Análise: Mônica e a Guarda dos Coelhos pode ser o que você está procurando

Com personagens que não precisam de apresentação, o Pessoal da Mad Mimic vestiu No Heroes Here com a Turma da Mônica numa bela estratégia de trazer um público maior e mais jovem para seu jogo. Será que Mônica e a Guarda dos Coelhos é para você?

Brilha, brilha, estrelinha

A história do jogo começa quando uma estrela acaba caindo na terra por motivos de sujeira demais no céu, o que acabou atrapalhando sua visão, segundo a própria. A estrela então encontra a baixinha gorduxa e dentuça Mônica e pede sua ajuda para acabar com a sujeira, seus inimigos.

Nossa protagonista aceita a missão sem pensar duas vezes e logo após descobre que seus amigos estão presos e a única maneira de libertá-los é se livrando da sujeira. ( e assim você vai liberando novos personagens e skins)

Simples, porém narrativa não é muito o foco em jogos de “caos coop”, né?!

Jogabilidade e tamanho

Se você já jogou No Heroes Here, pode passar direto para a conclusão (haha). Em Mônica e a Guarda dos Coelhos temos exatamente a mesma mecânica que no jogo anterior da Mad Mimic.

Para proteger as torres e derrotar seus inimigos, você deve produzir pólvora e a munição (coelhos no lugar de balas de canhão). Temos coelhos azuis (uma bala de canhão normal), amarelos (um efeito de congelamento) e rosas (que dão um slow nos inimigos). Os mesmos tipos visto em No Heroes Here.

Com isso o seu objetivo é usar de maneira eficaz esses tipos de ataque para segurar a onda de inimigos que tentam arrombar os portões de sua torre.

Assim como em No Heroes Here (veja nosso review aqui) é super recomendado jogar esse jogo com mais de uma pessoa. Quando é jogado em single player, você irá controlar 2 personagens ao mesmo tempo. Mas enquanto controlar um o outro ficará ocioso. Não faze nem sentido! Então se pensar em jogar sozinho, não jogue.

Bom para quem?

Agora, se o seu objetivo é jogar com amigos, filhos, crianças em geral – o jogo é para você! Diferente de No Heroes Here, Mônica e a Guarda dos Coelhos é muito mais acessível para os mais novos e casuais. O nível de dificuldade é mais tranquilo e o ritmo do jogo é mais lento. Se o objetivo da Mid Mimic era alcançar o público mais jovem ou introduzir pessoas ao gênero de caos coop o jogo cumpre isso perfeitamente.

Mas aqui precisamos ser justos com todos os tipos de players. Então se você já conhece o gênero ou já zerou No Heroes Here o jogo pode ser um pouco monótono, lento ou curto demais para você e seu dinheiro. Já que o jogo pode ser terminado em cerca de 3 horas e conta com apenas 20 torres.

O lado positivo fica por conta dos personagens memoráveis da Turma da Mônica que o jogo possui – são 15 personagens nostálgicos para você escolher.

Mônica e a Guarda dos Coelhos acaba sendo uma ótima porta de entrada para os iniciantes e, em contra partida, um jogo dispensável para os mais ativos no mundo dos games. Para esses últimos, não deixem de conferir No Heroes Here!

 notas

Bruno Degering

Gamer há tanto tempo que usa consoles como referência cronológica para lembranças de sua vida. Amante de Mega Man, Resident Evil e Warcraft. Se gaba por ter zerado Battletoads aos 9 anos mas abandonou Bloodborne com 26.
Botão Voltar ao topo
Fechar