BGS 2016: Gears of War 4 retorna como um velho conhecido

Gears of War 4 estava disponível para ser jogado na BGS 2016 e, obviamente, não poderíamos deixar de dar nossa impressões sobre o jogo. Veja abaixo as considerações sobre o título:

O único modo disponível para testes no stand da Microsoft era o clássico “Horda”. Nele, nós lutamos pela sobrevivência enquanto enfrentávamos ondas de inimigos cada vez mais poderosos. De cara, dominamos completamente o jogo, já que seu gameplay era extremamente familiar (pois traz a mesma mecânica dos jogos anteriores).

O sistema de corrida, cover, recarga, troca de arma, mira e muito mais se mantém fiel a sua primeira versão. O que pudemos perceber durante este modo Horda foram as novidades fora do gameplay. A primeira vem com os inimigos a serem batalhados que, além dos clássicos Locust, consistem também de robôs (um dele era uma bola que detonava perto de você, outro era um drone que tinha um campo de força). Também ficamos cara a cara com um novo inimigo, que parece uma espécie de cachorro (já demonstrado nos vídeos de Gears 4), e um grande chefão final que matou metade do nosso esquadrão.

gearsofwarmultiplayer_0_o

Outra novidade que pudemos experimentar foram as novas armas. Além das clássicas, experimentamos o disparador de serras (que particularmente achei confuso), um lança-míssil devastador, uma metralhadora robusta que cai dos drones, o disparador de granadas, e uma escopeta semi-automática com disparo rápido e pouco coice.

Por fim, devemos ressaltar que a Microsoft manteve o mesmo padrão de quando foi lançado o modo em Gears of War Judment. Para os que não se lembram, tínhamos 5 classes de escolha em nossos baús de implementações, estas que incluíam uma barreira de espinhos, diversos tipos de torretas de arma, bonecos tipo decoy e outros.

Ainda falta muito para saber o que será do jogo de fato. Contudo, sabemos pelo que já foi liberado aos fãs da série que estes se sentirão em casa. Já os que procuram muitas novidades, Gears of War 4 pode acabar decepcionando.

Leonardo Coimbra

Mestre supremo do Ultima Ficha, não manda nem em seus próprios posts. Embora digam que é geração PS2, é gamer desde o Atari e até hoje chora pedindo um Sonic clássico e decente. Descobriu em FF7 sua paixão por RPG que dura até hoje. Eventualmente é administrador e marketeiro quando o chefe puxa sua orelha com os prazos.
Botão Voltar ao topo