações envolvendo o clã Tojo faz com que ele tenha que sair da prisão em busca e tomar frente como um dos pilares da organização.

Por sua vez, a história de Haruka é contada sobre a sua carreira como idol e mostrando mais do motivo do afastamento de Kiryu. Ao mesmo tempo, temos Akiyama desvendando um mistério que envolve um de seus devedores.

Por fim, é a vez de Shinata. Ex-jogador profissional de baseball que está cheio de dividas e recebe a visita de um homem misterioso que o entregou a missão de descobrir a verdade por trás de sua última partida de baseball.

Por mais que as histórias aparentam não ter nenhuma conexão, elas vão se interligando aos poucos e perguntaras que ficaram abertas numa, vão sendo respondidas nas outras até a vinda do último arco.

O mais interessante é que não se baseia apenas nas intrigas envolvendo os Yakuza, mostrando outros problemas e dilemas envolvendo os personagens e os aprofundando como pessoas.

Se no review anterior já foi dito que era como jogar quatro jogos diferentes em um só, este game leva a definição dita ao outro patamar, pois as singularidades de cada arco são ainda mais nítidas e não se baseiam somente no enredo ou estilo de combate.

Em Yakuza 5 Remastered, num momento você é taxista, logo depois está dando show para otakus

Novamente digo e repito, Yakuza não é repetitivo. Com a divisão dos arcos temos uma característica própria para cada um deles, fazendo com que jogo ganha um “subgênero” novo em suas divisões.

Com Kiryu, temos a profissão de taxista que vai, pela primeira vez em Yakuza, nos colocar sobre quatro rodas. Com mini-games envolvendo corridas e levar passageiros até o local onde eles desejam, o jogo tem um sistema bem feito para dirigir o táxi do Kiryu. Se você está numa perseguição ou “racha”, é importante pisar e fazer bom uso do heat (leia-se nitro)  para vencer seus oponentes, porém, tudo muda quando há um passageiro em seu banco. Você terá que dirigir com calma, respeitando as  regras de transito, evitando acidentes e respondendo de forma que agrade  o seu cliente. De fato, são dois extremos.

Além disso, o estilo de luta dele é igual aos outros jogos. Ele é o famigerado “pau pra toda obra”, no qual faz grande uso da barra de heat para finalizações e diferente dos outros jogos, nesse ele ativa um “heat modo” ficando com a aura vermelha ao apertar R2, potencializando seu dano com golpes mais brutais.

O poderoso Saejima utiliza os seus golpes carregados e agora tem a possibilidade de segurar inimigos para usá-los como arma ao custo de sua barra de heat. Enquanto Kiryu tá sendo um motorista, aqui temos uma experiência de sobrevivência numa floresta em pleno inverno.

E como todo bom sobrevivente, o sistema próprio desse arco é o mini-game de caça que coloca o Saejima explorando e caçando na floresta. Com a utilização de uma espingarda, você poderá caçar animais como cervos e ursos. Também está disponível a utilização de armadilhas  para capturar criaturas menores.

Diferente do mini-game dito anteriormente, esse de caça é meio cru. A visão em primeira  pessoa para caçar é um pouco old, fazendo com que o primeiro Call of Duty ainda aparenta ser mais moderno em questões de gameplay. E o mapa consideravelmente limitado não traz grande incentivo junto da movimentação pesada causada  pela neve. Se tiver um momento ruim na experiência geral, posso dizer que foi essa.

Deixemos os homens musculosos, sem camisa e cheios de testosterona de lado e nos foquemos na jovem Haruka em seu sonho de ser idol. Aqui sim o jogo muda de uma forma brutal! Você vai administrar a carreira da estrela juvenil de Yakuza 5 Remastered, tendo trabalhos para fazer em busca de aumentara reputação de sua agência; o treinamento de dança e canto que faz uso de um sistema familiar em jogos rítmicos como Project Diva.

Não tem como colocar a Haruka para cair na porrada com gangsters, yakuzas, encrenqueiros e afins… Invés disso há as batalhas de dança. Aqui é um pouco mais complexo, uma vez que existem quatro barrinhas que cada uma é referente a um botão do direcional e os botões (quadrado, x, triangulo e círculo) ficam passando por eles. Você deve apertar o direcional em que os comandos estão vindo e executá-los no momento correto. De acordo com o que você vai acertando, dano é causado em seu oponente.

Akiyama é um complemento para a trama de Haruka, então ele acaba tendo nada de “próprio” além do estilo de luta que é na base do chute. Agora ele é capaz de realizar combos aéreos quando tiver barra de heat.

Por fim, e não menos importante, Shinada! É bastante diversificado o sistema de combate dele, mostrando que não se trata de nenhum lutador profissional, diferente dos outros. Shinada utiliza golpes baseados em movimento de baseball e até mesmo a investida de futebol americano.

Como um bom jogador, seu mini-game próprio é de baseball. Aqui você tem que mirar no ponto em que a bola está vindo e apertar o botão mais propicio para realizar o acerto, como mostra a imagem abaixo.

Yakuza 5 Remastered

De acordo com o tanto que joga, você vai maximizando suas habilidades e conseguindo maior facilidade para continuar esse mini-game.

Yakuza 5 também trouxe novidades

A evolução de personagem sofreu uma mescla do sistema existente no 3 com o do 4. Igual ao 4, temos pontos para liberar novas habilidades, porém, é necessário ir liberando aos poucos entre cinco disponíveis. Quando desbloqueia uma, outra surge para ser conquistada.

Uma função nova que é extremamente bem vinda em Yakuza 5 Remastered foi o golpe especial. Além da barra de heat, há um círculo que vai enchendo de acordo com os danos que levados, ao preenchê-lo é possível utilizar um golpe devastador em seus inimigos.

Yakuza 5 Remastered
Em alguns momentos, você pode escolher qual personagem utilizar na reta final.

Uma grande variedade de diversão

Yakuza Remastered 5 possuí inúmeros mini-games além dos que foram citados. No arcade, por exemplo, podemos jogar Virtua Fighter e Taiko. Em diversos momentos podemos ir até o karaokê para nos divertimos com costumeiro sistema rítmico, enquanto assistimos um vídeo clip bastante aleatório e cômico com os personagens, jogar cartas, bilhar, roleta, dardos e até caçar UFOs.

Fora isso, há inúmeras sub histórias que aprofundam mais o desenvolvimento dos protagonistas com suas respectivas cidades, uma vez que cada um está num ponto diferente do Japão. Falando nisso, dessa vez temos essas localidades:

  • Sotenbori, Osaka
  • Tsukimino, Sapporo
  • Kamurocho, Tokyo
  • Kineicho, Nagoya
  • Nagasugai, Fukuoka

Porém, são mapas pequenos em comparação ao Kamurocho existente nos outros jogos anteriores.

Yakuza 5 Remaster tem uma notável evolução

Enquanto Yakuza 3 e 4 tem gráficos mais semelhantes, aqui podemos uma verdadeira evolução na engine gráfica, fazendo com que o game fique mais visualmente atrativo. Bastando comparar a Haruka com os jogos anteriores, vemos como a personagem evoluiu em seu modelo. Fora isso, os detalhes de Kiryu (e dos outros) estão mais nítidos e menos caricatos.

A sonoplastia juntamente da trilha sonora continua tendo uma enorme qualidade, sendo memorável e empolgando ainda mais o jogador, por combinar muito bem com os momentos. Merecendo destaque em especial para o último ato em que a experiência de “filme” foi as alturas, entregando um momento de encher os olhos de lágrimas e forçar o jogador a bater palmas com os pés para secar as lágrimas com as mãos.

Yakuza 5 Remastered
Fique em casa.

 

Yakuza 5 Remastered é uma ótima experiência da coletania, entregando um jogo bastante diversificado

Visual, ambientação e gráficos - 8
Jogabilidade - 8
Diversão - 10
Áudio e trilha-sonora - 10
Narrativa - 10

9.2

Horas de diversão!

Yakuza 5 Remastered consegue ampliar a experiência de jogo, entregando gameplay bastante variado com várias temáticas diferentes. Os mini-games são bem feitos e a sua narrativa é bem construída.

User Rating: Be the first one !

Anderson Mussulino

Publicitário louco por toda a cultura geek. Redator do Última Ficha e apaixonado por jogos que vem da terra do sol nascente.
Botão Voltar ao topo
Fechar