Análise: Nelke & the Legendary Alchemists ~Ateliers of the New World~, um jogo de administração, dating sim e um toque de RPG!

Fazia um bom tempo que eu não pegava nenhum jogo de administração para jogar, e inclusive estava coçando a mão para comprar algum Harvest Moon ou Sim City Like, e foi quando apareceu NLA (Nelke & the Legendary Alchemists). De início eu não entendi como funcionaria o game, pois os trailers não ajudam muito. Eles não definem como um game de administração nem como um RPG, pois bem NLA são ambos e nenhum do dois também, calma que eu já me explico, mas antes disso assiste aí ao trailer de lançamento:

Tá Paulo, mas o vídeo fala 80% sobre construir e tals, eu sei pequeno Padawan, mas note que há uma porção de gameplay onde a Nelke aparece andando na cidade e até mesmo batalhando junto uma party e isso já me remeteu a um RPG. Mas enfim, mesmo depois de ver o trailer eu fiquei muito confuso sobre o que seria o jogo ou se seria a mistura de ambos, e me surpreendi porque ele não é exatamente nenhum dos dois, é mais para um Rogue-lite que contém mecânicas de Dating Sim. Boooooom!

Ambientação

Bom, como o nome do jogo sugere você é Nelke, que por sua vez é uma aristocrata filha de um cara muito rico e influente. Nelke quer independência da família e decide que vai atrás de umas relíquias pelo mundo e acaba parando em Westbald uma aldeiazinha de 50 habitantes (mas que tem uma mansão imensa). Logo ao chegar é recepcionada pelo líder do vilarejo, Knoss, que diz que seu pai já havia preparado tudo para chegada da filha.

A ideia é dar a liberdade para Nelke explorar a região de Westbald em busca das relíquias, em troca ela precisará mostrar para seu pai que é capaz de desenvolver o vilarejo em uma grande cidade, e durante sua exploração, Nelke vai ter contato com os Alquimistas Lendários, que serão personagens importantes para o desenvolvimento da história.

Mecânicas

Aqui o bagulho fica louco, pois são tantas mecânicas que fica difícil definir o estilo do game. Primeiramente ele é um jogo de administração de recursos, você começa com recursos iniciais o suficiente para iniciar o desenvolvimento da vila. Com isso o tutorial te guia para as 2 fontes principais de renda, sendo elas a criação e vendas de itens e a segunda a investigação, apesar de dispares, se complementam, entenda.

Dentre as criações, é possível construir estruturas para a cidade, é possível, por exemplo, criar cadeias de produção, criar um campo que planta algo – pegarei aqui como exemplo o Trigo -, em seguida construir um estúdio de manufatura, que pode pegar esse trigo do campo e transformar em farinha, por sua vez essa farinha pode ser utilizada de várias formas, inclusive a venda direta dela ou a reutilização desta farinha no estúdio para criar outras coisas, como doces por exemplo, bolos, tortas etc. essa linha de produção e criação é a fonte de renda do vilarejo, portanto precisa ser estudada, analisada e planejada para os turnos seguintes (já abordo os turnos).

Investigação é literalmente outro jogo! É um RPG de exploração, ou quase, tendo você como responsável pelo desenvolvimento de Westbald, é necessário investir na descoberta de novas áreas ao redor do vilarejo, uma vez descoberto, é possível entrar nele e investigar, que ocorre da seguinte forma: define-se uma party e vai para a área. Os personagens vão caminhar só em uma linha reta, eventualmente parando para coletar itens, utilizar itens e batalhar, a batalha é exatamente um RPG de turnos, mas quando a batalha termina as condições dos personagens permanecem. Então não há curas (a menos que alguma regra da área diga o contrário ou na sua party tenha algum suporte que cure), e os personagens andarão até a stamina acabar ou até chegar ao final da área (o que vier primeiro). Se chegarem ao final da área, ou enfrentarão um “boss” ou encontrarão um tesouro cheio de recursos. Se a stamina acabar antes eles saem da are e retornam ao vilarejo apenas com os itens coletados até o momento.

Tudo o que se arrecada durante a exploração é estocado e se torna recurso para produção, criação e venda de itens. Por isso o investimento destinado a exploração é importantíssimo, pois quanto mais áreas diferentes possíveis, mais itens diferentes e uma gama maior de coisas a fazer.

Alem destas duas mecânicas completamente diferentes, existe uma terceira bem importante para o game, o relacionamento. NLA tem um sistema de turnos onde cada turno consiste de Semana e Fim de Semana. Na fase da semana, você pode delegar as funções, então, decidir o que vai ser produzido, criado e as priorizações nas vendas. Aqui entra uma camada “extra” que são as requisições. Todo morador da vila pode pedir para que você priorize algo, seja em produzir, criar, vender ou mesmo caçar, atender esses pedidos rende popularidade e aceitação, a popularidade faz com que mais pessoas venham morar em Westbald e aceitação faz com que as decisões, gastos e demandas, seja aceitos com mais sucesso.

Já no fim de semana é quando Nelke vai descansar, nessa fase é possível visitar cada um dos NPCs apresentados durante a jogatina, e aqui entra o Dating Sim que é mais simples do que eu pensei inicialmente. Basicamente consiste em visitar os personagens, conversar com eles, pegar sidequests e ao cumprir, ver sua amizade sendo fortalecida mais e mais. Também é no fim de semana que você pode investigar, mas aqui vale a dica, a mesma stamina que é utilizada na investigação, é utilizada para explorar, portanto é necessário pensar bem, se vale mais a pena tentar sair com a cocota (eu tentei mas acho que não é possível a Nelke ser LGBTQ+) ou se vale mais arrecadar recursos.

Ao fim de cada tudo é apresentado os resultados, que conta com um dashboard bem legalzinho que explica tudo que foi produzido, criado e vendido, assim como todos os custos e ganhos, eu realmente me apeguei a esse game por conta disso.

Mas e aí Paulo, cade o rogue-lite, cade os desafios? Eu te explico padawan! Conforme vai progredindo nos turnos, o pai de Nelke vai te mandando desafios, que envolvem basicamente desenvolver a pequena vila, pode ser “crescer um numero X de pessoas”, “acabar X turnos com saldo positivo”, “construir algo” entre outras muitas missões. E todas elas possuirão um tempo em turnos, e aí amiguitos é onde mora o game over, se não cumprir o que papai deseja no tempo dele, XABLAU, volta para casa, game over, comece de novo.

E é ai que mora o Rogue-lite também. É possível carregar características como nível de relação com personagens, e alguns desbloqueáveis, que auxiliam alguns personagens, você só não carrega itens e dinheiro, mas o jogo te possibilita pular o tutorial diretamente para o turno 5.

Conclusão

Olha, eu já gosto de jogos de administração, mas NLA me entregou muito mais que isso, a cada nova conquista, a cada novo NPC que aparecia eu queria mais e mais, a história em si é bem genérica e cheia de textões, mas as propostas do jogo são boas e Koei Tecmo junto a Falcom fizeram um ótimo trabalho. As animações do jogo estão muito bonitas, rola uma sexualização das personagens femininas, mas alguns personagens masculinos também, então não vou pontuar negativamente esse detalhe.

Um jogo gostoso, descompromissado para quem gosta de pensar, tomar decisões e ver que elas estão fazendo a diferença. Não busque apenas um RPG ao jogar NLA, pois se for atrás disso você pode se frustrar. Eu diria que é um game, para um boa promoção, tem seus pontos altos e baixos.

notas

Publicado
Gamer, Gaymer e muito orgulhoso! Descobri os videojogos com 7 anos de idade, de lá para cá foi uma ladeira sem fim, horas gastas em frente a televisão e muita, mas muita mesmo, história para contar, vivi tantas vidas quanto consigo me lembrar, e quer saber? É muito bom não ser a si mesmo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *